a SATA ESTÁ FALIDA? METE-SE MAIS $$$ LÁ

https://www.acorianooriental.pt/…/governo-regional-reforca-…

Outra anedota!!! Trata-se de “enterrar” o nosso dinheiro numa empresa mais que falida (SATA). Repete-se o mesmo erro da SINAGA, enterrou-se o nosso dinheiro anos e anos, numa empresa mais que falida há anos e depois, encerra-se a empresa e desmantela-se tudo…

Publicado em AICL no tag | Tags | Deixe o seu comentário

a hidra da corrupção organizada

Constitucional deixa prescrever multas. Partidos livram-se de pagar milhares de euros

Publicado em AICL no tag | Tags | Deixe o seu comentário

TURISTAS JÁ FOGEM DE Portugal, depois será dos Açores

Os TURISTAS estão a vir menos para o Algarve e a voltar a passar férias na Tunísia, no Egipto e na Turquia. Os três países, segundo o presidente da Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve, “estão a recuperar fluxos turísticos que tinham perdido há anos devido à escalada de violência”. “Estão a recuperar e têm preços mais baixos“

Publicado em AICL no tag | Tags | Deixe o seu comentário

17.7.18 timor agora

TIMOR AGORA

Governu Sei Hadi’a Di’ak Liután Servisu Administrasaun Públika

Posted: 16 Jul 2018 10:11 PM PDT

DILI, (TATOLI) – Governu da-ualu kompromete sei apoiu Komisaun Funsaun Públika (KFP) hodi hasa’’e prestasaun servisu ba públíku ho lais, imparsiál nomós hahalok Korupsaun, Kolusaun no Nepotizmu.

Ministru Reforma Lejizlativa no Asuntu Parlamentár, Fidelis Leite Magalhães, bainhira lee lee mensajen Primeiru-Ministru, Taur Matan Ruak, durante komemora loron nasionál Funsaun Públika ba da-haat iha salaun katedrál Villa-verde, ohin.

“Kompromisu governu maka atu hadi’a administrasaun públiku ida modernu, la’o di’ak no lais liután, nune’e mós besik liu no moosʺ, dehan governante ne’e.

Governasaun da-ualu hakarak implementa prinsípiu fundamentál importante hodi orienta funsionáriu públiku iha servisu fatin, hanesan unidade, asaun, responsabilidade, promove ekonómia.

Funsionáriu sira tenke servisu ho responsabilidade, profesionalismu, imparsiál atu serbí povu hodi la haree ba rasa, kór, grupu ka partidu.

Prezidente KFP, Faustino Cardoso, hateten sei hadiak di’ak liután prestasaun servisu públiku ba povu ho di’ak no lais liután.

ʺHusu ba funsionáriu públiku hotu atu nakloke hodi rona, simu preokupasaun no krítika sira maihosi povu no públiku hodi buka hadi’a liután ita nia komportamentu, hahalok serbíʺ, hateten nia hafoin misa agradesementu iha Igreja Katedral.

Faustino mós husu ba governu hodi kria politika di’ak atu hatan ba preokupasaun públiku ba dezenvolvimentu servisu administrasaun públika.

Komemorasaun loron ne’e ho misa agradesementu ne’ebé partisipa hosi funsionáriu públiku hosi instituisaun Estadu hotu.

Tema ba tinan ne’e maka, Fortalecendo a Lideranca e Gestão Pela Melhoria da Prestacão de Servicos públicas e desenvolvimento infra-estruturas Basicas em Timor Leste.

Konstituisaun RDTL artigu 103 defini Governu, orgaun soberanu ida-ne’ebé iha responsabilidade atu hala’o no ezekuta polítiku jerál Nasaun nian nomós orgaun superiór Administrasaun Públika nian.

Jornalista: Agapito dos Santos | Editora: Rita Almeida

Imajen: Ministru Reforma Lejizlativa no Asuntu Parlamentár, Fidelis Leite Magalhães. Foto Egas Cristovão

24 Jullu, Maria Vitória Kompete Iha The Voice Portugal

Posted: 16 Jul 2018 09:47 PM PDT

DILI, (TATOLI) – Artista juniór Timor-Leste, Maria Vitória (Marvi), segunda ne’e (16/7), aranka ona ba Portugal hodi kompete iha The Voice Portugal ne’ebé sei hahú iha 24 jullu, tinan ne’e.

