SE TEM OS PÉS CARRASPUDOS E OS QUER ESCARRABUNHAR VÁ À  “ilha” de pedra-pomes

nota do editor do blog.lusofonias.net

SE TEM OS PÉS CARRASPUDOS E OS QUER ESCARRABUNHAR VÁ À “ilha” de pedra-pomes cHRYS c

Jorge Santos

-0:50

19,387 Views

Observador

Tem 150 quilómetros quadrados e está a flutuar no Oceano Pacífico. Para a NASA, a “ilha” de pedra-pomes pode ser resultado da erupção de um vulcão submerso no início do mês.

Pedras Parideiras – um fenómeno raro que apenas existe em Portugal e na Russia

Source: Portugal – Conheça o Mais Belo País da Europa : Pedras Parideiras – um fenómeno raro que apenas existe em Portugal e na Russia

Pedras Parideiras – um fenómeno raro que apenas existe em Portugal e na Russia

Pedras Parideiras é o nome dado a um fenómeno de granitização, único no país e raríssimo no mundo inteiro. Para além de Portugal, apenas há conhecimento da existência deste fenómeno geológico numa zona próxima de São Petersburgo, na Rússia.

Esta “pedra-mãe”, que data de há mais de 280 milhões de anos, é um afloramento granítico onde estão incrustados pequenos nódulos em forma de discos biconvexos e que têm entre 2 e 12cm. Oscilações térmicas ou os efeitos da erosão fazem com que esses nódulos sejam libertados da rocha-mãe e se espalhem à sua volta, deixando marcado nela o seu vazio, em baixo-relevo. Estas pequenas “pedras-paridas” são compostas pelos mesmos elementos mineralógicos do granito, a camada externa é composta por biotite (mineral de aspecto escuro e brilho metálico) e a interna possui um núcleo de quartzo e feldspato potássico.

Nesta região portuguesa, as Pedras Parideiras simbolizam a fertilidade na tradição ancestral. As populações locais crêem que o colocar de uma das pequenas pedras-filhas debaixo da almofada de dormir, pode aumentar a fertilidade.

O fenómeno não está completamente explicado cientificamente e por isso levanta grande curiosidade e até crenças locais. Na Castanheira, a Casa das Pedras Parideiras – Centro de Interpretação, aberta ao público em 2012, faz a contextualização geológica e pedagógica do fenómeno, e organiza visitas ao local.

O Arouca Geopark é um território onde se chega e fica. Onde a descoberta começa com a viagem. Não muito longe de eixos viários como a A1 e a A32 (a oeste), a A4 (a norte), a A24 e a A25 (a sul), a uma hora de carro das cidades de Aveiro e do Porto, a cerca de uma hora e meia das cidades de Coimbra, Viseu e Braga, a praticamente duas horas das cidades da Guarda e de Vila Real, e a três horas de Lisboa, está um destino único, inesquecível, onde vai querer voltar para descobrir novas surpresas.

Continuar a ler Pedras Parideiras – um fenómeno raro que apenas existe em Portugal e na Russia