barcos e açores: do lixo ao luxo

Elvira Leal shared a post to the group: Porto da Horta – Açores.

Do lixo ao luxo

Image may contain: outdoor and water
Nelio Martins to Info Açores

REFLEXÕES do W.C.

E o “Atlântida” aqui tao perto
O “AZORES Express”, esta relíquia que nos “oferecem” este Verão, teve o início da sua construção em 1969 e foi lançado ao mar em 1972 como “Saint Eloi” ficando parado em doca quase 3 anos a aguardar o terminus da sua construção, devido à falência do estaleiro!
Iniciou finalmente a sua actividade em 1975 e já teve pelo menos outros 4 nomes antes de ser transformado em “AZORES Express”.
Já foi “Channel Entente”, passando depois a ser “King Orry” e reformulado depois num estranhíssimo e erótico “Moby Love”, que depois foi rebatizado de “Moby Love 2” e mais tarde novamente como “Moby Love”.
Recauchutado em “Aeolus”, deu que falar na Grécia em Janeiro de 2018, aquando da sua última entrada em estaleiro, devido à denúncia sobre existência de amianto ilegal a bordo e consequente exposição dos trabalhadores do estaleiro a este produto cancerígeno.
Comissões de inquérito e análises repetidas confirmaram o facto e obrigaram a “medidas governamentais”!
Menos de um ano depois, a solução ideal…vai poluir e chatar para outro lado, com o nome de “AZORES Expresso” a preço de “Queen Mary 2”.
As características técnicas do navio, aliadas à sua história náutica e “clínica” fazem adivinhar viagens “tranquilas” e no mínimo altamente trepidantes, poluentes e gastadoras.
Para uma região que se anuncia como “natureza em estado puro”, “a maravilha do eco turismo” ou “certificados pela natureza”, é de todo o interesse ter este navio no tal “cluster do mar”…tudo tretas…tudo palavras de ocasião…tudo politiquices!
Em resumo, é neste CHAÇO VELHO com quase 50 anos, que passarei no mínimo 18 horas, se quiser manter as habituais 2 semanas de férias no triângulo com viatura própria…um luxo portanto!
Ás entidades que selecionaram e validaram o aluguer deste navio não consigo reconhecer nenhum mérito:
1- Ou sabiam os detalhes técnicos deste navio e revelam incapacidade de conseguir melhor para uma operação marítima que apesar de sazonal, é de todo previsível e sabemos que em tudo, quem vai ao mercado tarde só apanha os restos (que tal já começar a trabalhar no aluguer para a época 2020 e até na de 2021?).
2- Se desconhecem estes e outros pormenores, bom então a situação é reveladora de que se tomam decisões e decidem gastos públicos astronómicos com uma ligeireza e falta de rigor, incompatíveis com as exigências do cargo!
Se calhar a SATA e a Atlanticoline tem mais coisas em comum do que se pensaria…e não são os recursos materiais, porque a era dos Clippers já foi… agora os aviões só voam e os navios só navegam!

Please follow and like us:
error

Artur Lima apela à resolução de problemas que condicionam o desenvolvimento do Corvo – Tribuna das Ilhas

O Presidente do CDS Açores, Artur Lima, em visita de trabalho à ilha do Corvo, inteirou-se de diversos problemas da ilha, que condicionam o seu desenvolvimento económico e social. O líder do CDS considerou que a destruição da calçada tradicional do Corvo através de uma “recuperação deficiente” no centro histórico da vila é um “atentado […]

Source: Artur Lima apela à resolução de problemas que condicionam o desenvolvimento do Corvo – Tribuna das Ilhas

Please follow and like us:
error

CDS/Açores denuncia ″atentado à tradição e cultura″ na ilha do Corvo

O líder do CDS-PP nos Açores, Artur Lima, denunciou hoje o que diz ser um “atentado à tradição e à cultura” na ilha do Corvo, por via de uma “recuperação deficiente” da calçada tradicional no centro histórico da vila.

Source: CDS/Açores denuncia ″atentado à tradição e cultura″ na ilha do Corvo

Please follow and like us:
error

recomendação sobre as obras no porto da Horta

Ontem, dia 28/2, apresentei na Assembleia Municipal da Horta, na qualidade de Deputado Municipal da CDU, uma proposta de Recomendação sobre o Porto da Horta. Essa Proposta foi aprovada, com os votos da CDU, PSD, CDS de Deputado Independente, tendo o PS optado pela abstenção.
Transcrevo o texto aprovado:

