AÇORES PANDEMIA E CONSTITUIÇÃO JOAO CAMARA

Hoje, na Visão, os Açores, a pandemia e a Constituição.
Boas leituras e abraços

Vasco Cordeiro não desarma. Persiste na fuga para a frente, aplaudida pela maioria dos açorianos. Neste caso, ter medo é ser corajoso. Para um problema de saúde pública sem precedentes, o presidente dos Açores optou por medidas excecionais de salvaguarda da segurança e da vida dos ilhéus

VISAO.SAPO.PT
Vasco Cordeiro não desarma. Persiste na fuga para a frente, aplaudida pela maioria dos açorianos. Neste caso, ter medo é ser corajoso. Para um problema de saúde pública sem precedentes, o presidente dos Açores optou por medidas excecionais de salvaguarda da segurança e da vida dos ilhéus
Please follow and like us:

Açores lançam campanha “Seguramente Açoriano” para incentivar consumo de produtos e serviços das ilhas

Source: Açores lançam campanha “Seguramente Açoriano” para incentivar consumo de produtos e serviços das ilhas

Please follow and like us:

AÇORES POLITIQUICES, SAÚDE, E ELEIÇÕES ESTE ANO,LUIS SACADURA

Grande dia de ontem

– de manhã aponta “desumanidade e deslealdade” na proteção à população do Nordeste

– à noite, uma queixa para desproteger toda a população dos Açores 😮😮

– LUSA: Líder do PSD/Açores acusa Autoridade de Saúde de “graves falhas de comunicação”

Ponta Delgada, Açores, 08 mai 2020 (Lusa) – O líder do PSD dos Açores, José Manuel Bolieiro, acusou hoje o responsável máximo da Autoridade de Saúde Regional, Tiago Lopes, de “graves falhas de comunicação” com o “resvalar para uma certa desumanidade e deslealdade, mesmo que não intencionais”.

“A comunicação de ontem [quinta-feira] revela esgotamento, com o resvalar para uma certa desumanidade e deslealdade, mesmo que não intencionais. Desumana para com as famílias das vítimas, pois podem ter ficado com a ideia de que nem tudo teria sido feito para melhor cuidar e salvar os seus idosos. Desleal para com os profissionais de saúde, que cumprem com ética o seu dever deontológico e o protocolo a que estão submetidos”, declarou hoje Bolieiro, em nota enviada à agência Lusa.

Na quinta-feira, na conferência de imprensa de balanço da situação da covid-19 na região, Tiago Lopes foi questionado sobre o facto de a maior parte dos 15 utentes que morreram na região não ter sido admitida numa unidade de cuidados intensivos.

O responsável disse que a maioria destes utentes tinha mais de 70 anos, maior vulnerabilidade para infeções respiratórias e outras patologias crónicas.

“São pessoas cujo prognóstico em alguns dos casos já era reservado à partida, logo no momento da admissão na unidade hospitalar. […] Em alguns dos casos, quer por via de essa condição de doença não justificar – são aquelas decisões das equipas de saúde – o investimento e a submissão da pessoa, se calhar, a um maior sofrimento de colocá-la com medidas mais invasivas numa unidade de cuidados intensivos […], não se chegou a registar esses óbitos nas unidades de cuidados intensivos”, acrescentou.

Para o presidente do PSD/Açores, “não é justo” para com os profissionais de saúde “que seja posta em causa, por graves falhas de comunicação do diretor regional da Saúde, a sua dedicação e competência profissional, numa altura em que são os verdadeiros soldados da linha da frente” do combate à pandemia.

Para Bolieiro, “urge garantir um plano de comunicação diária, que, além de relatar acontecimentos, dê informação e orientação geral e específica sobre o que fazer e o que não fazer”.

“Há escolas que já vão iniciar, a partir de segunda-feira, aulas presenciais, e precisam de informação e orientação clara e objetiva sobre o que devem e o que podem fazer, e saber que meios de responsabilidade pública têm ao seu dispor, para acautelar a saúde pública, da respetiva comunidade educativa”, prosseguiu o social-democrata.

E concretizou: “O nosso entendimento é o de que está na hora de reformular essa comunicação diária assumida em exclusivo pela Autoridade de Saúde pública regional e ser partilhada com a responsabilidade política do governo, como aliás acontece a nível nacional. E pontualmente acompanhar-se dos responsáveis diretos de cada serviço sob análise”.

Desde o começo do surto que o responsável da Autoridade de Saúde dos Açores, Tiago Lopes, também diretor regional de Saúde, apresenta todos os dias em conferência de imprensa os dados da evolução da pandemia na região.

Na mensagem de hoje, José Manuel Bolieiro deixa também uma palavra solidária para com as famílias das pessoas infetadas com a covid-19 que morreram, lamentando “a sua dor pela perda e pela confusão a que têm sido sujeitos, quanto ao apoio social que merecem, tendo em conta as contradições a que foram submetidos, em particular no caso do lar de idosos do Nordeste”.

Até ao momento, já foram detetados na região um total de 144 casos, verificando-se 75 recuperados, 15 óbitos e 54 casos positivos ativos para infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19.

Please follow and like us:

TV NÃO PERCA

Tenho a certeza que está um trabalho bem amanhado 😊

-1:55

1,813 Views
https://www.facebook.com/lfborges/videos/10216965036899921/?t=43
Luís Filipe Borges is with Rui Goulart and 7 others.

2 velhos amigos de ilhas historicamente rivais, um terceirense e um micaelense, um comediante e um escritor, regressam a casa estes dois minutos e pico explicam o intuito da aventura atlântica, com imagens de todo o arquipélago e som ambiente.
Postado hoje a pensar nos nossos pais e em todos os amigos espalhados pelas 9 ilhas açorianas.

Estreia 5a feira, 16 de Abril, 20h45 hora açoriana + 1 no continente e Madeira, canais:
189 da NOS
202 da MEO
185 da Vodafone
28 da Cabovisão

#MalAmanhados #OsNovosCorsáriosdasIlhas #RTPAçores #Masterdream #HHADigitalFilm #TapAirPortugal #Blue #DeltaCafés #Bestravel #VisitAzores #DRTurismo #MarcaAçores #CulturaAçores #AMRAA #AutatlantisRentaCar

Please follow and like us:

Covid-19: Açores têm perto de 100 turistas e metade deve sair “nos próximos dias”

O Governo dos Açores indicou hoje que, em época de covid-19, estão ainda na região cerca de 100 turistas não residentes, metade referentes a “estadias prolongadas” e outra metade referente a pessoas que “provavelmente sairão nos próximos dias”.

Source: Covid-19: Açores têm perto de 100 turistas e metade deve sair “nos próximos dias”

Please follow and like us:

ANTÓNIO BULCÃO Que possamos saber quais são

Que possamos saber quais são
Nestes tempos terríveis que vivemos, há nestas ilhas quem se entretenha a cometer crimes.
Crimes de desobediência, de falsificação e, pelos vistos, até crimes de propagação de doença.
Não devia ser preciso o Direito, para evitar tais comportamentos desviantes. Deveria bastar a consciência individual e o respeito pelos outros.
Quando as autoridades de saúde e governamentais tornam público que há criaturas tão desejosas de passar férias que chegam a alterar o próprio nome ou a entregar pedidos em delegações diferentes das suas a fim de obterem autorização para viajarem, a minha falta de fé no ser humano cresce sem controlo.
Não temem estas almas pela sua saúde e das suas famílias? Não querem saber dos outros, cidadãos responsáveis que se trancaram em casa para conter, na medida do possível, a propagação deste vírus maldito?
Quem viola uma quarentena imposta comete um crime de desobediência. Quem, sabendo-se infectado, anda por aí como se nada fosse, comete um crime de propagação de doença. Quem altera a sua identidade ou o local de residência comete crimes de falsificação.
Estes, que se fazem passar por outros, estão a tentar desobedecer. Num crime de desobediência, no entanto, a tentativa não é punível. Quando há desobediência a uma ordem dada por quem tem legitimidade para a dar, o crime está consumado.
Por outras palavras: em circunstâncias normais, ninguém tenta desobedecer. Ou desobedece ou não desobedece.
Só que estas não são circunstâncias normais.
Nos dias em que vivemos, há uma ordem para apenas viajar em caso de força maior. Quem tenta viajar para ir passar férias está a tentar desobedecer àquela ordem.
Não sendo a tentativa punível, se não houver uma alteração legislativa, imposta pelo estado de emergência, os trapaceiros desrespeitadores ficarão impunes, perante a Justiça.
Só que o Direito não é a única ordem normativa existente numa sociedade. Há mais três.
A ordem de simples trato social, que obriga por exemplo a que cumprimentemos os nossos vizinhos, ou que demos a parte de dentro do passeio ao mais velho. Quem viola estas normas não vai a Tribunal. Mas é olhado de soslaio pelos seus semelhantes e vai sendo progressivamente “posto de lado”.
A ordem de moral, que impõe a distinção entre o bem e o mal. Quem cospe na rua não vai para a cadeia, pelo menos por enquanto. Mas é olhado com nojo por quem vê.
A ordem religiosa. Quem viola os mandamentos sujeita-se ao cumprimento de penitências.
O que a ordem jurídica tem de mais intimidador é a natureza da sanção. Pode impor multas, pagamento de indemnizações, ou, nos casos mais graves, a privação da liberdade.
Os violadores do seu dever de obediência, os falsificadores de documentos ou os propagadores de doença podem ir parar à cadeia. Poderão ainda vir a ser processados civilmente e eventualmente serem condenados a pagar indemnizações a terceiros aos quais prejudiquem.
Mas aos que apenas tentam violar o dever de obediência nada lhes acontece.
Por isso proponho que a Autoridade de Saúde passe a divulgar publicamente os seus nomes. Se esses seres marginais podem alterar o nome para potencialmente contrair uma doença e eventualmente infectar os demais, então que saibamos o seu nome verdadeiro.
Para que os possamos olhar com desprezo. Quem se está a marimbar para a saúde colectiva, merece, pelo menos, que a gente se marimbe para eles quando este drama passar.
António Bulcão

Please follow and like us:

arautos da desgraça nos açores

ARAUTOS DA DESGRAÇA

Não só por aqui, mas também alguns jornalistas credenciados têm sido verdadeiros arautos da desgraça, nunca nada é bem feito, é tudo atabalhoado, o Governo é uma desgraça a SRS não responde em tempo útil às necessidades, não existem equipamentos nem material para acudir doentes ou profissionais de saúde, as forças de segurança não sabem o que fazem, etc, etc.
Estou farto! Ninguém em caso algum estava ou poderia prever a pandemia do SARS – coV – 2, basta olhar para a situação Mundial.
Acham que seriamos nós, um pequeno ponto no meio do Oceano Atlântico que estaria? Acham que somos independentes para podermos tomar medidas à revelia de um Portugal Colonialista?
Muito tem sido feito, e mesmo apesar de sermos meras ilhas com alguma autonomia temos um Governo que se bateu e até forçou, e tirou a ferros algumas medidas necessárias contra os nossos “colonialistas” e tem adquirido apesar das dificuldades os meios necessários contra o Covid-19.
Temos profissionais de saúde muito competentes e que apesar das circunstâncias não arredam pé, forças de segurança que apesar de falta de meios e equipamentos estão presentes em força no terreno, açorianos que por sua própria vontade, já antes da imposição que se imponha, confinados às suas residências.
Todos, sem excepção estamos a cumprir para o bem da Comunidade, para quê então estes arautos da desgraça?

comentários

3 of 12
  • Eduardo Oliveira Neto Cordeiro Arautos da Desgraça !!!??? Criticar o GRA é ser arauto da desgraça ?? Irresponsável é um GRA cujo partido governa os Açores á mais de 20 anos e nunca ter investido na saúde á séria , tem investido no turismo , nas PPP regionais , nas festas do Sto Cristo , nos Ralies , nas bandas de música , nas rotundas , nas festas de privados , nos restaurantes , nas empresas regionais do sistema .Discursos que está tudo bem … mas náo existe material médico suficiente ? Dirão os arautos socialistas que suportam o sistema que outros países também nºão têm material médico , mas os Açores são apenas 240 mil habitantes , será que o dinheiro esbanjado no que já referi não dava para termos um sistema de saúde perfeito e sem falhas ? FOI APENAS UM ARAUTO CONTRA O SISTEMA .
    View 3 more replies
    • Henrique José Schanderl Eduardo Oliveira Neto Cordeiro meu caro! Desculpa mas têm sido investidos milhões no SRS. Ao longo dos anos, infelizmente a maioria das pessoas não tem conhecimento do que se tem feito. Numa Região de 250000 habitantes manter 3 grandes hospitais e Centros de Saúde espalhados por todos os Concelhos é obra. Em mais nenhum sítio, mesmo nas Canárias, se vai encontrar algo similar. Sabe quanto custa por exemplo manter actualizados aparelhos de TAC, de Ressonância Magnética, manter todas as valências que os 3 hospitais dos Açores têm, sobretudo em Ponta Delgada e na Terceira? Sabe que hoje em dia mais de metade das deslocações que os nossos doentes tinham de fazer ao Continente, já não se fazem porque os nossos hospitais já estão habilitados para o efeito? Sabe que desde há uma década que muitos doentes de cancro já são tratados nos Açores, e a cada ano que passa mais tipos de cancro são cá tratados? Sabe, e agora com o Covid-19 , viu-se que temos laboratórios de ponta capazes de fazer análises, algumas delas que há alguns anos atrás até para o estrangeiro tinham de ir?
      Eu poderia estar por aqui a teclar até me doer os dedos a demonstrar-lhe que temos um SRS de excelência, mas acho que já basta.
      Eu sei do que falo, quer pelos anos que passei pela política quer, pelas doenças infelizmente graves que me assolam.
      Não falemos mal, demos sim graças a Deus por tudo aquilo que têm sido feito sem alaridos, pois a saúde não é matéria para arremesso político, mas sim para se trabalhar sem prepotência e rejúbilo
    • Eduardo Oliveira Neto Cordeiro Meu caro Henrique , respeito a tua opinião , mas se me permites mantenho as minhas opiniões e convicções , e o facto de teres estado na politica não te faz detendor de toda a verdade. As pessoas tem direito á critica e opinião , se assim não for estamos numa ditadura. Abraço
    • Eduardo Oliveira Neto Cordeiro Meu caro Henrique , respeito a tua opinião , mas se me permites mantenho as minhas opiniões e convicções , e o facto de teres estado na politica não te faz detendor de toda a verdade. As pessoas tem direito á critica e opinião , se assim não for estamos numa ditadura. Abraço
    • Henrique José Schanderl Eduardo Oliveira Neto Cordeiro quando falo da política é porque só eu sei quanto os serviços que de mim dependiam gastaram em serviços de ponta que foram montados nas diferentes valências dos Hospitais da Região e como tal sei muito melhor do que tu o que foi feito, podes ter a tua opinião, mas antes de falares tão mal, conversa com quem efectivamente sabe do que tem sido feito ao longo dos anos no SRS, tenho a certeza que inteligente como és e humilde, acabarás por me dar razão.
    • Jose Luis Cordeiro Banha Eduardo Oliveira Neto Cordeiro por acaso não. Sou bem independente da Silva, meu caro. Posso falar de barriga cheia.
    • Eduardo Oliveira Neto Cordeiro Henrique , muito obrigado por aceitares a opinião e posição dos outros , a isto chamas-se democracia . Inteligencia cada um tem a sua , e quanto á humildade …. um abraço
    Write a reply…
  • Venicio Medeiros São os tais iluminados…
  • Chrys Chrystello ´sempre isto….aproveitam todas as ocasiões para denegrir…por pouco que se faça muito se fez nesta realidade x 9 que nos oprime e duplica valências em todas as ilhas mas nem todas podem ter hospitais, nem todas podem ter recursos iguais…muita coisa está mal e precisa de se emendar mas neste momento devemos preocupar-nos apenas em sobrevier a esta crise e depois vamos falar… eu sempre fui vocal e pronto a criticar tudo e todos mas nesta guerra não limpo armas…países mais equipados e ricos têm mais dificuldades que estes 9 graos de areia plantado no oceano…
Please follow and like us:
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

RSS
Follow by Email
Twitter
YouTube
LinkedIn
%d bloggers like this: