PDL PATRIMÓNIO E FALTA DE SENSIBILIDADE CULTURAL (já o fazem há 3 anos!!!

Image may contain: sky, cloud and outdoor
No photo description available.
No photo description available.
Image may contain: outdoor
Carmen Ventura

Antena 1 Açores – Portas da Cidade perfuradas para decoração das festas do Divino Espírito Santo.
As denúncias chegaram à Antena 1 Açores. O arquitecto Kol de Carvalho, por exemplo, mostra estupefacção perante o que diz ser um atentado a um património histórico e classificado.
Na reacção, Pedro Furtado, vice-presidente da Câmara de Ponta Delgada, assume que desde há três anos que as Portas da Cidade são perfuradas e que não há qualquer perigo. (CV)

Comments
View 1 more comment

2 of 19

Please follow and like us:

PATRIMÓNIO DOS AÇORES

Aqueduto.
Grota da Figueira.
É necessário inventariar o que resta destes Arcos ( Aqueduto) desde de o Pico da Ovelha até onde for possivel. O Doutor Gaspar Frutuoso no livro IV escreve sobre quanto foi trabalhoso trazer água até á Cidade de Ponta Delgada.A Câmara de Ponta Delgada tem pessoal qualificado para o fazer. Tenho conhecimento porque tenho falando com lavradores que ainda restam alguns Arcos. É preciso tratar deste Patrimônio com respeito. Foto de Nélia Araújo

Image may contain: tree, bridge, plant, outdoor and nature
Comments
Write a comment…
Please follow and like us:

TIMOR DÍLI VAI RENOVAR OS HOSPITAIS DO TEMPO DE PORTUGAL …FINALMENTE

Mimi Chungue
14StSp onrhrhrrosornerds

Julho 2020 – Antigo Hospital de Dili (Lahane) – comecaram as renovacoes dos edificios.

Image may contain: outdoor
Image may contain: sky, plant, house, tree, outdoor and nature
Image may contain: sky, tree, plant, grass, outdoor and nature
Image may contain: tree, plant, sky, house, outdoor and nature
Image may contain: sky, tree, cloud, plant, outdoor, nature and water
+11
Comments
View 6 more comments
  • Antoninho Alves Mimi Chungue, bom dia amiga, espero que estas bem. Que alegria de saber, que finalmente decidiram de renovar este edifício! Mas, quem está a pilotar o projeto? Espero que seja uma pessoa boa com grandes conhecimentos históricos para guardar a forma e o caráter original do edifício!?
    Um abraço amiga
    • Mimi Chungue Antoninho, nao sei quem esta a fazer esta obra, mas sinto feliz que finalmente ha iniciativa nas restauracao de edificios antigos…20 anos sem fazer nada disso e ate sinto triste de ver isto tudo abandonado….Eu estou na aventura de conhecer as cascatas de Timor…Gosto de andar para baixar o colesterol…hahaha.Prepara-te..para quando ca voltares, vamos fazer caminhas nas cascatas.Bjos
  • Maria João Amaro muitos dias e muitas memórias desses edifícios!
    1966 a 1971 😀
Please follow and like us:

patrimonio dos açores

Image may contain: plant, tree, outdoor and nature
Image may contain: one or more people, people standing, tree, plant, outdoor and nature
Image may contain: plant, tree, outdoor and nature
Mario Jorge Costa

Freguesia de Ginetes.
Pias de lavar roupa de 1658?
As nossas Avós andavam com trouxas de roupa em cestos e alguidares Grota acima e depois para casa ao fim do dia.No tempo o linho era posto quarar ( mistura de cinza e depois Anil) para a população de Ginetes e gentes da Cidade de Ponta Delgada. Nesta Grota havia muita lenha e muitos homens não havendo terras para cuidar faziam até Carvão e carros de bois cheios de lenha para os Fornos de cada chefe de família .É um lugar muito aprazível e precisa de algum cuidado pois é um bom postal desta Freguesia de Ginetes.As Hortênsias, Camélias, Azalias e outras flores para dar mais colorido ao local. Fotos de Nélia Araújo

Please follow and like us:

bestas quadradas,talibãs ocidentais

Angelo Ferreira
7t Simpodinnsootnrseedd

Animais sem alma, ignorantes desprezíveis. Espero que a América não se vergue a moléstias deste tipo.

Manifestantes em Baltimore derrubaram uma estátua de Cristóvão Colombo e lançaram-na à agua no porto daquela cidade dos Estados Unidos.

Manifestantes em Baltimore derrubaram uma estátua de Cristóvão Colombo e lançaram-na à agua no porto daquela cidade dos Estados Unidos.
Please follow and like us:

património a apodrecer em Santa Maria

Image may contain: sky, car and outdoor

9 hrs

Estás abandonado, mas o Baú da Avó tem uma solução para ti.

