A Portugalidade como fraca cantiga Moisés L Martins

O dedo na ferida da ‘portugalidade’ – “uma fraca cantiga” -, por Moises Lemos Martins, no Correio do Minho de hoje
“A traços largos, são estes os termos do debate e é este o contexto histórico, que enquadram a tese de doutoramento em Ciências da Comunicação, que Vítor de Sousa defendeu, em 2015, na Universidade do Minho. Entretanto publicada em livro, Vítor de Sousa apresentou Da “portugalidade” à lusofonia, na sexta feira passada, 8 de fevereiro, na sua terra natal, em Penafiel, no salão da Biblioteca Municipal, apinhado de gente, calorosa e interessada.
E foi este, igualmente, o ponto de partida para a entrevista, que concedi ao programa No Interior da Cultura, da Antena 2 da RDP, transmitido, também, na sexta feira passada. Foi meu objetivo apresentar publicamente o Museu Virtual da Lusofonia, uma plataforma informática de cooperação académica, sobre as relações interculturais no espaço dos países de língua portuguesa.

CORREIODOMINHO.PT
Em 1947, Alfredo Pimenta publicou o opúsculo Em Defesa da Portugalidade. E assim introduziu uma expressão-fetiche, de longa duração, no debate sobre a identidade nacional. A partir de 1951, com a revisão da Constituição Portuguesa de 1933,…
Please follow and like us:
error

MOISÉS LEMOS MARTINS SÓCIO AICL E O MUSEU VIRTUAL DA LUSOFONIA

O Museu Virtual da Lusofonia foi criado há um ano pelo Centro de Estudos em Comunicação e Sociedade (CECS), da Universidade do Minho.
Tem um objetivo cooperativo, assente numa circum-navegação tecnológica, transcultural e transnacional, em termos científicos, pedagógicos, culturais e artísticos, à escala dos países e regiões de língua portuguesa e das suas diásporas.
Este Museu, que procura desenvolver literacias, que promovam a cultura da diversidade e do diálogo intercultural entre os povos lusófonos, assim como o seu interconhecimento, reúne, num esforço comum, centros de investigação e universidades, com projetos de investigação e de ensino pós-graduado, na área das Ciências Sociais e Humanas. Abre-se à cooperação com entidades públicas, associações culturais e artísticas, e empresas ligadas à comunicação social, a atividades editoriais, e à produção de conteúdos digitais e de software.
No seu conjunto, todas as organizações abrangidas por esta plataforma tecnológica, centros de investigação, universidades, entidades públicas, associações e empresas, manifestam o interesse pela construção e pelo aprofundamento do sentido de uma comunidade lusófona.
É este o sendo do artigo de opinião, que hoje publiquei no Correio do Minho.

Please follow and like us:
error

Foi criado o Prémio Literário da Lusofonia Adriano Moreira | Rádio Brigantia

O professor e académico ficou comovido, apesar de considerar que o nome do prémio deveria ter o nome dos seus pais, como conta: “Fiquei comovidíssimo. Eu nasci cá, mas passei a maior parte da minha vida em Lisboa. Apesar de ter vivido sempre entre transmontanos.

Source: Foi criado o Prémio Literário da Lusofonia Adriano Moreira | Rádio Brigantia

Please follow and like us:
error

A Voz de Trás-os-Montes – LUSOCONF 2018 discutiu temáticas relevantes da lusofonia

O Encontro Internacional de Língua Portuguesa e Relações Lusófonas (LUSOCONF2018), que decorreu em Bragança, discutiu temáticas relevantes no âmbito da lusofonia.

Source: A Voz de Trás-os-Montes – LUSOCONF 2018 discutiu temáticas relevantes da lusofonia

Please follow and like us:
error

boa nova – recuperação de templo portugues na Birmânia

Carlos Fino shared a post.
1 hr

IGREJA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO DOS PORTUGUESES

Image may contain: people standing, tree, sky, outdoor and nature
Image may contain: grass and outdoor
Image may contain: 2 people, people standing, tree and outdoor
Image may contain: plant and outdoor
Miguel Castelo Branco

Os Fernandes da cristandade birmanesa

Feliz por saber que a arquidiocese de Rangum e o Departamento de Arqueologia do Ministério da Cultura de Myanmar iniciaram há semanas as tão pedidas obras de conservação da igreja de Nossa Senhora da Conceição dos Portugueses. O templo, construído no início do século XVII, foi abandonado no século XVIII por ocasião da chegada à Birmânia dos Barnabitas de Milão e dos missionários franceses, sendo lentamente tragado pela natureza e mais recentemente invadido por uma empresa de petróleos.

leia sobre a presença portuguesa no Oriente

Please follow and like us:
error

Acordo Ortográfico: colonização da língua? Entrevista com Maria João Cantinho – Imperativo

Maria João Cantinho, poetisa, ensaísta, veio ao 29º Colóquio da Lusofonia, em Belmonte, para falar de Lusofonia. Espaço para uma conversa em que reconhece, ser ainda um tema algo controverso. “Há quem não goste do termo, achando que ele traz em si inscrito o traço do colonialismo”. Tantos e tantos anos depois ainda perdura esse […]

Source: Acordo Ortográfico: colonização da língua? Entrevista com Maria João Cantinho – Imperativo

Please follow and like us:
error