Expresso | Talibãs banem raparigas do ensino secundário no Afeganistão

O governo dos talibãs no Afeganistão baniu as raparigas do ensino secundário: o Ministério da Educação ordenou a reabertura das escolas secundárias apenas para rapazes

Source: Expresso | Talibãs banem raparigas do ensino secundário no Afeganistão

islão, o medo dos homens são as mulheres

May be an image of standing and headscarf
“Quanto medo tens tu homem de uma mulher, para que a queiras assim tapada, o que te assusta mais, a sua inteligência o seu charme, a sua elegância? Ó que o seu lado fêmea seja mais forte que o teu masculino? Como não reconheces esses valores em ti, queres apagar o da mulher, mas fica com uma pequena dica, faças o que fizeres o mundo é das mulheres.
Lembra-te, ela é o único portal que trás o ser humano á terra.
Agora pensa!!!!!”
You and 8 others
2 comments
Like

Comment
Share
2 comments
View 1 more comment

mulheres afegãs protestam em Cabu

As ruas da capital afegã são palco, esta sexta-feira, de manifestações organizadas por um grupo de ativistas afegãs. Cabul é controlada pelos talibã mas dezenas de mulheres juntaram-se para reivindicar direitos iguais e participação na vida política.
Dezenas de mulheres afegãs protestam em Cabul e reivindicam direitos
RTP.PT
Dezenas de mulheres afegãs protestam em Cabul e reivindicam direitos
As ruas da capital afegã são palco, esta se

Paquistão. Primeiro-ministro diz que a culpa do aumento das violações no país é das mulheres que usam “muito pouca roupa” – Atualidade – SAPO 24

Source: Paquistão. Primeiro-ministro diz que a culpa do aumento das violações no país é das mulheres que usam “muito pouca roupa” – Atualidade – SAPO 24

 

 

istro dito pelo homem que na austrália tinha as mulheres todas atrás dele….

Taliban also want the good life of Doha’s luxury hotels and Quetta

‘In time, Taliban fighters, or maybe the generation that succeeds them, will send their children to regular schools instead of Pakistani or Afghan madrasas’ writes Pervez Hoodbhoy
Don't forget Taliban also want the good life of Doha's luxury hotels and Quetta bungalows
THEPRINT.IN
Don’t forget Taliban also want the good life of Doha’s luxury hotels and Quetta bungalows

CRUZADAS E ISLÃO

Carlos Fino
Favourites · t8nStipohnsored ·
DIÁLOGO COM O ISLÃO / OPNIÃO
Miguel Castelo Branco
Snt2ti6 mASpugusognngsth aieoddraret eld1n9:01m ·
A herança dos neo-conservadores
Uma das mais tolas e trágicas ideias produzidas desde há mais de 1000 anos no Ocidente foi esta de querer fazer uma cruzada para mudar o Islão. Desconhecedores de tudo, indiferentes, até, a conquistadores de génio que no passado pisaram terras do Islão, os americanos acabaram por envolver-se num mundo diferente que não era inimigo do Ocidente e com o qual poderíamos ter as melhores relações, revolvendo-o e ensanguentando-o. Creio que foi Napoleão, ao pisar o solo egípcio em 1798 quem afirmou em arenga aos seus soldados: «As pessoas com quem vamos viver são muçulmanas. Tenham pelos seus imãs o mesmo respeito q

Carlos FinoMay be an image of 4 people and people standing
Favourites · t8nStipohnsored ·
DIÁLOGO COM O ISLÃO / OPNIÃO
Miguel Castelo Branco
Snt2ti6 mASpugusognngsth aieoddraret eld1n9:01m ·
A herança dos neo-conservadores
Uma das mais tolas e trágicas ideias produzidas desde há mais de 1000 anos no Ocidente foi esta de querer fazer uma cruzada para mudar o Islão. Desconhecedores de tudo, indiferentes, até, a conquistadores de génio que no passado pisaram terras do Islão, os americanos acabaram por envolver-se num mundo diferente que não era inimigo do Ocidente e com o qual poderíamos ter as melhores relações, revolvendo-o e ensanguentando-o. Creio que foi Napoleão, ao pisar o solo egípcio em 1798 quem afirmou em arenga aos seus soldados: «As pessoas com quem vamos viver são muçulmanas. Tenham pelos seus imãs o mesmo respeito que temos pelos nossos padres e bispos».
Que esta trágica lição que desfila perante nós nos leve, finalmente, a reconhecer que o Ocidente se enganou e que à espada anteponha o ramo de oliveira. Que aquele discurso tóxico, demente e entranhado de ódio que ao longo das últimas décadas se instalou no Ocidente, acicatado pelos fazedores de guerras, dê lugar a uma atitude serena. Para o nosso bem e deles, acabe-se com a guincharia dos islões, ou que esta fique circunscrita aos pobres de espírito de sempre.
0 comments

