Arquivos secretos sobre o assassinato de Kennedy estão nas mãos de Trump – ZAP

O maior mistério no imaginário popular da história recente dos Estados Unidos é quem foi o verdadeiro culpado pelo assassinato do ex-presidente John F. Ken

Fonte: Arquivos secretos sobre o assassinato de Kennedy estão nas mãos de Trump – ZAP

Álvaro vs Isaltino – O Insurgente

Álvaro Almeida: vida dedicada ao serviço público, currículo irrepreensível; professor universitário, doutoramento na LSE, alto quadro no FMI, Presidente de várias instituições pública, condecorado.…

Fonte: Álvaro vs Isaltino – O Insurgente

a abstenção por Joel Neto

Joel Neto
4 mins ·
SE EU QUISESSE ABSTER-ME ABSTINHA-ME, ORA GAITA
Domingo vou votar. Conheço as pessoas, sei as diferenças que fazem e podem fazer. As autarquias não têm sobre as nossas vidas a influência dos governos e dos parlamentos, mas nós temos sobre elas a influência que não temos sobre os governos e os parlamentos.
Mas vou votar porque me sinto motivado para isso. Não vou votar porque votar seja um dever. Votar não é dever nenhum. Era o que faltava.
A abstenção é um direito da democracia. Nenhuma democracia é completa se não previr o direito à abstenção e nenhum cidadão é menos cidadão do que o outro – ademais trabalhando para sustentar-se, pagando os seus impostos e as suas contribuições – por não votar. Nem sequer tem menos direito ao escrutínio do exercício dos cargos públicos.
Cansa-me, este moralismo. Este paternalismo infantilizante – esta condescendência. Em regra, os números da abstenção dizem muito mais sobre a classe político-partidária do que sobre os cidadãos. E, mesmo quando o que dizem é sobre eles, eles continuam a ter o direito de se absterem.

Alemanha – Merkel justifica resultado com o facto de o partido estar há 12 anos no poder

“A CDU gostaria de ter tido um melhor resultado”, assumiu a chanceler alemã que venceu as eleições com um resultado pior do que as sondagens faziam prever

Fonte: Alemanha – Merkel justifica resultado com o facto de o partido estar há 12 anos no poder

os americães estão cada vez mais inteligentes, dizem que é demasiado fluor na água Alabama Senate Front-Runner: Evolution Is Fake And Homosexuality Should Be Illegal | HuffPost

Former judge Roy Moore says “God’s law” should trump man’s.

Fonte: Alabama Senate Front-Runner: Evolution Is Fake And Homosexuality Should Be Illegal | HuffPost

Donald Trump: World-renowned primatologist Jane Goodall likens US President to a chimpanzee | The Independent

World-renowned primatologist Dame Jane Goodall has likened Donald Trump’s behaviour to that of a chimpanzee. The British conservationist first gained international recognition for studying chimps in what is now Tanzania and has studied the primates for more than 50 years.

Fonte: Donald Trump: World-renowned primatologist Jane Goodall likens US President to a chimpanzee | The Independent

eleitores fantasmas, mortos a votar, etc.

via
João Pedro Dias
19 mins ·
Para refletir:
“Para as eleições de 1 de outubro, os cidadãos eleitores recenseados são 9.396.680, segundo a Comissão Nacional de Eleições. De acordo com os últimos dados demográficos do INE, a população total é de 10.309.573 pessoas, pelo que a que está recenseada atinge a insólita percentagem de 91,1%! Partindo do princípio de que todos os indivíduos com 18 ou mais anos estão recenseados, restam, assim, abaixo desta idade 912.893 jovens e crianças. Acontece que, na mesma estatística oficial de 2016, os indivíduos até 14 anos de idade são 1.442.416 e se lhes juntarmos os que têm idade compreendida entre os 15 e os 19 anos (é esta a seriação feita pelo INE) teremos 2.000.581 pessoas. Se, por hipótese, neste escalão, houver uma uniforme distribuição etária entre os jovens que já podem votar (18 e 19 anos) e os que ainda não podem (15, 16 e 17 anos), concluiremos que a população que não pode votar por insuficiência de idade será de 1.777.315 e não a acima citada de 912.893 indivíduos. Daqui resulta que a taxa de abstenção estará, à partida, inflacionada em, nada mais nada menos, do que 9,2 pontos percentuais, independentemente do abstencionismo efetivo!”

Partidos pagam a pessoas para comentar na Internet a seu favor – LUSOPT.PT

Há na Internet, comentadores ao serviço de partidos para desacreditar aqueles que divulgam verdades/factos que lhes desagrada

Fonte: Partidos pagam a pessoas para comentar na Internet a seu favor – LUSOPT.PT