O XADREZ É RACISTA

Está a ser estudada a proibição do Xadrez, por se tratar de um jogo “racista”: as brancas contra as pretas, onde também as brancas começam primeiro. Existem peões que são sacrificados, típicos do capitalismo; há também um sério “abuso animal” ao brincar com Cavalos em movimentos rígidos, sempre em L; e Bispos ao “serviço” de uma Monarquia. Como se tudo isso não bastasse, nos deparamos com uma ação deliberada do Machismo e do Patriarcado, já que a Rainha é quem mais tem que trabalhar no jogo, em benefício de um Rei que mal se move. Estamos estudando seriamente um jogo mais “inclusivo. E depois há aquela rebaldaria toda dos bispos, da rainha e dos peões se andarem a comer uns aos outros! Até metem cavalos ao barulho!!! Uma indecência! Uma vergonha! Um escândalo!

Publicado por

lusofonias.net

Chrys Chrystello jornalista, tradutor e presidente da direção e da comissão executiva da AICL