ataque bombista no afeganistão

At least 16 people are dead and 32 injured after an explosion tore through a Shia mosque during Friday prayers in the Afghan city of Kandahar.
Pictures from inside the Fatemieh mosque show shattered windows and bodies lying on the ground and other worshippers trying to help.
The explosion’s cause is not yet clear but a suicide bombing is suspected.
One witness told AFP he heard three explosions – at the main door, where worshippers wash, and a third blast.
The mosque was full of people at the time of the blast and at least 15 ambulances were at the scene.
Taliban special forces have secured the site and have asked people to donate blood to help the victims, Reuters reports.
BBC Afghanistan correspondent Secunder Kermani says that IS-K, a local branch of the Islamic State Group, was expected to say it was behind the attack.
Last Friday, a suicide attack on a Shia mosque during Friday prayers in the northern city of Kunduz killed at least 50 people. IS-K said it carried out the attack, which was the deadliest since US forces left at the end of August. (BBC)
May be an image of 5 people and people standing
1
Like

Comment
Share
0 comments

O dia de 1983 em que o mundo esteve à beira de uma guerra nuclear (e como descobrimos só agora) – BBC News Brasil

No início de novembro de 1983, um exercício militar de rotina quase deu início a um confronto nuclear entre a União Soviética e os Estados Unidos.

Source: O dia de 1983 em que o mundo esteve à beira de uma guerra nuclear (e como descobrimos só agora) – BBC News Brasil

Veículo com drones suicidas é a aposta dos EUA para guerra terrestre no futuro – Olhar Digital

Produzido pela israelense UVision, drones suicidas Hero permitirão que veículos leves dos EUA vigiem campo de batalha e ataquem com precisão

Source: Veículo com drones suicidas é a aposta dos EUA para guerra terrestre no futuro – Olhar Digital

O terror de um homem gay no Afeganistão: ″Estou a tentar sobreviver″

Ahmed, nome fictício, dado pela CNN, é o homem que encheu o WhatsApp desta cadeia de televisão e de ativistas dos direitos humanos sobre a sua luta pela sobrevivência num Afeganistão agora liderada pelos Talibã. Aos 32 anos, Ahmed experimentou o terror e o medo. Os dias tornaram-se meses, até que chegou a esperança: uma rota de fuga.

Source: O terror de um homem gay no Afeganistão: ″Estou a tentar sobreviver″

ninguém esqueça o que a guerra faz

Pois é há demasiada gente a esquecer
May be a black-and-white image of 2 people
O rosto do soldado soviético Evgeny Stepanovich Kobytev após quatro anos servindo na frente de batalha, durante a Segunda Guerra Mundial
Evgeny era um jovem professor de Literatura e História da Arte na Ucrânia, até a Alemanha Nazista virar sua máquina de guerra para o leste. Durante a operação Barabarossa, o professor ficou responsável por defender a cidade de Pripyat.
No final de 1941, seu destacamento foi capturado pelos alemães e Kobytev foi enviado para um campo de prisioneiros. Após dois anos como cativo dos nazistas, conseguiu escapar e voltou ao campo de batalha pelo Exército Vermelho.
Ao fim da Guerra, tentando retomar a vida normal, que jamais teria novamente, o professor tentou lecionar novamente, mas os estresses vividos na Guerra fizeram com que ele desenvolvesse uma espécie de transtorno pós-traumático permanente, que não permitia que se concentrasse nas realizações de atividades comuns.
A comparação fotográfica foi usada por Oxford para demonstrar os efeitos da Guerra na estética e na condição psicológica dos soldados.
Na foto anterior à guerra vemos um garoto com postura imponente, olhar focado e sem marcas de expressão. Na captação pós conflito, vemos um homem com rugas, marcas de expressão, pele sem brilho e um olhar para o vazio, sem foco. Resultado de quatro anos matando e vendo pessoas morrerem em campos lamacentos na frente oriental.
Texto – @joelpaviotti
Referências, nos comentários

Explosão em mesquita no Afeganistão deixa mais de 100 mortos e feridos | Mundo | G1

Explosão aconteceu em uma mesquita xiita; uma minoria religiosa no Afeganistão.

Source: Explosão em mesquita no Afeganistão deixa mais de 100 mortos e feridos | Mundo | G1

 

A suicide bomb attack on a mosque in the Afghan city of Kunduz has killed at least 50 people, officials say, in the deadliest assault since US forces left.
Bodies were seen scattered inside the Said Abad mosque, used by the minority Shia Muslim community.
More than 100 people were injured in the blast in the northern city.
No group has said it was behind the attack, but Sunni Muslim extremists, including a local Islamic State group, have targeted the Shia community.
They consider Shia Muslims to be heretics.
IS-K, the Afghan regional affiliate of the Islamic State group that is violently opposed to the governing Taliban, has carried out several bombings recently, largely in the east of the country. (BBC)
May be an image of outdoors
Like

Comment
Share
0 comments

Talibãs destruíram sede do Estado Islâmico após ataque a uma mesquita

Testemunhas ouviram explosões e tiros na capital no momento da operação e imagens publicadas nas redes sociais mostraram uma grande explosão e um incêndio no local.

Source: Talibãs destruíram sede do Estado Islâmico após ataque a uma mesquita