The Voice Portugal ne’e kompetisaun múzika ne’ebé organiza hosi empreza SHINE iha Portugal ne’ebé inklui artista sira hosi nasaun seluk.

Maria Vitória nia prezensa iha eventu refere hetan suporta hosi empreza ida hosi Portugal ho naran Shine Iberia Portugal, Unipessoal, Lda.

Marvi nia estadia iha Portugal hetan akompañamentu hosi Ana Gomes, jestora ida ne’ebé akompaña Marvi dezde kompetisaun Dangdut Academy Asia 2 (DAA2) iha Jakarta, Indonézia, tinan rua liu-ba (2016). Marvi to’o iha Lisboa, Portugal, iha 18 jullu no sei fila hikas mai Timor-Leste iha 26 jullu.

Prezidente Assosiasaun Múzika Timor-Leste (ALMAMOR), Henrique do Rosario “Waiwatu”, hateten bainhira rona oportunidade ne’e, ALMAMOR orgullu. Ne’e duni, ALMAMOR fasilita kedas kartaun rekoñesimentu ida ne’ebé konsidera Marvi nu’udar artista Timor nian para lori ba Portugal nomós fó apoiu morál.

“Hosi ALMAMOR nia parte maka ami sente Marvi hanesan únika artista ne’ebé ho jestora ne’ebé maka di’ak, tanba bele halo promosaun efetivu ba Marvi, kontrola Marvi atu bele iha disiplina ba kanta”, Henrique hato’o ba Tatoli iha Aeruportu Internasionál Prezidente Nicolau Lobato Komoro, segunda ne’e, hafoin akompaña Marvi ba aeruportu.

Nia dehan esperansa ALMAMOR maka oinsá Marvi hatudu talentu ne’ebé furak no manán iha kompetisaun refere.

Enkuantu, artista seniór, José Freitas “Pai Zé”, tenik hanesan artista tenke prepara án, labele hein to’o kompetisaun mosu maka involve, maibé lor-loron ka oras ba oras tenke prepara kondisaun, nune’e hetan konvite ruma bele prontu ona atu kompete.

“Ita haree Maria Vitória (Marvi) iha kompetisaun Dangdut Academy Asia 2 iha tinan rua liu-ba, ne’e dalan ida oinsá Timor ne’e ema koñese iha Ázia. Agora, nia (Marvi) iha pasu ida tan tanba hakat fali ona ba iha Europa (Portugal) entaun ita iha ona timoroan ida para bele hamorin Timor iha Europa”, haktuir.

Nia hatutan Marvi iha insting kompetisaun ne’e maka’as teb-tebes no sei lori Timor-Leste nia naran morin iha Europa.

Nu’udar aman, António Borges, dehan orgullu ba Marvi nia jestora no ALMAMOR ne’ebé buka dalan ba Marvi atu hakle’an ninia talentu dala ida ne’e tan iha estranjeiru.

“Ha’u nia esperansa maka nia ba tuir kompetisaun iha The Voice Portugal bele ultrapasa faze audisaun ninian”, dehan.

Jornalista: Xisto Freitas | Editora: Rita Almeida

Imajen: Maria Vitoria (Marvi) bainhira fila hosi Indonézia hafoin tuir kompetisaun muzika Dangdut iha estasaun televizaun Indosiar. Foto dokumentasaun Tatoli

Especialistas analisam estado da educação em Timor-Leste

Posted: 16 Jul 2018 09:24 PM PDT

Será que existem constrangimentos no âmbito do processo de desenvolvimento curricular que dificultam a construção de uma escola inclusiva que exige um currículo em mudança associado à gestão curricular, às mudanças no papel da administração nas escolas, às boas práticas profissionais da educação com o reconhecimento da autonomia das escolas e obstam a implementação dos documentos legais em vigor?

