Júlio Magalhães deixa o Porto Canal – JN

Júlio Magalhães abandonou a direção do Porto Canal e saiu daquela estação de televisão, revela um comunicado da administração da empresa Avenida dos Aliados SA. Tiago Girão permanece como diretor de informação.

Source: Júlio Magalhães deixa o Porto Canal – JN

UM JORNALISMO A SÉRIO QUE NÃO EXISTE

//FACETAS DO CHEGA QUE NINGUÉM ESTUDA. PORQUÊ?//
O Ventura está integrado na família política que pretende minar a democracia e o Estado de Direito por dentro, com recurso aos esquemas “deste século”. Destaca-se, em linha gerais:
1 – O uso da liberdade de expressão para legitimar a mentira, procurando equipará-la à verdade; O objetivo é beneficiar da confusão instalada, nivelar por baixo para sair por cima.
2 – Passar a ideia que os problemas da vida em sociedade são todos causadas porque há políticos. Sem eles, o mundo seria perfeito, sendo que o único político sério é ele, (talvez a única nota comum ao método do fascismo tradicional do século XX. Salazar, Hitler, Franco e afins também apareceream para salvar a sociedade dos políticos). O objetivo é matar a democracia representativa por aclamação popular;
3 – Sujar, insultar e agredir os adversários com recurso à má educação e à boçalidade. Quem é bem educado sabe o quão difícil é falar com uma pessoa mal formada. Já experimentaram discutir uma simples teima de trânsito com um arruaceiro mal criado? Não há como, por muita razão que tenham. O objetivo do arruaceiro é criar a seguinte ideia “veem? Eu tenho razão. Ele não tem argumentos para mim”. Ou seja, pretende transmutar uma vitória decorrente da força da má educação em vitória na substância.
Em termos de grandes objetivos, aquela agenda pretende matar o Estado para que os agentes mais fortes da sociedade possam impor a sua vontade aos mais fracos, sem leis protetoras. Os mais desfavorecidos que votam Chega, acreditando naquela mensagem, serão os primeiros a ser trucidados pela respetiva agenda e eu tenho dúvidas se vou ter pena, confesso, porque não foi falta de aviso…
Um jornalismo a sério deveria confrontar esta e outras facetas do fenómeno neo fascista.

AS NOVAS MÉDIA ESTÃO A MATAR A HUMILDADE INTELECTUAL?

Favourites 19 m
REFLEXÃO
AS NOVAS MÉDIA ESTÃO A MATAR A HUMILDADE INTELECTUAL?
Is social media killing intellectual humility?
bigthink.com
Is social media killing intellectual humility?
“One way the internet distorts our picture of ourselves is by feeding the human tendency to overestimate our knowledge of how the world works,” writes philosophy professor Michael Patrick Lynch.
2 comments
1 share
Comments

O POLÍGRAFO E A ESTAGIÁRIA

E é isto.
DO FERNANDO NOBRE, DA PIMENTA NA LÍNGUA, DO POLÍGRAFO, DA ESTAGIÁRIA E DA PIMENTA A DEVOLVER EM SUPOSITÓRIOS / Isto seria cómico se não fosse trágico. O famigerado Polígrafo utilizou uma estagiária de jornalismo, de seu nome Maria Leonor Gaspar – com o extraordinária currículo de licenciada em Estudos Portugueses pela FCSH e pós-graduada em Jornalismo e Comunicação Audiovisual pela ETIC (que nem sequer é de ensino superior) -, para desmentir categoricamente Fernando Nobre, médico com longo e meritoso percurso, além de professor universitário. Em causa estavam as suas declarações na entrevista ao ‘invertebrado’ Unas de que “os assintomáticos não transmitem o vírus”.
Mas não foi um simples desmentido. A estagiária Gaspar lá foi falar com este e mais aquele e aqueloutro. E depois zás!, “pimenta na língua” de Fernando Nobre. Eis com que “massa” se faz um Polígrafo: fermentando-se com uma estagiária de jornalismo que, do alto da sua “cátedra de ignorância”, disserta sobre assuntos complexos.
Nem de propósito, no dia anterior (dia 20) à escrita desta ‘coisada’, a Nature (que tem uma cotação mais elevada, parece-me, do que essa “coisa” chamada Polígrafo) publicou um artigo científico sobre um estudo em Wuhan, envolvendo quase 10 milhões de habitantes, onde se concluiu que “não houve evidência de transmissão de pessoas positivas assintomáticas para contatos próximos rastreados”. Que chatice: a estagiária Gaspar não lê a Nature.
Enfim, acho que Fernando Nobre deveria devolver de imediato a pimenta ao Polígrafo sob a forma de supositórios.
Nota: Este e outros textos podem ser lidos no meu blog: https://noscornosdacovid.blogspot.com/. O título da estagiária pode ser consultada na Comissão da Carteira Profissional de Jornalistas (https://ccpj.pt/pt/profissionais-do-sector/). O artigo da Nature pode ser consultado aqui: https://www.nature.com/articles/s41467-020-19802-w . O DN fez notícia no dia 22, que pode ser consultada aqui: https://www.dn.pt/…/mega-rastreio-analisou-quase-todos…
2
Like

Comment
Share
Comments