Parque de estacionamento dos professores da minha escola.

Parque de estacionamento dos professores da minha escola.
O helicópteeeeeero é meu!!!!

Image may contain: car, cloud, sky, outdoor and nature
Samuel Mendonça

Parque de estacionamento dos professores numa qualquer escola portuguesa…🤨


NOTÍCIAS SOBRE EDUCAÇÃO SANTANA CASTILHO

Curioso, a mim não causa, pois já há três anos que o constato. Não acordei só agora.
“Que a hipocrisia e a tendência para a traição de António Costa os ignore, não me surpreende, porque é sinal persistente do seu carácter. Que a opinião pública se deixe tão facilmente contaminar pela barragem de falsas notícias, que tão a propósito vieram a público na mesma altura, causa-me uma enorme perplexidade.”

ARLINDOVSKY.NET
Três notícias convenientes No dia 7 de Setembro, o ministro da Educação reuniu-se com um conjunto de organizações sindicais de professores. Depois dessa reunião inútil, o Governo decidiu, unilateralmente, apagar mais de seis anos e meio ao tempo de trabalho efectivamente prestado pelos docen…

O que diz, afinal, o relatório da OCDE sobre os salários dos professores? – Renascença

Sindicatos acusam a organização internacional de divulgar dados errados. Mas, afinal, o que diz exatamente o relatório sobre os salários dos professores?

Source: O que diz, afinal, o relatório da OCDE sobre os salários dos professores? – Renascença

a saga anual da poupança de tostões e o adiamento da abertura de escolas

Aguns dirão que é uma bomba. Diria que é uma crónica anunciada há muito. Há escolas que não vão abrir na segunda-feira. O caso tem uma história e muitas manhosices da parte de vários governos, que se têm descartado de despesas e de responsabilidades. No tempo da gestão camarária do PS foi feito um contrato de execução na educação: o município ficou com funcionários do Ministério da Educação e despesas relacionadas com a manutenção das escolas do ensino obrigatório e universal de então. Logo se viu que o executivo municipal estava a fazer um frete ao governo de José Sócrates, porque não havia garantia que o governo cumprisse com as verbas necessárias. De mais de trezentos municípios houve uns cem, como Évora naquele tempo. O PSD também aderiu. Nem cumpriu aquele governo nem nenhum dos que se seguiram! Logo após a transferência o Ministério da Educação fez umas contas e decidiu que não eram precisos tantos funcionários (Ministério dixit). Têm passado os anos, alguns funcionários foram-se reformando, outros mudaram de profissão, etc. e nada de substituições. E verbas suficientes para pagar funções do Estado garantidas pela Constituição, cada vez menos. Um dos problemas do endividamento da Câmara, digamos uma herança de fretes e má administração. A Câmara neste e no anterior mandato exigiu o pagamento dos compromissos. Este ano até o Ministério da Educação se comprometeu com mais funcionários. Veio o Ministério das Finanças e disse que não. Foi feita aqui, uma audição pública sobre a Educação no Concelho, por iniciativa da Assembleia Muncipal,onde foram demonstradas muitas das falhas, sobretudo a falta de operacionais para manterem a segurança das escolas e o normal funcionamento. O Ministério assobiou para o lado! Muitos municípios têm denunciado estes contratos de execução, alguns de forma mais radical. Em 3 de julho a câmara de Évora denunciou o contrato. O Ministério nada fez. Neste momento todas as falhas são da responsabilidade do Ministério da Educação, que se mostrou irresponsável nesta situação.

LikeShow more reactions

dantes era o papa a suprimir anos agora é o governo

Conhecia dois caso de supressão do tempo. Um deles foi a mudança do calendário chamado da era de César para o calendário da era de Cristo. Em Portugal aconteceu essa mudança no tempo de D. João I: subtrairam-se 39 anos. Ora isto aconteceu em tempos de finais da Idade Média que se reformava. Mais tarde, no séc. XVI, houve necessidade de acertar novamente o calendário (o Sol nem sempre segue as regras humanas e houve algum bom senso no Vaticano). Assim suprimiram-se mais dez dias e seguiram-se mais alguns acertos. Era um tempo em que o Papa tinha um certo prestígio, os países católicos seguiram-no, mais tarde os protestantes, as Igrejas Ortodoxas foram mais relutantes. Mas a mudança era para todos, sem distinção de classe, raça ou género. Hoje assistimos a uma inovação específica: suprimiram-se nove anos, uns tantos meses e mais uns tantos dias aos professores. Não foi preciso benção do Papa nem estudos de astrónomos. Basta que sim e não me parece que seja apenas uma questão de empreendedorismo.

a falsidade do artigo da OCDE contra os profes

Ana Gil shared a post.

3 mins

Image may contain: 6 people, people smiling
Luis Lobo to Movimento pela vinculação de professores contratados

Costa vai ter de explicar muito bem isto. Como é que o secretário de estado da Educação é presidente de organismo da OCDE que fez estudo mentIroso sobre os professores para influenciar processo negocial sobre a contagem do tempo de serviço roubado com o congelamento.

Like

Comment

Comments

por entre rumores de substituição do secretário da educação…Governo dos Açores espera que normalidade regresse às escolas na segunda-feira – Atualidade – SAPO 24

Source: Governo dos Açores espera que normalidade regresse às escolas na segunda-feira – Atualidade – SAPO 24

José Pacheco: “Procurem nas escolas professores que ainda não tenham morrido”

Entrevista ao professor José Pacheco, fundador da Escola da Ponte, que defende uma escola sem turmas, sem ciclos, sem testes, sem chumbos, sem campainhas.

Source: José Pacheco: “Procurem nas escolas professores que ainda não tenham morrido”