luta ecológica na Galiza

Xose Manuel Rodriguez Fernandez and Jose Antom Muros Gonzales Maceiras shared a link.

recital de guitarra galega

Que lembranças daquele 2012!
Neste sábado voltarei a tocar em Vilancosta uma seleção das obras do Arquivo Valladares para guitarra. Uma das nossas joias de começo do séc. XIX.
Graças à Asociación Cultural “Vagalumes” e aO GALO Asociación Cultural que fazem um evento em comemoração da Alba de Glória de Alfonso Daniel Manuel Rodríguez Castelao.
À tardinha, na Casa Grande dos Valladares.
ACentral Folque Espazos Sonoros

isabelrei.com

MÚSICA GALEGA ISABEL REI

Naquele mês de junho soou na Ulha a Soidade de Avelina Valladares. Em junho deste ano voltou a soar em Compostela. Música fidalga do campo que chega à cidade como prenúncio do verão.
Soidade: http://www.isabelrei.com/index.php/audios

isabel rei, no areal da ulha

Publiée par Isabel Rei Samartim sur Samedi 23 juin 2018

FUTEBOL UNE GALIZA E PORTUGAL

-0:14

42,710 Views
Epic Portuguese Memes

É por isto que Galiza é Portugal e Portugal é Galiza! Obrigado pelo apoio!

os traidores galegos que apoiam PT

já em força a Guardia Civil, a FA, armada e ejercito contra a Galiza….

  • Watch Again
  • Share
2,951 Views

Hai un colectivo compostelán que se xunta para ver os partidos da selección española. Pero…

Galiza: da língua espanholizada à língua galega no mundo

Esta comunicação não pretende ser académica pois os amores e os sentimentos não se podem dissecar num laboratório. A minha ligação à Galiza parece datar de 988 AD, segundo me contou a minha avó […]

Source: Galiza: da língua espanholizada à língua galega no mundo

Luzia Budinho : “Realmente o galego-português medieval nom se subdividiu em duas línguas diferentes, senom que por questons geopolíticas surgirom as distintas variedades tópicas atuais”

Como imaginas a Galiza de 2030? esta é uma das perguntas que muitas vezes fazemos às pessoas que entrevistamos. Entrevistamos Luzia Budinho, moça da Arçua de 17 anos, e recebemos umas quantas lições.

Source: Luzia Budinho : “Realmente o galego-português medieval nom se subdividiu em duas línguas diferentes, senom que por questons geopolíticas surgirom as distintas variedades tópicas atuais”