JOEL NETO BOLETIM 2

Caro amigo e leitor.

Janeiro foi um mês de actividade intensa e permitiu-me concluir para a Pinto Lopes Viagens um roteiro turístico especial pelos cenários dos meus livros, pelos cenários dos livros de outros escritores açorianos e pelos Açores em geral. As primeiras duas viagens ocorrerão em Julho e Setembro deste ano, de acordo com os preços e as datas definitivas a anunciar brevemente pela agência.

Há de tudo: passeios, gastronomia, até dança. Eu próprio, como é próprio do programa Viagens Com Autores, acompanharei as comitivas, mostrando lugares, esclarecendo dúvidas e, quando se proporcione, lendo textos, meus e de outros autores. Esteja atento e venha daí.

Mas essa não foi a única novidade de Janeiro. Ao longo do mês, fiz apresentações online e sessões de autógrafos e também dei o meu contributo em leituras públicas e projectos de beneficência. Pelo meio, e para minha honra, o Meridiano 28 foi nomeado Livro do Ano por um jornal luso-americano.

Muito obrigado aos leitores e amigos da Califórnia.

Entretanto, este mês de Fevereiro sou um dos convidados do Correntes d’Escritas, o decano dos principais festivais literários portugueses. Estarei na Escola Secundária Eça de Queirós e dividirei uma mesa-redonda com o Miguel Sousa Tavares, a Hélia Correia e outros escritores no Cine-Teatro Garrett.

Ambas as sessões ocorrem no dia 22, na Póvoa de Varzim. Apareça.

Já sabe que ainda estão frescos (como acontece com o Meridiano 28) ou mesmo muito frescos (como corre com o Só Tinha Saudades de Contar Uma História) nas livrarias os meus últimos livros, que aliás continuam a acumular recensões nos jornais. Seguem-se A Vida No Campo 2-Os Anos da Maturidade, cujo manuscrito estou em vias de entregar à Cultura Editora, e três volumes de jornalismo em que venho trabalhando há bastante tempo.

Há informação dispersa em JoelNeto.Com sobre todos eles. Na altura certa explico-lhe melhor o que trata cada um. Conto consigo.

Portanto, não faltarão as novidades nos próximos meses. Mas permita-me destacar aqui a estreia do espectáculo A Vida no Campo, inspirado nos meus livros A Vida no Campo e Arquipélago, e que tem texto dramático meu e da Catarina Ferreira de Almeida, minha mulher. É mais uma coisa que fazemos juntos, mas agora num universo em que nenhum de nós alguma vez tinha trabalhado, pelo que estamos muito contentes.

A estreia é a 21 de Março, na Casa das Artes de Famalicão (exibição até dia 23). Seguem-se o Cine-Teatro Avenida, em Castelo Branco (11 de Abril), o Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada (26 e 27 de Abril), o Auditório do Ramo Grande, na Praia da Vitória (4 de Maio), e o Teatro Micaelense, em Ponta Delgada (11 de Maio).

Ainda há uma série de outras datas em negociação, mas estas já estão certas. Gostava que as anotasse e que, se possível, nos visitasse num dos espectáculos.

Caso esteja interessado em ir acompanhando o meu trabalho, já sabe: JoelNeto.Com tem informações regulares, incluindo sobre os eventos públicos em que vou participando. Também está à sua disposição uma pequena livraria online no Facebook. E pode continuar a ler-me nos jornais Diário de Notícias, O Jogo, Jornal de Notícias, Diário Insular e Açoriano Oriental, onde publico crónicas diárias, semanais ou esporádicas.

Isto fora as redes sociais, onde também estou presente.

Portanto, na pior das hipóteses, reencontramo-nos para o boletim do próximo mês. Talvez possa ir-se entretendo com os planos para visitar os Açores na minha companhia. Que tal começar por ler o roteiro que elaborei para a Pinto Lopes Viagens?

Um abraço.

