bali sem turistas…Indonesia Is Reopening, But Bali’s Tourists Haven’t Returned – The Diplomat

Quarantine, confusion, and red tape dash hopes of tourism reboot in Bali.

Source: Indonesia Is Reopening, But Bali’s Tourists Haven’t Returned – The Diplomat

Governo indonésio entrega barco ambulância a Executivo timorense | TATOLI Agência Noticiosa de Timor-Leste

Source: Governo indonésio entrega barco ambulância a Executivo timorense | TATOLI Agência Noticiosa de Timor-Leste

A PAPUA AINDA NÃO É LIVRE COMO TIMOR

A pity we don’t read much about what is going on in West Papua in the media!
Villagers fleeing helicopter attacks on their homes in the Bintang mountains of West Papua are trying to get across the border to the West Sepik region of Papua New Guinea to escape TNI persecution. These attacks started around the 10th of October and continued for at least a week. Attack helicopters made by Boeing, Bell and Airbus are in use in West Papua, and bombs made by Serbian company Krušik have landed on several villages. When will Australia and other foreign governments stop arming and training the Indonesian military and police? Boeing, Bell, Airbus and Krušik, USA France and Serbia: you are culpable for this violence. Stop #ExportingTerror #StopTrainingKillers #MakeWestPapuaSafe
1
1 comment
1 share
Like

Comment
Share

INDONÉSIA O MASSACRE ESQUECIDO

Massacre na Indonésia: a guerra secreta de propaganda da Grã-Bretanha
Estima-se que pelo menos 500.000 pessoas – algumas estimativas chegam a três milhões – ligadas ao Partido Comunista da Indonésia (PKI) foram eliminadas entre 1965 e 1966.
Documentos recentemente desclassificados do Ministério das Relações Exteriores mostram que os propagandistas britânicos incitaram secretamente os anticomunistas , incluindo generais do exército, a eliminar o PKI. A campanha de assassinatos em massa aparentemente espontâneos, agora sabidamente orquestrada pelo exército indonésio, foi mais tarde descrita pela CIA como um dos piores assassinatos em massa do século.
Quando os massacres começaram em outubro de 1965, as autoridades britânicas exigiram que “o PKI e todas as organizações comunistas” fossem “eliminadas”. A nação, eles advertiram, estaria em perigo “enquanto os líderes comunistas estivessem em liberdade e suas fileiras permanecessem impunes”.
A Grã-Bretanha lançou sua ofensiva de propaganda contra a Indonésia em resposta à hostilidade do presidente Sukarno à formação de suas ex-colônias na federação malaia, que a partir de 1963 resultou em um conflito de baixo nível e em incursões armadas do exército indonésio através da fronteira. Em 1965, propagandistas especializados do departamento de pesquisa de informações do Foreign Office (IRD) foram enviados a Cingapura para produzir propaganda negra para minar o regime de Sukarno. O PKI apoiou fortemente o presidente e o movimento Confronto.
Revealed: how UK spies incited mass murder of Indonesia’s communists
THEGUARDIAN.COM
Revealed: how UK spies incited mass murder of Indonesia’s communists
Newly declassified papers show shocking role played by Britain in slaughter
Like

Comment
Share
0 comments