BIEORRÚSSIA PAÍS ASSASSINO?

The head of a group helping people who have fled Belarus has been found dead near his home in neighbouring Ukraine.
Vitaly Shishov’s body was found hanged in a park in Kyiv, a day after he failed to return from a jog. Police have opened a murder inquiry.
Police said they were investigating whether he had been killed and his death made to look like suicide. (BBC)
May be an image of 1 person and standing
Like

Comment
Share
0 comments

Chefe da PSP filmada a pontapear passageiro nos genitais dentro de comboio – Portugal – Correio da Manhã

Passageiro foi detetado por fiscais da CP a viajar sem título válido. Recusou-se a abandonar a carruagem.

Source: Chefe da PSP filmada a pontapear passageiro nos genitais dentro de comboio – Portugal – Correio da Manhã

ASSANGE CONTINUA PRESO E O MUNDO OLHA PARA O LADO

Via Joana Ruas
ASSANGE – A LUTA DO PAI PARA SALVAR O FILHO
QUE MORRE AOS POUCOS NUMA PRISÃO DE LONDRES
«Filmado ao longo de dois anos no Reino Unido, Europa e Estados Unidos, este documentário segue o construtor aposentado de 76 anos, a campanha incansável de John Shipton para salvar seu filho, Julian Assange.
O prisioneiro político mais famoso do mundo, o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, se tornou um emblema de uma queda de braço internacional pela liberdade de jornalismo, corrupção governamental e crimes de guerra impunes.
Agora, com Julian enfrentando uma sentença de 175 anos se extraditado para os Estados Unidos, seus familiares enfrentam a perspectiva de perder Julian para sempre no abismo do sistema de justiça dos Estados Unidos.
A luta entre Davi e Golias é pessoal – e, com a saúde de Julian piorando em uma prisão de segurança máxima britânica e promotores do governo americano tentando extraditá-lo para ser julgado nos Estados Unidos, o tempo está passando.
Tecendo arquivo histórico e cenas íntimas de bastidores, esta história acompanha a jornada de John ao lado da noiva de Julian, Stella Moris, enquanto eles unem forças para defender Julian. Testemunhamos John embarcar em uma odisséia europeia para reunir uma rede global de apoiadores, advogar por políticos e cautelosamente entrar no brilho da mídia – onde ele é forçado a confrontar eventos que fizeram de Julian um ponto crítico global.
Ithaka fornece um lembrete oportuno das questões globais em jogo neste caso, bem como uma visão sobre o pedágio pessoal infligido pela árdua e muitas vezes solitária tarefa de lutar por uma causa maior do que você mesmo.»
May be an image of 2 people and beard
1
Like

Comment
Share
0 comments

A ILEGALIDADE DOS RADARES OCULTOS

No photo description available.
Quem for apanhado por radares móveis (escondidos) pode recorrer da contra-ordenação da coima, porque a colocação dissimulada é um método abusivo de obtenção de prova sendo de tal forma censurável perante os princípios jurídicos, logo ilegal e anticonstitucional nos termos do artigo 120º, nº1 do Código Processo Penal e o art. 32º, nº8 da Constituição da República Portuguesa”, destaca-se na mensagem da publicação em causa.
“Está bem explícito em ‘Diário da República’ que o dito radar tem que estar à vista desarmada, e identificados com o sinal homologado, reconhecíveis por todos.
Penso que pode ser uma mais valia esta informação depois vez se é util para o grupo…
3
Like

Comment
Share

Estado português condenado por violar liberdade de expressão – Açoriano Oriental

Portugal foi condenado pelo Tribunal Europeu dos Direitos do Homem (TEDH) por violação da liberdade de expressão num caso em que a SIC foi obrigada a indemnizar Ricardo Rodrigues, ex-deputado do PS, por ofensa à sua honra e dignidade.

Source: Estado português condenado por violar liberdade de expressão – Açoriano Oriental

Portugal condenado por violação da liberdade de expressão num caso envolvendo Ricardo Rodrigues

Portugal condenado por violação da liberdade de expressão num caso envolvendo Ricardo Rodrigues
Portugal foi condenado pelo Tribunal Europeu dos Direitos do Homem (TEDH) por violação da liberdade de expressão num caso em que a SIC foi obrigada a indemnizar Ricardo Rodrigues, ex-deputado do PS e hoje Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca do Campo, por ofensa à sua honra e dignidade.
No acórdão, revelado ontem, os juízes do TEDH decidiram, por unanimidade, que Portugal violou o artigo 10 da Convenção Europeia dos Direitos do Homem, que protege a liberdade de expressão.
O TEDH refere que a interferência no direito à liberdade de expressão da SIC foi “desproporcionada e não necessária numa sociedade democrática”, concluindo que, consequentemente, houve uma violação do artigo 10 da Convenção.
O acórdão refere ainda que o Estado português deve pagar àquele canal televisivo 4.283,57 euros, no prazo de três meses, relativamente aos custos e despesas.
Em causa estavam reportagens emitidas em dezembro de 2003 pela SIC e SIC Notícias que indiciavam o então secretário da Agricultura e Pescas dos Açores como implicado num processo de pedofilia nos Açores, que estava a ser investigado.
A SIC Notícias chegou a informar no dia 9 de janeiro de 2004 que Ricardo Rodrigues tinha sido interrogado pela polícia, uma notícia que veio a ser retificada no mesmo dia, informando que ex-deputado socialista não tinha sido detido ou sequer indiciado.
O ex-secretário da Agricultura e Pescas, que acabou por demitir-se do cargo a 08 de dezembro de 2003 na sequência de uma “onda de boatos”, avançou com uma ação contra o canal de Carnaxide e o seu correspondente nos Açores que foram condenados a pagar-lhe uma indemnização de 145 mil euros. Após recurso da estação televisiva e do correspondente, o Tribunal da Relação de Lisboa absolveu este último e reduziu o montante para dez mil euros, mas Ricardo Rodrigues recorreu para o Supremo Tribunal de Justiça que fixou, em acórdão a 23 de outubro de 2012, o valor da indemnização em 115 mil euros.
Dos 115 mil euros, 65 mil são por danos de natureza patrimonial e os outros 50 mil por danos não patrimoniais sofridos.
(Diário dos Açores de 28/07/2021)
May be an image of text that says "Tribunal da Relação de Lisboa Procuradoria Geral Distrital de Lisboa"
1
Like

Comment
Share
0 comments

Estado português condenado por violar liberdade de expressão – Observador

Uma reportagem sobre o secretário da Agricultura e Pescas dos Açores, implicado num processo de pedofilia, foi retirada pela SIC que deverá indemnizar o canal por violação da liberdade de expressão.

Source: Estado português condenado por violar liberdade de expressão – Observador