Detetados em Portugal 101 casos de mutilação genital feminina em 2020 – Jornal Açores 9

Dados do gabinete da secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, solicitados pela agência Lusa, indicam uma diminuição das situações identificadas, em relação a 2019 (129). “Portugal conta hoje com uma equipa estruturada e qualificada de profissionais nos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES), que partilham recursos e atuam em rede […]

Source: Detetados em Portugal 101 casos de mutilação genital feminina em 2020 – Jornal Açores 9

PSP (mais um com violência doméstica) agride mulher polícia e ameaça militares da GNR em Viseu – Portugal – Correio da Manhã

Suspeito, com antecedentes por violência doméstica, está suspenso pela PSP e ficou sem arma.

Source: PSP agride mulher polícia e ameaça militares da GNR em Viseu – Portugal – Correio da Manhã

Ex-presidente do PS de Grândola paga 16 mil euros a menina que abusou sexualmente – Portugal – Correio da Manhã

Advogado João Marcelino Rodrigues, responsável da concelhia local socialista, foi condenado por abusos a criança de oito anos.

Source: Ex-presidente do PS de Grândola paga 16 mil euros a menina que abusou sexualmente – Portugal – Correio da Manhã

abusava da filha, mais uma besta detida

Lubélia Duarte

shared a post.

badge icon
Admin

35 m

Image may contain: one or more people, text that says "Homem detido por abusos sexuais agravados"
// Detenção por abusos sexuais agravados
Foi detido um homem por ter abusado sexualmente da filha, na ilha de São Miguel.
A Polícia Judiciária identificou e deteve um indivíduo do sexo masculino, por fortes indícios da prática de quatro crimes de abuso sexual de menores dependentes, vitimando a filha com 14 anos de idade.
O detido, de 42 anos de idade, foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicadas, entre outras, as medidas de coação de proibição de contactos e de aproximação da vítima, com recurso a vigilância eletrónica.
Mais informação: bit.ly/3byVl4D

chefe da PSO inflige 12 ans de terror à ex-mulher

Em lugar algum, em momento algum podes achar que estás em segurança! A violência doméstica por cá é um flagelo tremendo! E choca quando se vê ou ouve casos em que o agressor está numa posição de algum poder! Quem está em certas profissões deveria ser sujeito com regularidade a testes psicotécnicos e psicológicos!
Ex-mulher de chefe da PSP dos Açores viveu 12 anos de terror - On fm
ONFM.PT
Ex-mulher de chefe da PSP dos Açores viveu 12 anos de terror – On fm
O chefe da PSP dos Açores está acusado de crimes de violência doméstica e e sequestro agravado pelo Ministério Público. Um homem, chefe da PSP de 46 anos, colocado nos Açores, está a ser acusado pelo Ministério Público (MP) por cometer crimes de violência doméstica e
1

AÇORES, CHEFE DA PSP E VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA A SUA MULHER