Joel

PS: se porventura recebeu este boletim de um amigo e quiser passar a recebê-lo directamente do site, basta deixar-me aqui o seu endereço de e-mail

OS AÇORES DE JOEL NETO

e dos grandes escritores das ilhas

4 ilhas/10 dias

Descobertos oficialmente há quase 600 anos, os Açores foram base avançada da grande Expansão portuguesa (e depois europeia), berço de revoluções que mudaram o curso da História e destino perdido para viajantes em busca do sentido da vida. Duas vezes declarados capital do Reino, deram a Portugal os seus dois primeiros presidentes da República, assim como pintores, músicos e arquitectos que consagraram uma venturosa maneira de criar ao mesmo tempo profundamente portuguesa e delirantemente do mundo.

Mas os escritores permanecem o seu principal cartão de visita, e é em busca do legado deles que o romancista e memorialista Joel Neto, herdeiro dessa longa tradição literária, nos convida a partir. De avião e de barco, de autocarro e a pé: acompanhe-o pelas paisagens estonteantes de quatro das mais belas ilhas do arquipélago. Conheça os mitos e as lendas, os registos da historiografia oficial e as marcas que propõem uma nova historiografia. Prove o peixe fresco e o marisco acabado de apanhar, a alcatra cozinhada em forno de lenha, com especiarias vindas das sete partidas do mundo, e o cozido confeccionado nas próprias entranhas da terra.

E, entretanto, recorde as atmosferas da poesia de Antero de Quental e Natália Correia, Emanuel Félix ou Emanuel Jorge Botelho. Conheça os panos de fundo dos romances de Vitorino Nemésio e Daniel de Sá, Álamo de Oliveira ou João de Melo. Ouça os textos e discuta as ideias, se for do seu interesse. Mas, sobretudo, deixe-se inebriar pela memória dos terramotos e dos vulcões, da tenacidade e da aventura, do sonho e da magia que enformaram as suas personagens e, em geral, o carácter dessas inesquecíveis ilhas de bruma a que tantos dos melhores viajantes ofereceram um lugar entre os destinos a visitar ao menos uma vez na vida.

1º dia: PORTO OU LISBOA-TERCEIRA

PORTO OU LISBOA (AEROPORTO)-TERCEIRA

CIDADE DE ANGRA DO HEROÍSMO

Em horário a combinar, comparência no aeroporto escolhido para embarque em voo regular com destino à ilha Terceira (aeroporto das Lajes), via ou a partir de Lisboa. VIAGEM PORTO-LISBOA-ILHA TERCEIRA (AVIÃO). Chegada, encontro com o autor Joel Neto, assistência e transfer para o hotel.

Instalados no hotel, vamos almoçar à freguesia de São Mateus, em jeito de boas-vindas, partindo daí a conhecer a cidade de Angra do Heroísmo, com subidas aos altos da Memória e do Monte Brasil.

Passeamos pelo perímetro da Zona Classificada como Património da Humanidade, apreciando a arquitectura, conferindo o comércio tradicional e namorando alguns dos cenários da obra de Álamo de Oliveira ou Emanuel Félix. Evocamos D. Pedro IV e a luta contra o Absolutismo e, depois, vamos conhecer tanto a presença filipina, consagrada na Fortaleza de São João Baptista, como as marcas das Descobertas, sintetizadas…

-> CONTINUAR A LER EM WWW.JOELNETO.COM

Copyright © 2019 JoelNeto.Com, All rights reserved.
Está a receber esta newsletter porque se inscreveu no meu site joelneto.com

Our mailing address is:
JoelNeto.Com

Dois Caminhos, 148, Terra Chã

Angra do Heroísmo 9700-683

Portugal

Add us to your address book

Want to change how you receive these emails?
You can update your preferences or unsubscribe from this list.

roteiro literário de Joel Neto

Parabéns, Joel, finalmente alguém viabiliza uma proposta dos colóquios da lusofonia de 2003 a 2005…(link e texto original será enviado a pedido)
Joel Neto and Joel Neto – autor shared a link.
JOELNETO.COM
Os viajantes serão recebidos e guiados pelo próprio autor, que os levará aos lugares de Arquipélago, A Vida no Campo e Meridiano 28 (entre outros), bem como aos territórios dos grandes mestres da literatura açoriana e às mais extraordinárias paisagens das ilhas Terceira, Faial, Pico e São M…
  • Joel Neto shared a post.

