IA, AUTOMAÇÃO E ESCRAVOS ASSALARIADOS

O paradoxo da automatização da produção: se se substituírem os trabalhadores por máquinas, se se robotiza a maioria da produção, então desaparecem os salários (porque produziriam as máquinas) e se não há salários, não se poderá consumir o produzido. Portanto, no modo de produção capitalista, a classe proprietária dos meios de produção vai impôr sempre um limite para automatizar. Só vão querer substituir trabalhadores por máquinas até um certo limite mínimo. O capital necessita reproduzir a classe assalariada para continuar existindo, está na sua própria dinâmica.
May be an image of 1 person
You and 12 others
7 comments
Like

Comment
7 comments
  • Daniel Martínez

    A fim do trabalho asalariado… 🤔
    • Like

    • Reply
    • 19 h
  • Marcial Tenreiro Bermudez

    E daquela como se mantém o exército de consumidores para absorver a produção se já não podem ser asalariados?: “Renda Básica” aka Subvenção -via Estado- ao Consumo, e fica resolto o mistério de porque já nos 70 a Milton Friedman empeçava a gostar-lhe e…

    See more
    2
    • Like

    • Reply
    • 10 h
    • Edited
  • Zé Goris Cuinha

    E se a classe privilegiada não necessita dos assalariados para manter os seus privilegios? e se muda a sociedade no sentido de obter privilegios por outros medios que não sejam o consumo? Quando a sociedade não era tão consumista também havia clases pr…

    See more
    6
    • Like

    • Reply
    • 9 h

    Active
    Vicente da Veiga replied
    4 replies
    9 m