DR FERNANDO NOBRE, CRIME DE OPINIÃO»

Sobre o processo disciplinar instaurado ao Dr. Fernando Nobre e para esclarecimento do público:
As “várias queixas ” que estão a ser veiculadas na comunicação social, são apenas denúncias de 17 cidadãos particulares, muito indignados (e enviadas por email para o Conselho de disciplina da Ordem dos médicos sul), em que consideram que as declarações do Dr. Fernando Nobre, na manifestação de 11/9, constituem um crime de atentado à saúde pública!
Nessas declarações o Dr. Fernando Nobre, apenas referiu quais os fármacos com que ele e a sua família se trataram, no Inverno passado.
Emitiu também a sua opinião sobre os testes RT-PCR, aliás corroborada pelo não menos famoso, Acórdão proferido pela desembargadora Margarida Reis de Almeida, juiza da 3 secção criminal do Tribunal da Relação de Lisboa proferido em 11 de Novembro do ano passado, e que no qual foi completamente destruída a fiabilidade, sensibilidade e especificidade destes testes, aliás como afirmado pelo seu inventor, Karry Mullis, antes de falecer.
Nada mais!
Num estado de direito democrático, as mesmas seriam imediatamente arquivadas.
Mas como é uma opinião dissonante da narrativa oficial do regime, deu lugar à instauração de inquérito.
Repito: o “crime” em causa é apenas “delito de opinião “!
Isto é mais um processo instaurado pela Ordem dos médicos contra médicos, por exercerem o seu direito de opinião que é consagrado na CRP como direito e liberdade de expressão.
Isto é gravíssimo!
39
2 comments
1 share
Like

Comment
Share
2 comments
View 1 more comment
  • Elisa Evangelista

    E ate que ponto as ditas queixas são produzidas por cidadãos comuns? Eu apresentei uma queixa crime em junho de 2018 e so em 2021 esta a decorrer julgamento. E nao foi delito de opinião. Foi mesmo crime. Oh como a justica esta rapida agora de repente…
    • Like

    • Reply
    • 1 h