VOTO DE RECOMENDAÇÃO

Porto da Horta
Considerando que a nossa comunidade tem acompanhado, com muita atenção, todo o debate que tem ocorrido à volta das obras previstas para o porto da Horta e que visam a dinamização e modernização das áreas comercial, da pesca, do recreio náutico e dos desportos náuticos;
Considerando que se trata de uma grande obra, que poderá ser muito importante, se não forem cometidos erros no espelho de água da doca Sul, já afectada por mar reflectido pela nova doca Norte a que foi dada uma orientação profundamente errada;
Considerando que todas as obras previstas ou necessárias em terra ou nas infraestruturas existentes podem avançar de imediato e nesse caso estão a construção da plataforma para barcos na doca e instalação de um sistema de varagem adequado, a reorganização da actual Praça Manuel de Arriaga, a construção do edifício de apoio às actividades marítimo turísticas, a recuperação e adequação do edifício atribuído ao CNH, a renovação das infraestruturas flutuantes das Marinas Norte e Sul, a renovação dos sistemas de abastecimento de combustível e gás da doca Sul, de entre outras;
Considerando que o projecto principal, na sua versão actual, de construção de um extenso molhe, com quebra mar, dentro da doca, levanta duas questões essenciais: a primeira é a de saber se, mantendo-se a situação actual de mar reflectido dentro da doca Sul, qual será o efeito no cais comercial do mar reflectido por um novo e mais próximo obstáculo; a segunda é a de saber qual será a resultante do facto de toda a área de mar constituída pelas marinas Norte e Sul e actuais cais de Santa Cruz , cais da Lota e zona a Sul do plano inclinado ficarem numa zona fechada com um entrada de menos de 50 metros permitirá, ou não, que a água seja renovada ou dará lugar a algum processo de eutrofização. Estas duas questões, que são muito importantes, não tiveram qualquer resposta fundamentada até este momento;
Considerando que, entretanto, a Portos dos Açores, SA anunciou, há cerca de um mês, estar a fazer diligencias junto da Universidade dos Açores para que o projecto CLIMAAT estude, com bóias ondógrafo, o mar reflectido no porto da Horta;

A Assembleia Municipal da Horta, ao abrigo das disposições regimentais aplicáveis aprova o seguinte Voto de Recomendação ao Governo Regional dos Açores:
1. A Assembleia Municipal, entendendo como muito oportuna e adequada a iniciativa da Portos dos Açores, SA de promover o estudo qualificado das movimentações de água dentro do conjunto do porto artificial da Horta, recomenda vivamente ao Governo Regional dos Açores que esse estudo seja realizado, com urgência e com rigor, por forma a que dele se possam retirar sólidas conclusões, que permitam, a seu tempo, tomar decisões que não incluam erros irreversíveis.
2. A Assembleia Municipal, entendendo ser muito urgente iniciar as obras de requalificação do porto da Horta, recomenda ao Governo Regional dos Açores que se iniciem, tão breve quanto possível, as obras referentes à construção da plataforma para barcos na doca e instalação de um sistema de varagem adequado, a reorganização da actual Praça Manuel de Arriaga, à construção do edifício de apoio às actividades marítimo turísticas, à recuperação e adequação do edifício atribuído ao CNH e à resolução da questão do acesso ao mar das frotas desportivas ligeiras do CNH, à renovação das infraestruturas flutuantes das Marinas Norte e Sul, à renovação dos sistemas de abastecimento de combustível e gás da doca Sul, de entre outras.
3. A Assembleia Municipal da Horta recomenda ao Governo Regional dos Açores que seja promovido um estudo adequado relacionado com a movimentação, circulação e renovação das águas na vastíssima área fechada, que será utilizada por centenas de embarcações e que está prevista no projecto em análise.
4. A Assembleia Municipal delibera ainda que este Voto seja enviado de modo muito urgente ao Senhor Presidente do Governo Regional dos Açores e dele seja dado conhecimento à Senhora Presidente da ALRAA e forças políticas nela representadas. Delibera-se, de igual modo, que seja dado conhecimento deste Voto ao Conselho de Ilha do Faial e aos parceiros sociais locais e que seja distribuído pelos OCS locais e regionais.

Horta,28 de fevereiro de 2019

O Deputado Municipal da CDU

José Eduardo Bicudo Decq Mota

Please follow and like us:
error

as obras de santa engrácia na calheta de Teive (Ponta Delgada)

Tomás Quental
1 hr

YouTube

Momentos da vida política açoriana

YOUTUBE.COM
Reportagem da TVI sobre a polémica obra inacabada na Calheta de Pero de Teive, em Ponta Delgada…
Please follow and like us:
error

No Corvo não há juntas de freguesias mas não falta proximidade com o poder local

A ilha do Corvo, nos Açores, tem o único concelho do país sem juntas de freguesia, mas quem lá vive não sente falta deste órgão de gestão.

Source: No Corvo não há juntas de freguesias mas não falta proximidade com o poder local

Please follow and like us:
error