Arábia tira proibição e autoriza mulheres a dirigirem carros

O rei da Arábia Saudita, Salman Bin Abdulaziz AL, aprovou um decreto que autoriza todas as mulheres do país a conduzirem automóveis, informou

Fonte: Arábia tira proibição e autoriza mulheres a dirigirem carros

Marrocos – Tribunal rabínico de Marrocos proíbe selfies de mulheres sem o marido ou filhos (não queriam mais nada? tirar selfies sem o marido..nem era uma selfie…)

Segundo o juiz, a mulher deve abster-se de selfies individuais, é obrigada a frequentar ginásios só para mulheres e proibida de ter relações de amizade “com pessoas estranhas e com mulheres divorciadas”

Fonte: Marrocos – Tribunal rabínico de Marrocos proíbe selfies de mulheres sem o marido ou filhos

Para uma nova teoria do Inferno

O Inferno, por via dos catecismos e a complacência das velhas e engenhosas pedagogias, foi construído na mente de cada um de nós como esse tenebroso caldeirão cremador que nos esperará no “além”, caso os nossos passos, por cá, sigam arredios das convenções divinas. Desse jeito, numa permanente inquietação perante o mistério da morte, tudo seria visto mais ou menos assim: a alma dos que morrem arredios dessas “convenções”, terá, na melhor das hipóteses, um lugar no Purgatório (lugar transitório a que escapará após um período de purgação das suas faltas e com o contributo dos apelos e esmolas de quem por ela interceda do lado de cá…), e, na pior, terá à espera esse tal caldeirão de onde não haverá retorno. E com ele, a garantir o castigo implacável, lá estará, vigilante, o capitão das trevas, corpo peludo, cornos de chibo, rabo longo e retorcido e garras nas mãos e pés, que o povo, para evitar nomear (porque dar nome é dominar, é conferir estatuto íntimo, especial – dizem os filósofos), persiste em chamar de belbezu, chifrudo, demonho, dianho, diabelho, galhudo, rabudo, mafarrico, lusbel, lúcifer, anjo-papudo, inemigo, facanito, plascas, zarapelho, satanás, tição-negro, tardo, mefistófeles… por aí adiante.

Fonte: Para uma nova teoria do Inferno

“A religião não é um estatuto que se carrega. É uma prática que se discute” – PÚBLICO

As Humanidades definem-se por estarem permanentemente em crise. Isso não implica que se deixe de perseguir o que há de melhor no homem, refere Isabel Capeloa Gil, humanista, reitora da Universidade Católica, numa conversa onde deixa claro que não vale tudo.

Fonte: “A religião não é um estatuto que se carrega. É uma prática que se discute” – PÚBLICO

nem os santos se aguentam: Maior andor do mundo caiu e feriu várias pessoas em Lousada

O andor das festas da Senhora da Aparecida, em Vilar do Torno e Alentém, com 22,52 metros de altura e 1,5 toneladas de peso, caiu à saída da igreja, esta segunda-feira à tarde.

Fonte: Maior andor do mundo caiu e feriu várias pessoas em Lousada

“Querido Diário”, ser ateu no Paquistão pode dar pena de morte – ZAP (ainda bem que não vivo lá..)

Na realidade da maioria dos países ocidentais, a liberdade religiosa impera e o número de ateus, os que não creem em qualquer divindade, tem até vindo a cr

Fonte: “Querido Diário”, ser ateu no Paquistão pode dar pena de morte – ZAP

New study reveals the world’s fastest growing religion, and it’s not Christianity or Islam – Hack Spirit

A recent global survey conducted by National Geographic shows that the worlds fastest growing religion is not Islam or Christianity, but no religion at all – atheism.…

Fonte: New study reveals the world’s fastest growing religion, and it’s not Christianity or Islam – Hack Spirit

Dawkins é vetado de evento por ‘ofender’ muçulmanos | Educação | Gazeta do Povo

Richard Dawkins havia sido convidado para evento em Berkeley, na Califórnia, mas acabou vetado por discurso “ofensivo” contra muçulmanos. Leia mais na Gazeta do Povo.

Fonte: Dawkins é vetado de evento por ‘ofender’ muçulmanos | Educação | Gazeta do Povo