Esta é a pergunta de partida de um estudo realizado em Timor-Leste por um grupo de trabalho constituído por vários especialistas, onde se destacam os timorenses M. Azancot de Menezes, PhD em Educação pela Universidade de Lisboa, e Sabina da Fonseca, PhD em Língua Portuguesa pela Universidade Nova de Lisboa.

A pesquisa teve como principais finalidades conhecer os principais pontos de constrangimento no âmbito do processo de desenvolvimento curricular da Educação Pré-Escolar e dos 1º e 2º Ciclos do Ensino Básico, reflectir sobre as práticas pedagógicas dos educadores de infância, professores, directores e inspectores escolares no âmbito de um sistema educativo centrado nas escolas à luz dos normativos legais em vigor, bem como analisar a Lei de Bases da Educação e outros actos normativos, e acontece no seguimento das recomendações granjeadas pelo 3º Congresso Nacional da Educação de Timor-Leste realizado em 2017.

O Jornal Tornado está a preparar um dossier especial sobre educação em Timor-Leste e irá entrevistar alguns dos principais protagonistas envolvidos neste estudo que irão opinar sobre os pontos de constrangimento identificados e recomendações produzidas no âmbito da organização e gestão escolar, no campo do currículo, na vertente das necessidades educativas especiais, docência, educação de infância e inspecção escolar.

Este importante estudo, intitulado «Processo Educativo na Educação Pré-Escolar e no 1º e 2º Ciclos do Ensino Básico. Diagnóstico e Recomendações», foi realizado em Timor-Leste e tornado público no mês de Junho de 2018, numa edição do extinto Ministério da Educação e Cultura, por iniciativa da antiga Vice-Ministra Lurdes Bessa, e em que também foram autores, para além de Azancot de Menezes e Sabina da Fonseca, Antonieta Ferreira de Sousa de Jesus, Cipriana Santa Brites Dias, Crisódio Marcos Tilman Freitas de Araújo, Hélder do Carmo Afonso Sousa, Maria Filomena de Canossa Henrique Duarte, Mário Plácido e Rita Maria dos Reis de Morais.

Jornal Tornado

Moradores de aldeia indonésia matam 292 crocodilos em retaliação por morte de homem

Posted: 16 Jul 2018 09:04 PM PDT

Jacarta, 16 jul (Lusa) – Os moradores de uma aldeia na província de Papua Ocidental, na Indonésia, mataram cerca de 292 crocodilos em retaliação contra a morte de um homem atacado por um dos répteis, informaram as autoridades.

Basar Manullang, chefe local dos Serviços de Conservação de Recursos Naturais, disse hoje que, no sábado foram mortos 292 crocodilos por dezenas de moradores após o funeral de um homem de 48 anos que foi morto pelos répteis depois de entrar na zona de criação dos animais, onde ia apanhar alimento para o seu gado.

Os moradores mataram os répteis, que mediam entre 10 centímetros e dois metros de comprimento, “com objetos afiados, martelos, blocos de madeira e pás”, afirmou Basar Manullang, em comunicado.

A polícia está a incentivar a mediação entre a família da vítima e Mitra Lestari Abadi, responsável pela propriedade, que tem licenças adequadas para o refúgio de crocodilos, uma espécie protegida na Indonésia.

A Indonésia é um dos países com maior biodiversidade do mundo e tem centenas de espécies ameaçadas de desenvolvimento industrial e agrícola, incluindo o orangotango e o rinoceronte de Sumatra e Java.

RAZR/FPA // FPA

Empresários dizem que lusófonos vão liderar economia mundial em 20 anos

Posted: 16 Jul 2018 08:57 PM PDT

Santa Maria, Cabo Verde, 16 jul (Lusa) – Os empresários lusófonos defendem a aposta no pilar económico da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) para que, dentro de 20 anos, estes Estados sejam “líderes globais da economia”, disse hoje em Cabo Verde o presidente da Confederação Empresarial.