badge icon
Admin

1m

Chefe da PSP nos Açores sujeita ex-mulher a doze anos de terror e violência
Vítima foi algemada, teve pistola Glock 19 de serviço apontada à cabeça e foi agredida e ameaçada de morte.
Um chefe da PSP, de 46 anos, colocado nos Açores, está acusado pelo Ministério Público e começa a ser julgado este mês por violência doméstica e sequestro agravados contra a ex-mulher, num terror que se prolongou por 12 anos. Em uma ocasião, já divorciados, a vítima teve uma pistola apontada à cabeça e viveu, algemada, duas horas de terror.
Segundo a acusação do Ministério Público, a que o CM teve acesso, o polícia e a vítima casaram em 2004. Têm filhos atualmente com 13 e 3 anos. O homem era chefe de um núcleo de grande responsabilidade na PSP local. E foi com o nascimento do primeiro filho, em 2007, que ficou “mais frio” e “agressivo e manipulador”.
Apesar de agressões anteriores, a primeira situação de violência extrema foi em 2018. Ele foi contrariado a um casamento e, já em casa, deu-lhe um soco na cabeça. Agarrou-a pelos cabelos e arrastou-a da cozinha ao sofá, onde apertou a cara da vítima entre as suas mãos. Gritava à mulher: “está calada! queres que ligue aos meus colegas a dizer que andas a conduzir o carro bêbada?”.
O casal divorciou-se em julho de 2019. O MP relata que o polícia passou “a perseguir e a atormentar” a ‘ex’. Ficou “mais obsessivo, controlador e violento”. Guardou a chave e invadia a casa dela, remexia tudo e levava objetos. Em janeiro de 2020, atraiu a ex-mulher que julgava ir ver o filho. Foi trancada e o chefe da PSP apontou-lhe a arma de serviço à cabeça. Colocou-lhe um pano de cozinha na boca, algemas nos pulsos, prendendo-lhe os braços atrás das costas, e ia repetindo: “ninguém vai sair vivo daqui hoje!”. “Vais responder a todas as perguntas que te vou fazer, se as respostas não forem as corretas vais morrer!”, disse-lhe o polícia, sentado a menos de um metro, apontando a pistola à cabeça da ex-mulher.
Perguntou ao pormenor os passos da vítima nessa semana numa formação profissional em Lisboa. “Puxou a corredora da arma, colocando um projétil na câmara, tornando-a pronta a disparar”, relata o MP. A mulher acreditou que ia morrer: “se eu te deixar ir embora vais para a polícia apresentar queixa, não te posso deixar ir embora!”. Mas libertou-a com um aviso: “não te esqueças de tudo o que se passou aqui hoje”.
A vítima passou a ter companhia da irmã e mãe às noites. O homem continuou a ameaçá-la até 14 de fevereiro, Dia dos Namorados, quando a Polícia lhe apreendeu a pistola pessoal.
(Sérgio A. Vitorino – Correio da Manhã de 10/01/2021)
Image may contain: 1 person
2
Like

 

Comment
Share

Comments

MAIS VIOLÊNCIA DOMÉSTICA NO CONFINAMENTO

Pierre Sousa Lima

shared a link.

badge icon
Admin

2ugtiSponsocredh

Pedidos de ajuda à APAV nos Açores aumentaram entre 10 a 20% após o confinamento - Rádio Atlântida
RADIOATLANTIDA.NET
Pedidos de ajuda à APAV nos Açores aumentaram entre 10 a 20% após o confinamento – Rádio Atlântida
Após o confinamento, provocado pela pandemia da Covid-19, o número […]
17
1 comment
Like

 

Comment
Share

açores diariamente casos de violência doméstica

Suspeito de violência doméstica fica impedido de se aproximar da vítima
Imprimir Email
Um homem de 27 anos foi detido, na última segunda-feira, pela PSP da Esquadra de Investigação Criminal da ilha de São Miguel pelo crime de violência doméstica. Está agora impedido de se aproximar da vítima e vigiado por pulseira electrónica.
Os factos remontam à semana passada. No dia 19 de Novembro, a PSP recebeu uma denúncia, tendo recolhido provas que levaram posteriormente à detenção do suspeito.
“No seguimento da denúncia dos factos susceptíveis de enquadrarem um crime de violência doméstica, vieram-se a recolher elementos que indiciam suficientemente um indivíduo do género masculino, com 27 anos, que cometeu os factos de que era suspeito”, explica a polícia, em comunicado.
“Após a autuação da totalidade dos elementos probatórios recolhidos, foi solicitada a intervenção da Autoridade Judiciária competente, no que concerne à emissão de Mandados de Detenção fora de flagrante delito, visando o primeiro interrogatório do arguido a fim de lhe ser aplicada medida de coação diversa de termo de identidade e residência”, tendo sido o homem detido.
Ao arguido presente à Autoridade Judiciária competente, foi-lhe aplicada as medidas de coacção de “afastamento da vítima, para além da proibição de se aproximar a menos de 150 metros, e com sujeição de controlo por pulseira electrónica”.
No mesmo comunicado de actividade policial, a PSP dá conta da ocorrência de oito acidentes de viação na segunda-feira, dos quais resultaram um ferido grave, dois ligeiros e danos materiais.
Image may contain: one or more people, text that says "POLICIA"
1
Like

Comment
Share

Comments