PEDRO ALMEIDA MAIA QUER ESCREVER SOBRE ESCRAVATURA BRANCA NOS AÇORES

May be an image of outdoors
No meu próximo livro quero contar uma história no feminino. O pano de fundo é a decadência do Reino de Portugal no final do século XIX. Em Ponta Delgada, metrópole portuária das Ilhas Adjacentes, vivia-se um clima de incerteza que alimentava o fenómeno da escravatura branca. Este é um tema que me tem deixado muito curioso, sobretudo pelo apaixonante contexto da Belle Époque. #literatura
You, Urbano Bettencourt, Vamberto Freitas and 69 others
18 comments
1 share
Like

Comment
Share
18 comments
View 4 more comments

PEDEM A DEMISSÃO DO DIRETOR DA CULTURA

Agentes Culturais Açorianos pedem demissão do Diretor Regional…
May be an image of one or more people, people standing and outdoors
O PAN/Açores repudia os actos do Diretor Regional da Cultura!
A sua conduta é completamente incongruente com posições anteriormente assumidas.
Não nos podemos associar a alguém que, embora no passado se tenha manifestado contra a violência e maus-tratos aos animais e assumido uma posição contra a prática da tauromaquia, se apresente agora a participar activamente num rito violento que inflige dor a um animal.
Lamentamos ainda que a pessoa com a tutela da Cultura tenha escolhido um evento desta natureza para “mostrar” a cultura açoriana.
A cultura não é isto e a nossa identidade cultural é muito mais do que isto!
Ricardo Branco Cepeda, Inês Sá and 9 others
8 comments
1 share
Like

 

Comment
Share
8 comments

JOH BROWN, O PRIMEIRO TERRORISTA LIBERTAVA ESCRAVOS

John Brown (1800-1850), condenado à morte no Estado da Vírgínia, por libertar escravos
Por isso, nos Estados Unidos é visto como o primeiro terrorista norte-americano
A imagem mostra o famoso activista abolicionista a caminho do cadafalso a ser saudado pelos seus apoiantes
May be an image of 3 people and people standing
15
3 comments
5 shares
Like

Comment
Share
3 comments
View 2 more comments

sem comentário

ESTA MENTE ANÃ É DIRECTOR REGIONAL DA «COLTURA»….
É bem o retrato deste novo paradigma de calhordas e invertebrados!
@ Ryc
May be an image of 1 person, outdoors and text that says "MI "A tourada é uma prática sádica, na qual as pessoas se divertem à custa do medo e do pânico do toiro, além de ser uma actividade bárbara, anti-civilizacional e dispendiosa""
Lúcia Duarte, Jorge Pereira da Silva and 16 others
18 comments
Like

Comment
18 comments
View 1 more comment
All comments

  • Roberto Y. Carreiro

    Quem com ferros mata, com ferros morre. E este, o melhor que lhe vai acontecer, é sair brevemente pela porta dos fundos…
    6
    • Like

    • Reply
    • 3 h
    View 2 more replies
  • Raquel Silva

    Esse tio tocou cedo numa “mola” complicada. Podemos concordar ou discordar das tradições mas temos de as respeitar.
    • Like

    • Reply
    • 3 h
    • Roberto Y. Carreiro

      Raquel Silva – Neste caso específico não está em causa o recorrente debate sobre as touradas, mas sim a postura deste tio, senhor padre, por ter feito anteriormente uma «profissão de fé» contra as touradas e agora que está paramentado para outras fun…

      See more
      2
      • Like

      • Reply
      • 1 h
      View 1 more reply
      • Roberto Y. Carreiro

        Raquel Silva – Hoje em dia, a Coerência era verde passou um burro e comeu-a. Quer neste caso, quer noutros bem diferentes e com protagonistas igualmente diferentes. É um fartote! 🙂
        1
        • Like

        • Reply
        • 1 h
  • João Mota Gomes

    Será mentira?
    2
    • Like

    • Reply
    • 2 h
  • Ricardo Branco Cepeda

    Nem comento…
    2
    • Like

    • Reply
    • 1 h
  • Active
    Lúcia Duarte

    Sem comentários…pela minha saúde mental !!! Um Padre digno da época Quinhentista! 😥😥😥
    • Like

    • Reply
    • 5 m

“Vacinas não protegem contra a infeção e contra a capacidade de transmissão”, diz investigador – Sociedade – Correio da Manhã

Imunidade de grupo com 70% da população vacinada está “completamente desatualizada”, disse Miguel Castanho.

Source: “Vacinas não protegem contra a infeção e contra a capacidade de transmissão”, diz investigador – Sociedade – Correio da Manhã

o paraíso é no Pico