CHICO BUARQUE PREMIADO

Isabel Pereira shared a post.

2 mins

Parabéns, Chico Buarque!

na Almeida and Jose Gil shared a link.
About This Website

PUBLICO.PT
O júri da 31.ª edição, reunido no Rio de Janeiro, decidiu atribuir o prémio ao músico e romancista brasileiro.

—-
Minha gente
Era triste amargurada
Enfrentou a batucada
Pra deixar de padecer
Salve o prazer
Salve o prazer

About This Website

 

CULTURA.ESTADAO.COM.BR
Cantor, compositor e escritor adiciona mais um prêmio literário à sua coleção
Please follow and like us:
error

a canção da eurovisão tem poesia?

Li este comentário numa notícia por aí. Pode ser que ajude 😉

“É mais fácil rir e dizer “ah lol uma música sobre telemóveis”. Mas tirem-se uns momentos para interpretar uma letra que na verdade fala sobre a morte de alguém que nos era querido. Fiz o trabalho de casa para facilitar:

“Eu parti o telemóvel a tentar ligar para o céu,
Pra saber se eu mato a saudade
Ou quem morre sou eu” – o sujeito em sofrimento perde a esperança porque não consegue falar com quem morreu e foi para o céu. A raiva do sujeito é expressa aqui também.

“Se a vida ligar
Se a vida mandar mensagem
Se ela não parar
E tu não tiveres coragem de atender
Tu já sabes o que é que vai acontecer” – uma reflexão sobre os imprevistos da vida e uma referência a uma morte inesperada que levou à raiva do sujeito. A mensagem enviada pela vida pode ser muito bem, em termos práticos, a mensagem enviada por alguém para informar da morte da outra pessoa.

“Eu vou descer a minha escada
Vou estragar o telemóvel
O telele
Eu vou partir o telemóvel” – a raiva e desespero de uma chamada com uma notícia tão triste podem levar a actos brutais. Ainda hoje lembro perfeitamente os momentos seguintes às notícias da morte do meu tio e depois do meu avô. A sensação foi exactamente a descrita aqui. Numa delas o telemóvel literalmente voou contra a parede. Quem nunca?

“Tou pra ver se a saudade morre
Vai na volta quem morre sou eu” – a morte figurada num dos versos mais fortes da letra. Quantas vezes já morremos, afinal? E morre quem de facto morreu ou morremos nós que cá ficamos?

“Eu partia telemóveis
Mas eu nunca mais parto o meu
Eu sei que a saudade tá morta
Quem mandou a flecha, fui eu” – aqui a passagem do verbo do presente para o passado indica-nos que o sujeito já chegou a um desfecho sobre a dor e revolta anteriores. Finalmente o sujeito matou a saudade e deixou passar a revolta, talvez aceitando a morte de alguém que amava como algo que jamais poderá mudar. Inevitavelmente teve de ser o sujeito a mandar a flecha que selou esse ciclo de sofrimento. A flecha pode ser uma metáfora para a aprendizagem que vem da difícil aceitação da morte de alguém.

“Quem mandou a flecha fui eu”.

Hoje o Conan Osiris vai surpreender e provavelmente chocar todos com a sua actuação. Mas ponham a estranheza de lado. Olhem e escutem a poesia que ele criou e vejam além do que parece óbvio. Esta letra é linda e forte e um passo avante na música portuguesa.

Quem fez tudo igual ao que já estava feito, nunca contribuiu para mudança alguma. Lembem-se disso.

Image may contain: one or more people, people standing and night
Please follow and like us:
error

AS MÚSICAS DA EUROVISÃO

Até hoje nunca falei no Senhor Conan. Porquê? Porque há tanto ódio a rondar o rapaz que tive medo de apanhar raiva. Não sou propriamente admirador do Senhor Conan, mas respeito o trabalho dele como todos deviam respeitar … mas … apesar de tudo… há… há algumas coisitas que precisam ser ditas …

Quem mandou o Senhor Conan tornar-se famoso no Mundo da música? Esse púlpito sagrado está reservado para os Carreira, os Bandeira, os Malhoa ou o filho do Paulo de Carvalho. O pai Osíris é quem nesta indústria para o filho também ter direito a ser famoso? Ham?!

Outra coisa que me incomoda no Senhor Conan é ter um estilo completamente diferente daquilo a que estamos habituados. Quem não prefere que se continue a fazer pimba brejeiro, tipos de rock praticamente plagiados uns dos outros ou músicas profundas cuja letra não faz nenhum sentido?! Que imbecilidade Senhor Conan, que imbecilidade!

Milhares de portugueses sentem-se envergonhados com a imagem que vamos dar do nosso País se o Senhor Conan for à Eurovisão, o que faz todo o sentido, tendo em conta que temos apresentado músicas do mais alto calibre em termos líricos noutras edições.

Não gente, lamento mas não temos… fui ouvir as músicas desde o ano 1970 em que participamos pela primeira vez e, nem aos anos oitenta consegui chegar. Mas ainda tenho na memória o “Dança comigo que dou-te o céu que há em mim, dança comigo aos teus desejos direi sim” ou “ há uma canção que não te cantei, versos por rimar, poemas que nunca inventei”.