ue temos pelos nossos padres e bispos».
Que esta trágica lição que desfila perante nós nos leve, finalmente, a reconhecer que o Ocidente se enganou e que à espada anteponha o ramo de oliveira. Que aquele discurso tóxico, demente e entranhado de ódio que ao longo das últimas décadas se instalou no Ocidente, acicatado pelos fazedores de guerras, dê lugar a uma atitude serena. Para o nosso bem e deles, acabe-se com a guincharia dos islões, ou que esta fique circunscrita aos pobres de espírito de sempre.
0 comments

religião e burca

A propósito das mulheres islâmicas irem à praia tomar banhos de sol e banhos de mar vestidas e da islamofobia de que é acusado quem entende por detrás desse acto absurdo está uma estranha concepção de deus e, principalmente da dignidade das mulheres. A minha islamofobia não se deve ao facto de mulheres de uma qualquer religião tomarem banhos de sol e mar vestidas. Nem pelo facto dessas mulheres praticarem esse acto absurdo por motivos religiosos. As religiões são, por princípio, absurdas. Deve-se ao facto da religião que está por detrás desse acto absurdo ser a mesma que está por detrás da barbárie dos actos em que homens, mulheres e até crianças se envolvem num cinto de explosivos e se fazem explodir no meio de multidões. Ser a mesma dos que enchem um automóvel de explosivos e o fazem explodir à passagem de uma procissão, ou de uma manifestação. Ser a mesma a religião que leva mulheres vestidas irem à praia vestidas e a que as mulheres a são enterradas, igualmente vestidas de burka ou burkini, num buraco e mortas à pedrada. Ser a mesma a religião, tão simpática e moderna que inventou uma fatiota com o trendy name de burkini, que rapta crianças e jovens adolescentes na Nigéria e na Siria, pelo menos, para as utilizar como escravas sexuais, para as vender com preços de acordo com a idade e a cor da pele, mais caras as mais novas e claras. A religião do burkini é a mesma que permite e abençoa a pedofilia, os casamentos arranjados, o estupro de crianças. É a mesma que degola mulheres, na melhor das hipóteses as chicoteia, por serem violadas. Porque, por detrás desse dito libertador ato de uma mulher apanhar banhos de sol na praia vestida da cabeça aos pés, está a mesma que não lhe permite guiar um carro, a mesma que a impede de sair de casa sem ser acompanhada, a mesma que a impede de ser tratada por um médico. Enfim, a mesma religião que está por detrás da ida à praia de mulheres vestidas, é a mesma que está por detrás dos homens também vestidos de preto dos pés à cabeça que decapitam prisioneiros, que os enjaulam e afogam como se fossem ratos. A burka e o burkini das mulheres da praia de Nice é a mesma dos assassinos do DAESH na Siria, no Iraque, em França. É por isso que sou a favor da proibição dessa exibição de fervor religioso, da identificação das criaturas, porque elas pertencem a um mundo que não só não é aquele onde quero viver, mas estão dispostas aos mais bárbaros crimes para o destruírem. O que essas mulheres, ou, como é da norma da sua religião, os homens que as obrigam a andar dois passos atrás, a não levantarem os olhos do chão, os homens que as agridem por principio, porque são seus donos, estão a dizer com o seu burkini é que não admitem que as mulheres da minha civilização tenham os mesmos direitos que os homens e que continuarão a matar e a escravizar da forma mais cruel quem não se submeta à sua lei. É por tudo isto que sou a favor da proibição das burkas e burkinis. É por tudo isto que sou islamofobo. Eles são meus inimigos.
5
Like

Comment
0 comments