Comments
  • Ana Pereira Muito bem!
    Não entendo como ninguém responsável por esta relíquia, não teve a sensibilidade de o recuperar.Faz parte da História e património do Aeroporto!!
    Mas nada no Aeroporto me espanta, muito já foi por água abaixo sem dó nem piedade.🤦‍♀️🤯😬

    Humberta AraujoHumberta Araujo replied

    1 reply 39m

  • Rui Torres Nunca houve sensibilidade para isto. Começando em Lisboa e acabando nos Açores. Fazer novo( em cimento) é mais fácil !!
  • Chrys Chrystello em 2006 quando vi sta maria pela primeira vez fiquei menente e tive ideias..nada se passou…transcrevo do livro chronicaçores Quando estive pela primeira vez em Santa Maria, viajei de volta à minha adolescência tendo fascinado prédios e instalações antigas, em especial as instalações do enorme aeroporto, da Vila do Porto. Tudo me encanta e remete ao passado azafamado da Segunda Guerra, quase coetâneo do meu nascimento. Até pensei em tentar fazer um projeto de recuperação das instalações. Nessa data – e já lá vão uns anos – ainda não era a Câmara Municipal responsável por esses equipamentos urbanos. Imaginem só, a vila quase não possui pontos turísticos e se fosse possível das instalações desativadas construir um verdadeiro museu em homenagem ao esforço da Segunda Guerra, seria possível reproduzir artesanalmente dentro daquele espa-ço incrível a vida no tempo da guerra. Haveria lugar para o artesanato que os visitantes poderiam levar de lembrança, criando oportunidades e revitalizando a Vila do Porto. Deixaram acabar quase tudo o que era importante preservar. Assim se reporia a verdade sobre um povo maravilhoso que merecia maior respeito pela história e património, realmente uma pena… Agora falta converter num Museu vivo e recolher exem-plares que andem espalhados de relíquias da guerra.
Please follow and like us:

Portugal e a tradição de património abandonado às urtigas

SOLARES DESABITADOS

Não faltam por aqui solares desabitados – tanto no meu concelho como em concelhos limítrofes. Os que melhor conheço, porque os visitei, são o da Corredoura, lá em cima, no alto de Cambres; o dos Canavarros, no Peso, a dois passos da casa onde moro; o da Rede, que pertenceu a José Maria de Alpoim; o do Terreiro, em Cidadelhe, terra de solares; na minha aldeia, Canelas do Douro, o dos Silveiras, aonde veio morrer desterrado da corte, um irmão do 1º conde de Amarante.
Mas, a par de todas estas casas, que conheço de visita ou visitas, quantas não há por aí, por essas aldeias, pedindo-me que também as visite, que também me compadeça da sua ociosidade? Quantas! Algumas, de tanto esperarem por mim, já as destruiu o tempo, à míngua de amparo. Mas, tal e qual como foram, até os últimos dias, guardo-as na memória – álbum maravilhoso.
Custa-me ver desaproveitado seja o que for – quanto mais um palácio! (…)
Onde quer se vê um disparate que representa uma dissipação. Há quem abandone a casa dos antepassados, tão sólida, que vê correr o mundo sem pestanejar, e tão harmoniosa com o ambiente, que parece nascida em vez de feita, para a substituir por casinhola moderna, tão leve, que voa com o vento, e tão desavinda com a natureza, que parece um escarro na paisagem. Coisa assim leveira ficaria barata se não custasse os olhos e o juízo de quem a manda fazer. Junto da casa paterna, é uma capoeira de alto luxo. Cada ovo, como queijo do conto, sai a duzentos escudos.
Onde quer se vê tempo, dinheiro e feitio perdidos. Há, na minha aldeia, uma construção de palacete inacabada. Tem aprumadas paredes, janelas e balcões de cantaria primorosamente lavrados. Pede ao céu que a conclua. Mas, o céu não é operário. Espera-se que homem rico e condoído complete a obra bem principiada. Se assim acontecer, o palacete será uma bela vivenda, uma escola soalheira ou uma decente assembleia rural. Antes disso, é uma carranca de tragédia, boquiaberta de espanto em face de tanta incúria. (…)
O solar dos Canavarros, aqui no Peso, a dois passos da casa onde moro, é já uma ruína. Deixem-no cair… Não vale a pena ampará-lo, uma vez que ninguém lhe acudiu a tempo. Mas, na minha aldeia, a casa dos Silveiras, hoje entregue aos ratos, é uma boa casa, não cairá facilmente. Com uma série de varandas e varandins virados ao outeiro donde vem o sol, abrigada de ventos, com pacíficas vistas sobre lameiros e olivais, daria de si uma excelente casa de repouso, para gente esgotada de toda a espécie de excitações. Canelas é bom sítio para convalescer.
Não faltam, por esse Douro acima, solares desabitados. É pena que se não utilizem. Não é razão perderem-se, porque ficam arredios. Hoje, com a facilidade de comunicações, não há lugares arredios. Tudo fica perto, à mão de semear e de aproveitar.

1 de fevereiro 1964

in PASSOS PERDIDOS

Image may contain: sky, cloud, plant, tree and outdoor
Image may contain: sky, tree, house, plant, grass, outdoor and nature
Comments
  • Jose Manuel Taveira de Morais Texto demasiado actual. Deviam envia lo aos autarcas deste país, sem projectos, preocupados com o imediato. E aos governantes para só permitirem novos hotéis se em casaroes destes
Write a comment…
Please follow and like us: