e a saga nunca acaba????Câmara prorroga prazo para o início da demolição das Galerias Pêro de Teive – Jornal Açores 9

A Câmara Municipal de Ponta Delgada, presidida por Maria José Lemos Duarte, reunida hoje em sessão ordinária, analisou a carta da Asta Atlântida apresentada a 28 de dezembro de 2020. No requerimento apresentado o promotor comprometeu-se com o início da demolição da  parte ilegal da obra inacabada das Galerias Pêro de Teive até ao dia […]

Source: Câmara prorroga prazo para o início da demolição das Galerias Pêro de Teive – Jornal Açores 9

CALHETA PERO DE TEIVE,, a montanha pariu mais um rato

Image may contain: sky, cloud and outdoor
Antena 1 Açores – Obras de construção do novo hotel da Calheta Pêro de Teive, em Ponta Delgada, só deverão arrancar lá para Agosto de 2022.
A ASTA Atlântida e a Câmara Municipal de Ponta Delgada fizeram as pazes e assinaram um acordo “uno e indivisivel”.
À luz desse acordo, até 15 de Fevereiro próximo, deverá ter início a demolição de parte das galerias.
Hoje, em reunião de Câmara, vai ser aprovada a prorrogação do prazo que a ASTA pediu para a demolição.
O PS não se vai opôr, mas está desagradado com o que foi acordado entre as partes.
“Os socialistas na Câmara de Ponta Delgada demarcam-se do acordo a que a Autarquia chegou com a Asta Atlântida sobre a conclusão do projecto da Calheta Pêro de Teive.
Os socialistas não estão agradados com a forma como Maria José Duarte tomou conta do assunto.
Alega o PS que esteve sempre ao lado da Autarquia e na hora de um possível entendimento, foram deixados de fora… ainda por cima, um entendimento que remete para mais um ano de atraso o recomeço das obras do projecto da Calheta Pêro de Teive.
A Câmara de Ponta Delgada tornou público que as obras de demolição de parte das galerias comerciais teriam que começar até 15 de Fevereiro e terminar até 30 de Julho. E é essa parte do acordo que a Autarquia submete a votação hoje. É apenas uma formalidade, já que a a ASTA assume ter celebrado um acordo uno e indivisível.
Nesse acordo, a que a Antena 1 Açores teve acesso, está escrito que a ASTA vai requerer a prorrogação do prazo adicional de um ano para emissão do alvará das obras de construção do novo hotel. Ou seja, até 31 de Agosto de 2022, assiste à ASTA o direito de não fazer absolutamente nada no espaço da Calheta Pêro de Teive.” (CV)
https://www.facebook.com/antena1acores

(jornal das 8.30 dia 13 de Jan. 2021)

Artur Neto and 6 others
3 comments
Like

Comment
Share