ROCHA VIEIRA MENTIU por João Severino

ROCHA VIEIRA MENTIU

Conheci perfeitamente o mandato do general Rocha Vieira como Governador de Macau. Nunca pensei que o general mentisse em público. Concedeu uma triste entrevista à Agência Lusa e afirmou entre outras inverdades que “Tive mais problemas com a parte portuguesa do que com a chinesa”. O general Rocha Vieira sabe perfeitamente que isso não é verdade. Os advogados não lhe criaram problemas, tais como os médicos, engenheiros, jornalistas, banqueiros, trabalhadores de fábricas, restauradores, enfim toda uma comunidade portuguesa que o soube respeitar e dignificar. Ninguém da comunidade portuguesa o ofendeu sobre concessões, contratos e dinheiros. Ninguém português o difamou sobre o número de contentores que trouxe para Portugal, ninguém macaense ou metropolitano abordou a escandaleira do congresso da imprensa não diária onde Francisco Balsemão se chegou a gabar que Macau o tinha salvo de não encerrar publicações, ninguém lhe criou problemas sobre as viagens contínuas que todos os ilustres de Portugal faziam a Macau, ninguém noticiou que a pretensão do general era ser Presidente da República. Os chineses sim, criaram-lhe problemas e muito sérios sobre os mais diversos assuntos, incluindo os arquivos históricos, os quais desejavam que ficassem em Macau e não ficaram. E foram os jornais chineses que o difamaram quando fundou a Fundação Jorge Álvares nos últimos dias do mandato soberano transferindo milhões de Macau para Portugal. Não aceito que diga que os portugueses é que lhe criaram mais problemas ou o general Rocha Vieira já se esqueceu por quem teve de dividir o pecúlio da construção do aeroporto? Uma entrevista inútil e onde o ex-Governador não conta as grandes verdades, inclusivamente a vontade de Jorge Sampaio o retirar de governador para colocar lá o seu amigo Magalhães e Silva. E não fala de quanta dureza e rudeza existiu numa célebre reunião realizada em Macau com Jorge Sampaio e todos os seus secretários-adjuntos e onde Rocha Vieira teve de dar um murro na mesa. Se foi esse tipo de portugueses que lhe criaram mais problemas que os chineses, então, Rocha Vieira tem razão. Mas a entrevista é uma treta.

Image may contain: 1 person
Comments
Please follow and like us:
error

mais um massacre de cristãos na Nigéria

Rosely Forganes and Joao Paulo Esperanca shared a link.
EXPRESSO.PT
Na Nigéria há um temível grupo islamita, próximo do Boko Haram, que massacra sem dó nem piedade a comunidade cristã. Os relatos são arrepiantes
Please follow and like us:
error

Historia: El día que España casi invadió Portugal: el plan militar de 99 páginas que Franco ocultó

A finales de 1940, mientras se negociaba la entrada de España en la Segunda Guerra Mundial, se elaboró un plan de ocupación para evitar que Inglaterra se adelantase

Source: Historia: El día que España casi invadió Portugal: el plan militar de 99 páginas que Franco ocultó

Please follow and like us:
error