“Queremos posicionar-nos para sermos daqui a duas décadas, com os recursos que nós temos, líderes globais da economia. E temos condições para isso, falta é coragem política. Os empresários já têm esta visão e bem amadurecida”, afirmou hoje o presidente da CE-CPLP, Salimo Abdula, após um encontro com o Presidente cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, à margem do Conselho de Ministros da CPLP, que decorre hoje em Santa Maria, ilha cabo-verdiana do Sal.

Os empresários esperam “agora que haja essa coragem política e que os políticos abram as autoestradas, que os empresários farão o resto”.

A CE-CPLP propõe que seja facilitada desde já a mobilidade de cidadãos entre os países africanos de língua portuguesa (PALOP), “pelo menos, enquanto não se resolve a questão de Portugal face à União Europeia”, devido ao acordo de Schengen, relativo à livre circulação de pessoas, bens, serviços e capitais.

A Confederação espera que da XII conferência de chefes de Estado e de Governo da CPLP, que se realiza entre terça e quarta-feira em Santa Maria, se registem avanços na questão da mobilidade.

“Queremos uma abertura completa de todos os passaportes da CPLP, que haja uma livre circulação, pelo menos para 90 dias, em que o cidadão lusófono possa circular livremente”, defendeu Salimo Abdula.

Portugal e Cabo Verde apresentaram no ano passado uma proposta que prevê total liberdade de residência (para trabalhar ou estudar) dos cidadãos lusófonos em qualquer país da comunidade.

Questionado se o facto de os diferentes países integrarem organizações regionais – como a União Europeia, a Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC, na sigla em inglês), a Comunidade Económica de Estados da África Ocidental (CEDEAO) ou o Mercosul – pode ser um impedimento para a livre circulação, o presidente da CE-CPLP considerou que é antes “uma vantagem”.

“Usamos isso como um complemento de criarmos e participarmos num espaço muito maior do que aquele que detemos apenas como CPLP”, sustentou.

Os empresários realçam que os países lusófonos têm em comum a língua portuguesa – que, estimam, representa 17% das economias -, algo que facilita a realização de negócios entre si.

Outras medidas que a CE-CPLP preconiza incluem legislação que elimine a dupla tributação ou a constituição de um banco de desenvolvimento ou de uma instituição financeira que possa apoiar o desenvolvimento dos recursos.

“Tudo isso só será possível se houver uma visão comum da CPLP para se afirmar no espaço global”, insistiu Salimo Abdula.

Durante a XII conferência de chefes de Estado e de Governo da CPLP, com o lema “Cultura, Pessoas e Oceanos”, Cabo Verde vai assumir o exercício da presidência desta organização, durante o período de dois anos.

Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste são os Estados-membros da CPLP.

JH/RYPE // EL

You are subscribed to email updates from TIMOR AGORA.
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google, 1600 Amphitheatre Parkway, Mountain View, CA 94043, United States
Publicado em AICL no tag | Tags | Deixe o seu comentário

17.7.18 notícias pg global

PÁGINA GLOBAL

Continuar a ler

Publicado em AICL no tag | Tags | Deixe o seu comentário

Afinal quem salva a SATA ?

Afinal quem salva a SATA ?
Temos um salvador, que com os seus conhecimentos governativos e de grandes negócios para a Região que ao longo dos anos, tem efetuados, por exemplo, a SINAGA, a Fábrica Santa Catarina, para não falar na solução híper-super, do Hotel Casino, etc. Falo de um grande, e pequeno homem. Grande pelo poder, pequeno pelo tamanho. Mas atenção, os homens não se medem aos palmos. Até eu sou pequeno, mais pequeno do que ele. Mas não é a altura de falar em tamanhos, mas sim a altura de falar em salvar. Mas ainda não vos falei no nome. Pois, é este mesmo Sérvio Ávila, atual vice-presidente do GRA. Ele tem a oportunidade de oiro de praticar tudo aquilo que aprendeu e a Região precisa dele neste projeto, que lhe vou chamar a “Salvação Regional da Mobilidade aérea”.
Diz o ditado sábio, para grandes males, grandes remédios. Estamos numa emergência. Verdade, uma grande emergência. Estamos num período de um precipício sem retorno. Há que salvar a SATA e, com dívidas que se vão acumulando atrás uma das outras, que só em 2017 são 41 milhões de euros. Sabem quando cabe a cada açoriano (dos 0 aos 110 anos)? São uns miseramos 167 euros por pessoa. Pouco? Não, muito dinheiro, mas muito dinheiro, somando aos buracos conhecidos desta empresa e de outras como ATLÂNTICOLINE. Poder-me-iam dizer que são os custos da insularidade. Uma pequena parte até o é, mas a outra e grande parte não é. É tudo aquilo que possam pensar… sim má gestão, por exemplo. E o acionista (todos os açorianos) estão pávidos e serenos, sem que possa pedir responsabilidades. Como eu, tu e nós, enquanto acionista não podemos fazer nada, a não ser desembolsar, tem os partidos que nos representam a devida responsabilidade de pedir as devidas responsabilidades. Se há algo de errado, então que se chame a justiça.
E agora, porque razão venho eu pensar no dr Sérgio Ávila. Simples, homem conhecedor (?) da economia Açoriana, que sempre que lhe vem uma ideia à cabeça de cor prateada (endenta-se que é analogia poética aos seus cabelos brancos, coisa que já não posso dizer os mesmos, que já são parcos os meus brancos cabelos), arranja uma solução. Consegue diminuir (?) o desemprego, aumentar (?) o investimento, atingir (?) a taxa de execução dos programas comunitários na casa dos 80% (?). Podia aqui dissertar muitas outras virtudes deste grande, mas pequeno homem. Mas faço um repto, demitia-se da vice e sugere ao Dr. Vasco Cordeiro, a constituição de um CA para salvar a nossa, sim nossa porque estamos a pagar, SATA e assim seguia-se um único caminho de não retorno. Aqui via-se a valentia deste grande, mas pequeno homem, na gestão do bem comum, de ativo de todos nós. Fica aqui o repto e tem agora a oportunidade de fazer valer aquilo que val(e) (Valor atual líquido).
Se alguém for amigo nesta rede social do dr Sérgio Ávila, faça chegar este repto.
Bons voos altos, que os euros, estes estão a voar por baixo.

No automatic alt text available.
Comments
Publicado em AICL no tag | Tags | Deixe o seu comentário

Evite estas companhias aéreas. São as 10 piores em 2018

Percorra a galeria e conheça as 10 piores companhias aéreas do mundo, que deve evitar nas suas férias.

Source: Evite estas companhias aéreas. São as 10 piores em 2018

Publicado em AICL no tag | Tags | Deixe o seu comentário

NÃO HÁ $$ PARA PROFES PORQUE OS Ex-políticos vão receber subvenções vitalícias com retroativos

Decisão tem impacto orçamental na casa dos 10 milhões de euros e permitirá aos beneficiários receber retroativamente o que perderam

Source: Ex-políticos vão receber subvenções vitalícias com retroativos

Publicado em AICL no tag | Tags | Deixe o seu comentário

proteção de pessoas idosas ou com deficiênciaLei 30/2018, 2018-07-16 – DRE

Diário da República n.º 135/2018, Série I de 2018-07-16, Regime extraordinário e transitório para proteção de pessoas idosas ou com deficiência que se 115698900

Source: Lei 30/2018, 2018-07-16 – DRE

Publicado em AICL no tag | Tags | Deixe o seu comentário

r&d PESQUISA E iNVESTIGAÇÃO

facility.myleus.com
A quantidade de pesquisadores sendo formados aumentou muito e eles…
Publicado em AICL no tag | Tags , | Deixe o seu comentário

ANALFABETISMO (DIS)FUNCIONAL

www1.folha.uol.com.br
A pesquisa Indicador de Alfabetismo Funcional, conduzida pelo Instituto…
Publicado em AICL no tag | Tags | Deixe o seu comentário

