Arquivo de etiquetas: liberdade/freedom independência/independence, autodeterminação/self-determinaton, direitos humanos/human rights

INDEPENDÊNCIA DA NOVA CALEDÓNIA

This has been too long in the waiting. Decolonisation should have ended decades ago: ‘We want to build a new society and new country… we can no longer accept French colonialism in New Caledonia.’

Please follow and like us:
error

AÇORES – PARTIDOS REGIONAIS lamentamos mas não…

Terá mesmo havido alguém com a esperança de que a classe do poder regional — os lacaios ou agentes da partidocracia do Estado colonial –votaria contra os interesses de quem os mantém sob a ribalta social e política e lhes paga para os representar? Paulo Estêvão é um bom homem vivendo uma ilusão. Ele parece acreditar que através do processo legislativo se poderá reformar a situação imperial. O deputado monárquico pelo Corvo não faz parte da cabala partidocrática, cujas hierarquias se sentam em Lisboa. É tolerado porque o seu partido não consegue ultrapassar as fronteiras da ilha onde lhe dão o voto como reconhecimento pessoal, mais do que a adesão à causa remota que defende o regresso muito improvável da real Casa de Bragança. Tenho dito e escrito que enquanto os portugueses quiserem a subalternidade açoriana prosseguirá, imposta pelo colonialismo de linguagem de veludo e dentes jurídicos. Os açorianos têm sido mantidos numa ignorância e na suposta dependência econômica por séculos que os condicionou num processo frequentemente observado nas experiências de grupo. A burocracia estéril e gigantesca que se vê em todas as ilhas, e as forças militares que reforçam a sua perceção da autoridade são elementos que instilam e reproduzem a subalternidade que lhes rouba a iniciativa e diminui o sentido de identidade. As forças açorianistas, por outro lado, não souberam incentivar a ideia de que o protesto e a informação disseminada junto da juventude adquire dinâmicas identitárias como o fenómeno da bola de neve. É preciso desafiar a autoridade colonial de mãos dada e desarmadas como TóZé Almeida o fez, celebrando a coragem e a dignidade coletiva da Catalunha sem medo. Com a sua bandeira em Barcelona, ele fez mais pela causa da libertação do Povo Açoriano que os flás de poltrona osculando o traseiro dos donos da falsa autonomia.

ACORIANOORIENTAL.PT
A Comissão de Assuntos Parlamentares, Ambiente e Trabalho da Assembleia Legislativa dos Açores emitiu hoje parecer desfavorável a uma iniciativa do PPM no sentido de propor à Assembleia da…
Please follow and like us:
error

Millenials (Conversas milenares)Isabel Rei Samartim

Era uma vez um esquio e uma giesta a falarem longamente num cantinho do bosque. Na verdade, nenhum deles lembrava desde quando é que estavam lá na conversa. O esquio era de Bembibre e a giesta, […]

Source: Millenials (Conversas milenares)

Please follow and like us:
error

CATALONIA até onde chega o ridículo religioso e político

o pior é se deus é independentista e se nega a falar com ela em castelhano…

ELMUNDO.ES
Felisa Antón lleva un tiempo sin pisar la parroquia de su barrio. Esta vecina del extrarradio de Palma, católica practicante, se ha puesto en pie de guerra contra la Diócesis de M
Please follow and like us:
error

West Papua independence petition is rebuffed at UN | World news | The Guardian

Exiled leader Benny Wenda presents smuggled petition to decolonisation committee but chair says Indonesian takeover of province is not on its agenda

Fonte: West Papua independence petition is rebuffed at UN | World news | The Guardian

Please follow and like us:
error

Padres y alumnos mantienen abiertos colegios de toda Catalunya para blindar el 1-O

Fonte: Padres y alumnos mantienen abiertos colegios de toda Catalunya para blindar el 1-O

Please follow and like us:
error

CATALUNHA No pasaran – Jornal Tornado

Os Portugueses têm uma dívida de gratidão histórica para com a Catalunha. É à sua anexação que devemos a nossa Independência. O sangue derramado na guerra Civil, sangue português também, nas Brigadas Internacionais, a isso me

Fonte: No pasaran – Jornal Tornado

Please follow and like us:
error

When “incidental” intel collection—isn’t incidental | Sharyl Attkisson

Fonte: When “incidental” intel collection—isn’t incidental | Sharyl Attkisson

Please follow and like us:
error