a vulgaridade rasca do autor escolhido pela cultura

Juro que, quando me mandaram isto, supus tratar-se de um texto calhorda, escrito por um adolescente inábil com a escrita. Comecei a ler na expectativa de um final parvito qualquer, para me rir, sei lá…
Palavra de honra que nunca supus que pudesse ser de alguém com obra publicada, muito menos de um escritor recomendado internacionalmente…
A vulgaridade, a escrita oca e sem qualquer qualidade, de forma e conteúdo, foi elevada à categoria de literatura. É o triunfo dos porcos…
Vergonha alheia…
May be an image of text that says "nem foder foder nem amor fazer amor como à foder-te -te das putas como à mais única das amadas. mais puta e amar-te foder amor chamar-te te puta e sexo e dizer-te amo- espancar-te o o beijo o afagar-te doce a fera ser treva e o raio. a foder amor. e só um assim e um grito foder-te com amor entre afago fazer-te amor. Este homem escreve como ninguém pedro chagas freitas"
1
Like

Comment
0 comments