    3 hrs

    Privilégio meu, para já. Espero ajudar a que se torne privilégio vosso também. 🙂

    «Descidas ao Algar do Carvão, jantares dançantes na Sociedade Amor da Pátria, subidas à montanha do Pico (opcionais) e passeios pelo Vale das Furnas são apenas alguns dos pontos em destaque no itinerário de Joel Neto, onde não faltará – como não falta nos seus livros – a gastronomia açoriana.
    (…) Os viajantes serão recebidos e guiados pelo próprio autor, que os levará aos lugares de Arquipélag

    See more

    Para quem queira vir conhecer os Açores dos meus livros. Dos livros dos outros. E de todos nós.

    Obrigado à Pinto Lopes pela honra.

Telmo Nunes sobre Joel Neto (convidado do 30º colóquio)  A propósito de “Meridiano 28 O poder redentor das grandes histórias”..

Começam a rarear os bons adjetivos que qualifiquem condignamente a obra ficcional de Joel Neto, um dos expoentes mais cintilantes do atual panorama literário português. “Meridiano 28 O poder redentor das grandes histórias” é o último romance do autor de “Arquipélago” ou “Vida no Campo”, e nele é feita uma apologia ao amor, nas mais diversas formas de o sentir.
“Podia ser Morgan Freeman, mas não e…
https://www.facebook.com/notes/telmo-nunes/a-prop%C3%B3sito-de-meridiano-28-o-poder-redentor-das-grandes-hist%C3%B3rias/2123591231004619/

JOEL NETO Como chamais a isto a que eu chamo viver? – As Palavras do Regresso

Crónica “Mas também é preciso viver…”, insiste ele. Censura-me, a verdade é essa, e não está sozinho. Sentou-se à minha frente com queixas de outros elementos da família – que não apareço, qu…

Source: Como chamais a isto a que eu chamo viver? – As Palavras do Regresso

Joel Neto nosso convidado do 30º colóquio no Plano Regional de Leitura

JOEL NETO E MERIDIANO 28 NO 30º COLÓQUIO NO PICO

dia 4 de outubro pela manhã teremos o Joel a falar do seu livro em plena sessão de abertura do 30º colóquio da lusofonia na Madalena do Pico…

finalmente tive algum tempo para o ler e estou a adorar, até parece que já pertenço à trama da família e amigos do José Filemon e estou a viver no faial na 2ª grande guerra. Não percam, adquiram o livro e vão ao Pico ouvi-lo dia 4 pelas 12 e pico

http://coloquios.lusofonias.net/XXX/

http://coloquios.lusofonias.net/XXX/30%20HORARIO%20MADALENA.pdf

http://coloquios.lusofonias.net/XXX/rota%20cultural.htm

Madalena, ilha do Pico: Colóquios da Lusofonia – Joel Neto

Mesa redonda na Escola Cardeal Costa Nunes com Dom Ximenes Belo, Norberto Ávila, Maria João Ruivo, Manuel Tomaz e Chrys Chrystelo (moderação de Pedro Paulo Câmara) Relacionado

Source: Madalena, ilha do Pico: Colóquios da Lusofonia – Joel Neto

um belo texto de Joel Neto Da vontade de rir e chorar – As Palavras do Regresso

Crónica São oito da manhã, e o motorista que me trouxe de volta a Lisboa, a tempo de um compromisso marcado à última hora, deixa-me nos limites do Lumiar, de modo a proteger-se das filas de trânsit…

Source: Da vontade de rir e chorar – As Palavras do Regresso

JOEL NETO AUTOR CONVIDADO DE HONRA NO 30º COLÓQUIO DIZ

Ana Nogueira Santos Loura and 2 others shared a link.

Entrevista à Wook.
Com quem gostaria eu de jogar uma sueca? E onde vou pesquisar para o próximo livro? E o que não suporto eu que me digam? E porque é que eu gosto tanto de escrever?
Novos formatos de entrevista.