Confere … se no primeiro exemplo temos uma mulher bêbada no engate às 5 da manhã, no segundo caso temos uma mulher que se arrepende de não ter cantado uma música … quando nem sequer a inventou! O Senhor Conan de facto deve muito à refinadíssima intelectualidade tuga neste aspeto.

Se por acaso o Senhor Conan for à Eurovisão e ganhar o caneco ou ficar perto disso ainda o vamos amar como ao Coração Sobral. Sim, o júri na semifinal do Festival da Canção ter dado 12 pontos ao Coração Sobral deu uma polémica tão grande que levou o Doutor Markl a apresentar a demissão de jurado do festival.

Uns meses depois era a música favorita de todo o tuga, era “ arte, voz, carisma e simplicidade em palco inigualável”

A música tuga é como a temporada de um dos grandes do futebol português. Se não ganham ao Arrifanense num amigável a equipa não presta, quando começa a ganhar uns joguitos por 1-0 até se tiram coisas positivas, se ganham o campeonato é uma equipa maravilhosa e é rumo ao campeonato seguinte!

Numa entrevista à Princesa Cristina, o Senhor Conan disse que a musica traduz o desejo inimaginável que ele tem, de ser possível ligar para o céu para matar saudades. Epá, que idiotice! A tecnologia não está assim tão avançada … não temos um terço das relações amorosas a começar no Tinder nem nada… por favor … que retardado.

Dizem que o Senhor Conan pode ser o novo Barba Variações! Se assim for e ele estiver décadas avançado no tempo, já me imagino morto e a telefonar ao meu neto às 3 da manhã para lhe dar as instruções de como se obtém prazer manual, enquanto observo lá de cima ele a massajar os próprios mamilos à espera que algo aconteça … putos … é o que é …

Mas, com o futuro assegurado, mesmo com o futuro assegurado, apenas está o senhor Bailarino de Gelatina. Aquele ser humano não tem cóccix, tem trampolins de gelatina! Consta que após o Festival, se vai juntar ao IRA para efetuar os salvamentos mais difíceis de animais em perigo como em condutas de ar, em buracos muito estreitos ou no topo de árvores. A TVI ainda o tentou contratar para tentar salvar as audiências, mas ele respondeu que tinha muitas capacidades mas não fazia milagres.

A verdade é que o Senhor Conan veio para ficar e, o que incomoda muito macho é que o senhor Conan vai ter a Conan que lhe apetecer, quando quiser devido às fama.

Finalmente, consta que a música “Telemóveis” tem no Engenheiro do Magalhães o seu principal hater, afinal, se tivesse partido o telemóvel, não haviam as escutas da Operação Marquês.

#Sátira #EstouABrincar #ConanOsiris #Telemóveis #FestivalDaCanção

Image may contain: 1 person, beard

Continuar a ler

Please follow and like us:
error

A Viola da Terra nas Escolas | Azores Today

Na última década, o músico e professor Rafael Carvalho, tem se deslocado a várias Escolas para dar palestras sobre a Viola da Terra e sobre o seu contexto e importância no passado e presente dos Açorianos. O objectivo é de levar aos mais novos algum conhecimento sobre o instrumento, provocar o diálogo e despertar a […]

Source: A Viola da Terra nas Escolas | Azores Today

Please follow and like us:
error

a viagem do órgão

A VIAGEM DO ÓRGÃO

1. O Conservatório Regional de Ponta Delgada realizou, no passado fim-de-semana, o concerto de apresentação de um novo órgão, construído em 1969, em Mödling (uma localidade perto de Viena) por Werner Walcker para a organista e professora, Lucia Stoberl, que ensinou várias gerações de jovens organistas até à sua morte, em 2017.

O Conservatório Regional de Ponta Delgada é único dos três conservatórios regionais que tem classe de órgão com órgão na escola. Com esta aquisição, o nosso Conservatório passa a ter excelentes condições para o ensino do órgão, permitindo que se possa tocar todo o repertório previsto nos cânones do ensino e aprendizagem do órgão (incluindo compositores como Felix Mendelssohn Bartholdy ou César Franck) e evitando o recurso aos órgãos históricos das igrejas de Ponta Delgada para o ensino, com todos os inconvenientes que tal circunstância trazia.

