BAIXA RSI NOS AÇORES

Açores contabilizavam em outubro 13.143 beneficiários do RSI
Os Açores tinham em outubro 13.143 beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI), sendo que, durante o último trimestre, “houve um reforço” das inspeções e foram detetadas “222 irregulares”, foi hoje anunciado.
Numa nota enviada às redações, a vice-presidência do Governo Regional dos Açores, através do Instituto da Segurança Social, adianta que, segundo os dados mais recentes relativos ao RSI, “mantém-se uma tendência sustentada de descida do número de famílias e de beneficiários a receber a referida prestação”.
“Em outubro de 2021, existiam 4.921 famílias e 13.143 beneficiários da referida prestação, correspondendo a uma variação homóloga (outubro de 2020 – outubro de 2021) de menos 563 famílias e de menos 1.373 beneficiários. No mesmo período, a prestação média mensal foi de 273,34 euros, por família, e de 83,85 euros, por beneficiário”, lê-se na nota.
De acordo com a vice-presidência, durante o último trimestre “houve um reforço dos processos inspetivos aos beneficiários do RSI” e, “até dia 10 de novembro, existiam 418 processos iniciados”.
“Neste momento, 302 processos já se encontram concluídos, estando 222 irregulares”, descreve a vice-presidência do Governo Regional, de coligação PSD/CDS-PP/PPM, indicando que as ações de fiscalização “estenderam-se às nove ilhas dos Açores, havendo processos iniciados em todos os concelhos da região”.
Após as inspeções, “algumas das irregularidades levaram à cessação da prestação social e outras levaram à alteração dos valores a pagar aos beneficiários”, acrescenta.
Citado na mesma nota enviada às redações, o vice-presidente do Governo Regional, Artur Lima, sublinha que o executivo regional “dotou os serviços de Segurança Social de melhores condições para poderem fiscalizar a atribuição de apoios sociais, evitando, assim, possíveis situações de abuso”.
Para Artur Lima, houve uma “mudança de paradigma” em torno da inspeção da Segurança Social, que se “tornou mais efetiva e consequente na sua ação diária”.
O vice-presidente do executivo regional de coligação PSD/CDS-PP/PPM reiterou que o RSI “deve ser um mecanismo de apoio transitório”, devendo constituir-se como um “meio para a promoção da autonomia, da emancipação e da integração social dos seus beneficiários”.
May be an image of 8 people, people standing and outdoors
2
Like

Comment
Share
0 comments

Publicado por

CHRYS CHRYSTELLO

Chrys Chrystello jornalista, tradutor e presidente da direção da AICL

error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

RSS
Follow by Email
Twitter
YouTube
LinkedIn