Bento Kangamba sente-se ignorado pela justiça portuguesa – Rede Angola – Notícias independentes sobre Angola

General diz que processo contra si já devia ter sido arquivado e considera atitude das autoridades uma “denegação da Justiça”.

Fonte: Bento Kangamba sente-se ignorado pela justiça portuguesa – Rede Angola – Notícias independentes sobre Angola

Angola deixa aviso a Portugal após acusação a vice-presidente – ZAP

O Governo angolano classifica como “inamistosa e despropositada” a forma como as autoridades portuguesas divulgaram a acusação do Ministério Público de Por

Fonte: Angola deixa aviso a Portugal após acusação a vice-presidente – ZAP

diz o pobre ao roto – Jornal de Angola critica justiça portuguesa: “custa ver tanta falta de vergonha” – PÚBLICO

“A maneira leviana como as autoridades portuguesas ‘permitiram’ a fuga de informação” confirma que há “campanha para denegrir Angola”, diz artigo do jornal estatal.

Fonte: Jornal de Angola critica justiça portuguesa: “custa ver tanta falta de vergonha” – PÚBLICO

Augusto Santos Silva realiza hoje visitas ao interior de Angola – SAPO 24

O ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, iniciou hoje uma visita ao interior de Angola, às províncias do Huambo, Benguela e Huíla.

Fonte: Augusto Santos Silva realiza hoje visitas ao interior de Angola – SAPO 24

Descoberta em Angola a maior área de granito negro do mundo

Luanda, 21 set (Prensa Latina) Geólogos angolanos descobriram em uma superfície que cobre as províncias de Huila e Cunene um área de 45 mil quilômetros quadrados de granito negro, a maior coberta por esta pedra natural no mundo, foi divulgado hoje.

Fonte: Descoberta em Angola a maior área de granito negro do mundo

Exposição itinerante “Angola: Muxima (coração), desenho e texto”


From: [email protected]

Amigos,

Enviamos a todos este convite.
A sessão da Exposição “Angola: Muxima (coração), desenho e texto”, no dia 16 de janeiro de 2017, pelas 18h00 no espaço “Atmosfera m”, Rua Júlio Dinis, 158/160, 40450-318 Porto, tel 220 004 270, marca o início de uma itinerância pelo País que vai abarcar diversas universidades, centros culturais, livrarias, bibliotecas, encontros literários.
Concomitante à inauguração, os autores farão uma palestra sobre o projeto de desenhar a Angola atual tal como é, num contexto sociológico que engloba a história, a didática, a pedagogia tanto quanto o cuidado artístico do urban sketcher Luís Ançã e o do escriba dos textos no registo angolano (luandense) da língua portuguesa, Luís Mascarenhas Gaivão.
Trabalhámos 15 dias em Angola, a muxima abrindo espaços de cumplicidade com o povo nas ruas da cidade (zungueiras, meninos, agentes, estudantes, mboas) ou nos recantos imprevistos do sertão e de todos os municípios da Província de Luanda.
Queremos ter os amigos juntos a nós e pedimos que desmultipliquem pelos conhecidos e nas redes sociais este convite, sobretudo pelos que são angolanos de nascimento ou angolanos pela muxima, neste caso cheia de cazumbis africanos.

Luís M. Gaivão e LuísAnçã
11/01/2017