SATA O DESASTRE ANUNCIADO, OSVALDO CABRAL

TODOS OS DETALHES EM ANEXO 2018-07-17

38 mins

Diário dos Açores 17-07-2018

Image may contain: Osvaldo José Vieira Cabral, smiling, text

Comment

Afinal quem salva a SATA ?
Temos um salvador, que com os seus conhecimentos governativos e de grandes negócios para a Região que ao longo dos anos, tem efetuados, por exemplo, a SINAGA, a Fábrica Santa Catarina, para não falar na solução híper-super, do Hotel Casino, etc. Falo de um grande, e pequeno homem. Grande pelo poder, pequeno pelo tamanho. Mas atenção, os homens não se medem aos palmos. Até eu sou pequeno, mais pequeno do que ele. Mas não é a altura de falar em tamanhos, mas sim a altura de falar em salvar. Mas ainda não vos falei no nome. Pois, é este mesmo Sérvio Ávila, atual vice-presidente do GRA. Ele tem a oportunidade de oiro de praticar tudo aquilo que aprendeu e a Região precisa dele neste projeto, que lhe vou chamar a “Salvação Regional da Mobilidade aérea”.
Diz o ditado sábio, para grandes males, grandes remédios. Estamos numa emergência. Verdade, uma grande emergência. Estamos num período de um precipício sem retorno. Há que salvar a SATA e, com dívidas que se vão acumulando atrás uma das outras, que só em 2017 são 41 milhões de euros. Sabem quando cabe a cada açoriano (dos 0 aos 110 anos)? São uns miseramos 167 euros por pessoa. Pouco? Não, muito dinheiro, mas muito dinheiro, somando aos buracos conhecidos desta empresa e de outras como ATLÂNTICOLINE. Poder-me-iam dizer que são os custos da insularidade. Uma pequena parte até o é, mas a outra e grande parte não é. É tudo aquilo que possam pensar… sim má gestão, por exemplo. E o acionista (todos os açorianos) estão pávidos e serenos, sem que possa pedir responsabilidades. Como eu, tu e nós, enquanto acionista não podemos fazer nada, a não ser desembolsar, tem os partidos que nos representam a devida responsabilidade de pedir as devidas responsabilidades. Se há algo de errado, então que se chame a justiça.
E agora, porque razão venho eu pensar no dr Sérgio Ávila. Simples, homem conhecedor (?) da economia Açoriana, que sempre que lhe vem uma ideia à cabeça de cor prateada (endenta-se que é analogia poética aos seus cabelos brancos, coisa que já não posso dizer os mesmos, que já são parcos os meus brancos cabelos), arranja uma solução. Consegue diminuir (?) o desemprego, aumentar (?) o investimento, atingir (?) a taxa de execução dos programas comunitários na casa dos 80% (?). Podia aqui dissertar muitas outras virtudes deste grande, mas pequeno homem. Mas faço um repto, demitia-se da vice e sugere ao Dr. Vasco Cordeiro, a constituição de um CA para salvar a nossa, sim nossa porque estamos a pagar, SATA e assim seguia-se um único caminho de não retorno. Aqui via-se a valentia deste grande, mas pequeno homem, na gestão do bem comum, de ativo de todos nós. Fica aqui o repto e tem agora a oportunidade de fazer valer aquilo que val(e) (Valor atual líquido).
Se alguém for amigo nesta rede social do dr Sérgio Ávila, faça chegar este repto.
Bons voos altos, que os euros, estes estão a voar por baixo.

No automatic alt text available.
Comments
Publicado em AICL no tag | Tags | Deixe o seu comentário

IN ANOTHER COUNTRY IT WOULD BE TREASON

Reply22m

Publicado em AICL no tag | Tags | Deixe o seu comentário

relações humanas e VAR

Carlota Joaquina shared a post to the group: Liberta a expressão.

55 mins

Na avenida, nas portas do mar e nalgumas artérias comerciais da nossa cidade, vão ser instaladas VAR’s para dirimir alguns conflitos nas relações humanas e sociais.

-0:42
524 Views

Eduardo Elias da Silva

O VAR … na Rua…

Publicado em AICL no tag | Tags | Deixe o seu comentário

Fernando Sylvan, uma biografia por J Bárbara Branco

Crónica 204 fernando Sylvam uma autobriografia

Publicado em AICL no tag | Tags | Deixe o seu comentário