2. A aquisição deste órgão foi um processo incomum e apenas possível pela enorme generosidade de todos os envolvidos: em primeiro lugar, dos herdeiros de Laura Stoberl, em particular da sua filha Agnes e do marido Peter, que ficaram sensibilizados com a possibilidade do órgão que cresceram a ouvir tocar ser adquirido por uma escola oficial de música no meio do Atlântico, numa ilha em que existe um órgão histórico construído pela mesma família de organeiros, em 1886 – o órgão da Igreja de Nossa Senhora do Rosário da Lagoa – permitiram um pagamento faseado da aquisição do instrumento, sem o qual a compra teria sido impossível; em segundo lugar, o empenhamento cívico e a dedicação de uma Comissão de Amigos do Conservatório, composta pelo Presidente Mota Amaral, Isabel Albergaria Sousa, Ana Paula Andrade, Cristiana Spadaro, José Andrade, Pedro Pascoal de Melo, Ana Fernandes e na qual me incluí, que conseguiu reunir os recursos financeiros para a aquisição, desmontagem, revisão, transporte e montagem deste órgão no Conservatório; em terceiro lugar, mas não por último, a generosa contribuição do Governo Regional dos Açores, da Câmara Municipal de Ponta Delgada e de entidades privadas que concederam os apoios e donativos indispensáveis para dotar o Conservatório de melhores condições para o ensino de órgão.

3. A viagem deste órgão de Viena, como acabámos por o designar, celebra a nossa determinação bem açoriana de vencer a distância e de realizar objectivos que podem parecer impossíveis.

Ao ouvir o órgão tocar, num concerto com direcção musical do Maestro Amâncio Cabral, em que tocaram as três organistas do Conservatório – Ana Paula Andrade, Cristiana Spadaro e Isabel Albergaria Sousa – bem como outros professores e alunos, num ensemble de cordas, emocionei-me pela beleza do som deste órgão e por me recordar do momento em que o vi montado na escola, depois de concluídos os trabalhos do organeiro Michael Walcker – descendente do organeiro que construiu o órgão da Igreja de Nossa Senhora do Rosário – e da sua equipa, vindos expressamente de Viena para este fim.

A formação de jovens organistas – como faz o Conservatório de Ponta Delgada – é indispensável para a valorização e preservação do património organístico dos Açores, ímpar a nível nacional, que passa pela possibilidade dos nossos órgãos históricos, situados em igrejas e conventos, poderem ser tocados e ouvidos de modo regular, em contexto de cerimónias litúrgicas, mas também fora delas, numa dimensão de ética patrimonial que atravessa gerações.
(Publicado a 13 de Fevereiro de 2019, no Açoriano Oriental)

Image may contain: 5 people, including Pedro Gomes and Ana Paula Andrade, people smiling, people standing and suit
Please follow and like us:
error

quando soltam doentes do manicómio para irem à Eurovisão

Teixeira Bastos shared a post.
15 hrs

EUROVISÃO
MUDA PARA PILHAS DURACEL …..

Vai ser este menino
a representar-nos na Eurovisão?
Tudo aponta que sim!

-4:27

29
410,672 Views
Herrar é Umano

Vai ser este menino a representar-nos na Eurovisão? Tudo aponta que sim! 🙈🙉🙊

Please follow and like us:
error

ISABEL REI E A GUITARRA GALEGA

DE DIÁLOGOS LUSÓFONOS SE DIVULGA A ASSOCIADA DA AICL E SÓCIA FUNDADORA ISABEL REI

 

DO GALEGO AO PORTUGUÊS – Entrevista com Isabel Rei Samartim, excelente instrumentista
E ouvir aqui a instrumentista Isabel Rei Samartim

 

__._,_.___

Enviado por: Margarida Castro <[email protected]>


Please follow and like us:
error

mau demais para acreditar… Eurovisão para Marte já

Happy weekend everybodyyyy!!
Isto está muito bom!! ahahah
#OMG #Esmaga #Millennial

75,038 Views

Aldeias de PortugalFollow

3 hrs

Este menino é um dos artistas candidato ao Festival da Canção, que nos poderá vir a representar na Eurovisão. Podia ser pior… Bem, a culpa é do Salvador que nos iludiu com algo a que não estávamos habituados e tão fabuloso que nos maravilhou. Afinal, o nível voltou ao mesmo do que tem sido nos últimos anos: uma valente diarreia musical. Quanto ao dançarino, aquilo parece um sintoma anormal, e um dos nossos Aldeões aqui há uns tempos teve assim uns movimentos parecidos e depois de exames médicos verificou-se que era pedra nos rins.

Please follow and like us:
error

Manuel Costa reinventa a música tradicional açoriana com o seu primeiro disco

O músico açoriano Manuel Costa assume a sua “missão e visão” de reinventar a música tradicional açoriana, com o disco “Eu Sou uma Ilha”, que levou ao palco do Teatro Micaelense, em São Miguel, este sábado.

Source: Manuel Costa reinventa a música tradicional açoriana com o seu primeiro disco

Please follow and like us:
error

JORGE ARRIMAR MÚSICA E POESIA

Originalmente publicado no youtube, trata-se da minha intervenção (que contou com a participação da Leonor) no TDx Almada 2018, sob o tema Diversidade – Histórias de Vida. As canções interpretadas pela Leonor são de autoria de Vitor Arrimar (Angola) e Tomás de Deus Ramos (Macau) com letra minha.

YOUTUBE.COM
TEDx Almada 2018 Jorge Arrimar e Leonor Arrimar Diversidade – História(s) de Vida
Please follow and like us:
error
error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

%d bloggers like this: