MARIA DE MEDEIROS EM BRASILIA

Maria de Medeiros em palco no CCBB de Brasília com “Aos Nossos Filhos”

Brasília – A
cineasta e atriz portuguesa Maria de Medeiros entra nesta sexta-feira
(1) em cena, no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), em Brasília,
com o espetáculo teatral “Aos Nossos Filhos”, contracenando com Laura
Castro e sob direção de João das Neves.

 Leia mais

FERNANDO NAMORA

Fernando Namora nasceu a 31 de Janeiro.Em sua memória aqui deixo o seu poema Segredo.

Meu pai tinha sandálias de vento
Só agora o sei.Tinha sandálias de vento
E isto nem sequer é uma maneira de dizer
Andava por longe os olhos fugidios a expressão em nenhures
Com as miraculosas instantaneidades que nos fazem estar em todos os sítios.

Andava por longe meu pai sonhando errando vadiando
Mas toda a sua ausência era
O malogro de o ser
Só agora o sei.
Andava por longe ou sentíamo-lo longe
Vem a dar no mesmo
E no entanto víamo-lo sempre
Ali plantado de imobilidade absorta
No cepo de carvalho raiado de negro
A que o caruncho comera o miolo
Como as lagartas esvaziam as maçãs
Estranhamente quieto murcho resignado
No seu estranho vadiar
Os olhos aguados numa tristeza que hoje me dói
Como um apelo perdido uma coragem abortada
Ausência era tão de mágoa urdida tão de fracasso tingida
Ausência era
Altiva e desolada altiva e triste sobretudo triste
Tristeza sim tristeza solene e irremediada
Só agora o sei.

Às vezes parecia-me uma águia que atravessa os ares
Sulco azul
Que nada distingue do azul onde foi sulcado
E por isso nem é águia nem ao menos
O que do seu voo resta para que
O sonho se faça real.

Meu pai era um homem com as nostalgias
Do que nunca acontecera e isso minava-o víscera a víscera
Como as tais lagartas esfarelam as maçãs
E então sei-o agora calçava as agéis sandálias
Miraculosamente leves soltas imaginosas
Indo de acaso em acaso de astro em astro
Eram de vento as suas sandálias fabulosas
Levando-o aonde mais ninguém poderia chegar.

Os outros não o sabiam nem eu o sabia
Só o víamos sentado no cepo velho
Raiado de negro como uma estrela fossilizada
Por isso tudo era para ele mais irremediável e triste
Sei-o agora tarde de mais
Tarde de mais é uma dor de remorso
Que me consome víscera a víscera
Como as tais lagartas esfarelam as maçãs.
Mas de qualquer modo existe um segredo
De que ambos partilhamos
Ciosamente avaramente indecifradamente
Como astutos conspiradores que fazem do seu segredo
Um mágico tesouro inviolado.
Um segredo simples:
O que sentiste pai
Sinto-o eu agora por ambos
Sinto-o por ti
Sinto-o por mim.

Ainda que por ele devorados.

Photo

Like

ramos horta/guiné-bissau

Parlamento Timorense Felicita e Reitera Apoio a Ramos-Horta

Breves palavras
Proferidas por
Jose Ramos-Horta,
Representante Especial
do Secretario-Geral da ONU
Para a Guiné-Bissau
Na Sessão Extraordinária
Do
Parlamento Nacional
De Timor-Leste
Dili, 31 de Janeiro de 2013
Sr. Presidente do Parlamento Nacional, Dignissimos Deputados,
Muito honrado me sinto pelo vosso amável convite para comparecer nesta augusta Casa para partilhar com os distintos deputados e, através de Vossas Excelências, com a nossa sociedade, algumas breves reflexões sobre a missão de que fui incumbido por Sua Excelência Ban Ki-moon Secretario-Geral da ONU, como seu Representante Especial para a Guiné-Bissau.
Registo e agradeço a resolução adotada por esta Magna Assembleia sobre a situação no pais irmão Guiné-Bissau e igualmente pelo vosso apoio solidário.
Nao sou o primeiro Timorense a servir numa Missao da ONU. Muitos tem servido a causa da solidariedade, paz e cooperação, em nome da ONU, em muitas zonas do mundo, algumas em conflito, e em posições de liderança como sao os casos da Dra. Milena Pires, membro da CEDAW e Dra. Emília Pires, Membro do Painel de Alto Nível para o Pôs-2015, estabelecido pelo Secretario-Geral da ONU e co-presidido pelo Sr. Presidente da Indonésia, Dr. Susilo Bambang Yudhoyno.
O nosso Povo pode orgulhar-se desses nossos irmãos que tem servido as causas da paz, desde o Kosovo ao Afeganistão, Líbano, Darfur, Sudão do Sul, Congo, Libéria, Serra Leoa, Guiné-Bissau. Elementos civis e militares serviram com dignidade como UNVs ou como parte integrante das forcas de manutenção de paz da ONU.
Acabo de regressar depois de um mês de ausência preenchido com inúmeras atividades em varias cidades, em três continentes – Nova Iorque, Lisboa, Munique, Davos (World Económico Forum) e Adis Abeba – participando em atividades varias, relacionadas com as minhas novas funções ou cumprindo comprimissos assumidos anteriormente a minha nomeação para tão honrosa missão.
Estive uma semana em Nova Iorque para me familiarizar com todos os aspectos substanciais e formais da minha missão, tendo recebido excelente cooperação de todos os Departamentos.
O Sr. Secretario-Geral tem sido de grande simpatia pessoal e apoio firme. Os meus colegas seniores no sistema assim como os de outros escalões hierárquicos foram igualmente calorosos e solidários.
Em NY estive reunido com a Sra. Hellen Clark, Administradora da PNUD, e com membros do Conselho de Segurança, da Comissão Economica para o Desenvolvimento da África Ocidental (CEDAO), Peace Building Commission e nossos irmaos da CPLP acreditados juntos a ONU.
Em Lisboa reuni com o Sr. Embaixador Isaac Murarji, Sec. Exec., diplomata muito experiente e grande amigo de Timor-Leste, e diplomatas dos oito países membros da CPLP.
Sr. Presidente, Srs. Deputados, nao vou fazer aqui uma analise exaustiva e o diagnostico das raízes e causas da situação delicada que continua a prevalecer na Guiné-Bissau.
O relatório do Sr. Secretario-Geral apresentado ao CdS em Dezembro passado relata com rigor a situação prevalecente naquele pais irmão.
As Resoluções do CdS refletem a preocupação com que a comunidade internacional encara a situação na Guine-Bissau.
Muitos outros relatórios como o do International Crisis Group (ICG) oferecem igualmente uma visão clara, detalhada, do problema.
Em resumo, a situação que prevalece na GB há mais de uma década pode caraterizar-se por:
1. Grande fragilidade do Estado;
2. Extrema pobreza, com indicadores sociais extremamente baixos;
3. Instabilidade política persistente;
4. Fragilidades e fissuras no Exercito;
5. Intervenção frequente de militares na vida política nacional;
6. Penetração dos cartéis de droga Sul-Americanos na Guiné-Bissau e em muitos outros paises da região, exacerbando as dificuldades naqueles países, criando novos focos de crime, tensões e perigos.
Integrei a delegação do Sr. Secretario-Geral na Cimeira da União Africana a qual decorreu na capital etíope.
Na Cimeira de Adis Abeba tive a oportunidade de encetar dialogo com alguns dirigentes africanos diretamente interessados e envolvidos no apoio a paz e desenvolvimento da Guiné-Bissau, orientando-me sempre pelas recomendações do Secretario-Geral e do CdS no sentido de criarem-se pontes de dialogo e consenso entre todos os intervenientes internacionais para se chegar a uma estratégia comum.
O Representante Especial da Uniao Africana na Guine-Bissau, o Emb Ovideo Pequeno, ex-Ministro de Negocios de São Tomé e Principe, respeitado e experiente diplomata, elucidou-me com muita eloquencia sobre a complexidade do problema e assegurando-me todo o seu apoio.
Sr. Presidente, Digníssimos Deputados,
Nos meses precedendo a minha nomeação para este alto cargo, desde o final do meu mandato presidencial em 19 de Maio de 2912, realizei inúmeras viagens internacionais, proferindo palestras em prestigiadas Universidades, Instituições publicas e privadas, nomeadamente, nos EUA, Alemanha, Bangladesh, Indonesia, Japão, Austrália, etc.
Algumas palestras versavam sobre os grandes temas de atualidade na Ásia, os desafios de paz e segurança, de desenvolvimento e prosperidade nesta grande região do mundo, onde vive metade da população mundial.
Mas sempre atento a esta nossa Terra Sagrada, também fiz marketing político do nosso pais, partilhando com milhares de ouvintes em vários continentes, as boas novas de paz, segurança e estabilidade, dos sucessos e dos muitos desafios; da parceria solidaria com a ONU, suas Agencias, Programas e Fundos, e outros parceiros multi-laterais como o Banco Mundial, o Asian Development Bank, a Comissão Europeia e os nossos muitos parceiros bi-laterais.
Como nao podia deixar de o fazer, salientei a excelente e frutuosa parceria com a UNMIT, sucesso assinalado pelo fim da Missao em Dezembro de 2012 e fim da presença no nosso solo da ISF.
Aceitei, nao sem alguma hesitação, o convite que me foi dirigido pelo Sr. Secretario-Geral da ONU pois em Setembro do ano passado, numa reunião realizada em Bangcoque, um grupo de ex-Chefes de Estado, de Governo e Ministros de Negócios Estrangeiros da Ásia, decidimos lançar uma organização nao-estatal, intitulada Conselho Asiático para a Paz e Reconciliação, (APRC) vocacionada para a facilitação do dialogo e mediação, na busca de solução para os muitos conflitos que afetam a nossa grande região.
Senti-me muito honrado em fazer parte deste grupo de estadistas e personalidades de grande experiencia e prestigio, adquiridos ao longo de décadas ao serviço dos seus respetivos países e pela paz e cooperação na Ásia e no Mundo.
Continuarei ligado ao grupo e colaborarei na medida do possível.
Apelo a Sua Excelência Sr. Primeiro Ministro e aos senhores deputados que apoiem o APRC para que Timor-Leste possa aumentar a sua visibilidade e relevância na Ásia e cimentando assim as nossas credenciais como potencial membro ativo da ASEAN.
Como dizia, por estas razoes referidas, hesitei em aceitar o convite formulado pelo Sr. Secretario-Geral. Informados da importância e natureza da missão de que fui incumbido pelo SG da ONU os meus colegas na APRC endereçaram-me mensagens de felicitações, encorajamento e apoio.
Mas as nossas ligações históricas e envidamento moral para com a Guiné-Bissau e outros países expressão oficial Portuguesa (CPLP), baluarte diplomatico nas primeiras duas decadas da nossa luta, cimentadas em valores comuns de solidariedade entre os povos, prevaleceram sobre outras considerações.
Os Srs. Presidente da Republica, Presidente do Parlamento Nacional e Primeiro Ministro encorajaram-me a aceitar este novo desafio, como uma modesta contribuição aos irmãos da Guiné-Bissau, da CPLP, África e a ONU.
Sua Excelência o Secretario-Geral da ONU confiou em mim a nobre e extremamente complexa missão de ajudar a classe política e militar Bissau-Guineenses, estalecendo pontes de dialogo, criando parcerias e consensos a nível nacional e regional, com vista a restabelecer-se naquele pais irmão, a Ordem Constitucional, a paz e estabilidade.
Tudo farei para bem servir os irmãos Bissau-Guineenses, na sua luta pela paz e liberdade; honrar o bom nome do Secretario-Geral da ONU que confiou em mim esta honrosa e complexa missão e honrar o bom nome do nosso Povo.
Excelencias, deixo a nossa Terra Sagrada entregue em boas mãos, mãos experientes, calejadas pela luta e sofrimento.
Sempre procurando apoiar-se em vos, Digníssimos Irmãos Deputados eleitos do Povo, e beneficiando de vossa sabedoria, tenho a certeza que os nossos dois Irmãos mais velhos, Presidente Taur Matan Ruak e Primeiro Ministro Xanana, continuarão a conduzir o nosso povo nos caminhos da paz e harmonia, da lei, ordem e justiça, do desenvolvimento real e sustentável.
Eu tenho a certeza que os nossos dois irmãos, artífices da nossa libertação, saberão continuar a política de unidade nacional, reconciliação, inclusão e tolerância, abraçando todos, fazendo todos sentir que fazem parte deste nobre empreendimento de construção de um Pais livre, um Estado social e justo.
Como sempre, onde quer que eu esteja, pedirei nas minhas preces a Deus Nosso Senhor, o Todo Poderoso e o Todo Bondoso, que continue a olhar pelo nosso povo amado e a iluminar os governantes e senhores deputados para continuarem a bem servir o Povo.
FIM

Add your comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *
 *
 *
You may use these HTML tags and attributes:<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

timor lorosae notícias 1 fevereiro

TIMOR LOROSAE NAÇÃO – diário





Posted: 31 Jan 2013 02:58 PM PST
Radio Liberdade Dili– Kinta, 31 Janeiru 2013 – Autor Santino Dare Matias 
Radio,
online – Iha 28 Janeiru 2013 Tribunál Distritál Dili hala’o julgamentu
ba krime violénsia doméstika no kontinua fali audensia leitura ba
sentensa iha 29 Janeiru 2013.

Informasaun
ne’e radioliberdadedili.com asesu liu husi via email Kinta, (31/01),
husi Justice System Monytoring Programe, (JSMP). 

Ministériu
Públiku akuza katak iha 18 Fevereiru 2011, iha Kampung Alor Dili,
arguidu Dominggos Colo prátika krime hasoru  nia  kónjuje Amelia Abi.
Motivu husi akontesementu ne`e tanba deit  arguidu tarde  fila husi
servisu fatin  no modo laiha  mak  lezada  hirus. Tanba ne’e,  arguidu
buti lezada  nia  kakorok, soku iha oin no  kotuk. 

“JSMP
fiar katak tribunál iha konviksaun rasik ba kualker atribuisaun ba
forma pena aplikavel sira, maibé pena multa la han-malu ho konseitu
violénsia doméstika hanesan krime públiku,” dehan Diretór JSMP Luis de
Oliveira Sampaio.

Ministériu
Públiku akuza arguidu  kontra artigu 145 Kódigu Penál, kona-ba ofensa
ba integridade fízika simples no konjuga ho Lei Nú. 7/2010 Lei Kontra
Violénsia Doméstika. Ministériu Públiku husu ba tribunál atu kondena
arguidu ho pena admoestasaun tanba arguidu konfesa faktus. 

Defeza mós husu ba tribunál atu mantéin ho pena admoestasaun ne’ebé hato`o husi Ministériu Públiku.  

Iha
julgamentu arguidu deklara  katak la’os buti no soku lezada,  arguidu 
basa dala ida iha  lezada nia hasan tanba koalia barak. Iha lezada nia
deklarasaun ba tribunál hamosu faktus kontradisaun kona-ba  motivu husi 
kazu ne’e,  ho nune`e Ministériu Públiku husu akareasaun, tribunál
konsidera tuir artigu 116 no 140.

Kódigu
Prosesu Penál fó tempu ba lezada no arguidu ko’alia loloos motivu husi
problema. Tribunál konfirma lezada nia deklarasaun hanesan ho arguidu
tanba ne’e Ministériu Públiku hato’o ba tribunál la presiza rona
depoimentu husi testamuña tanba arguidu deklara verdade.

Iha
julgamentu leitura sentensa, faktus provadu mak arguidu basa dala ida
lezada nia hasan sorin loos. Faktus la provadu mak arguidu la buti
kakorok, soku iha oin no kotuk. 

Bázeia
ba faktu hirak ne’e, tribunál deside pena multa ho valor $ 37.50 ne’ebé
sei selu gradualmente $ 0.50 sentavos kada loron durante loron 75 nia
laran. Wainhira arguidu  la kumpri pena refere, tribunál sei aplika pena
alternativa loron 50 iha prizaun. 

Kazu
ne’e rejista iha tribunál ho Númeru Prosesu: 526/2011/TDD. Julgamentu
prezide husi Dra. Jasinta Correia da Costa. Dr. Vicente Brites husi
Ministériu Públiku no arguidu hetan defeza husi Dr. Tomas Goncalves
advogadu privadu (estajíadu). 


Posted: 31 Jan 2013 09:11 AM PST
A
companhia aérea indonésia Batavia Air suspendeu hoje todas as
operações, incluindo os voos para Timor-Leste, depois de na quarta-feira
o Tribunal Comercial de Jacarta ter declarado a falência da empresa,
noticia o “Jakarta Post”.

“A
administração (da Batavia Air) aceita a decisão e vai parar todas as
operações a partir do dia 31 de janeiro”, disse o advogado da empresa,
citado pelo Jakarta Post.
A companhia garantia voos diários para Timor-Leste.
Segundo
o jornal, o pedido de falência contra a Batavia Air foi apresentado por
uma empresa internacional de aluguer de aviões, depois da companhia
aérea indonésia ter falhado o pagamento de 4,68 milhões de dólares
(cerca de 3,44 milhões de euros) relativos ao aluguer de dois Airbus 330
por um período de três anos.
Os airbus foram alugados para transportar peregrinos indonésios para Meca.
A Batavia Air começou a operar em 2002 e em 2012 voava para 44 destinos, incluindo Timor-Leste e Singapura.


Posted: 31 Jan 2013 09:05 AM PST
When
his car got caught in a traffic jam in the capital of Dili, Gusmao
hopped out and starting directing drivers to clear a path.

ADAM EDELMAN / NEW YORK DAILY NEWS – JANUARY 7, 2013

Do the responsibilities of a commander-in-chief include directing traffic?

In the tiny South Asian nation of East Timor, the answer appears to be yes.

Xanana Gusmao,
the prime minister of the small island nation, temporarily acted as a
traffic cop Monday after his car got stuck in a heavy traffic jam
outside the presidential office in the nation’s capital, Dili.

Gusmao, without hesitation, exited his car and began directing drivers to try to clear the congestion, NBC News reported.

East
Timor, which comprises the eastern half of the small island of Timor,
south of the Indonesian archipelago, achieved its independence from
Indonesian rule in 2002.

Gusmao,
a 66-year-old former militant who helped fight for the nation’s
independence, has been awarded several prizes, including the Sakharov
Prize for Freedom of Thought and the Sydney Peace Prize, for his efforts
to help liberate East Timor.


* Fotos Antonio Dasiparu / EPA

Posted: 31 Jan 2013 08:31 AM PST
Asian gaming firm PhilWeb Corp. has reported a 20-percent year-on-year rise in its net income in 2012 to P1.1 billion.

The
fastest growth in the company was reported by PhilWeb’s Asia Pacific
subsidiary, which operates scratch card businesses in Cambodia and Timor Leste and a sweeps center in Guam.

The
Asia Pacific unit brought in 9 percent of total revenues, driving
PhilWeb’s consolidated total revenue line to P1.5 billion, a 27-percent
improvement from 2011.

PhilWeb Asia Pacific president Mike Grandinetti said that the company will soon be opening its firste-Games café in Timor Leste.
“This expansion means that e-Games will now become a regional brand for
PhilWeb’s quality electronic gaming solutions,” he said.

In
the Philippines, the company has 277 e-Games cafés. It has also set up a
company to produce electronic gaming terminals with a built-in bill
acceptor, card reader and ticket-in, ticket-out printer.

PhilWeb
has also received a certification from the Philippine Economic Zone
Authority (PEZA) for its new gaming terminal business, e-Magine Gaming
Corporation. — BM, GMA News


Posted: 31 Jan 2013 08:18 AM PST

After
so much time away from home, Colonel Martin Dransfield was in danger of
becoming the Robinson Crusoe of the New Zealand Defence Force.

Touched by what he has witnessed in East Timor, he tells Jimmy Ellingham about his two tours of duty.

Some things never change in East Timor. The heat for one.

But in little more than a decade, the small nation to the north of Australia has gone from chaos to peace and stability.

One
New Zealander has seen the country at its moment of need and was there
when foreign forces pulled out after the successful staging of
democratic elections last year.

Colonel
Martin Dransfield was the commanding officer of the second battalion of
Kiwi troops to East Timor in 2000 after trouble erupted as it attempted
to gain independence from Indonesia.

Ten years later, he returned as chief military liaison officer for the United Nations mission.

The tanned and lithe military veteran reflects on his “unique” position in seeing a country develop so much, so fast.

Dransfield is back in New Zealand now, settled at his property at Matahiwi in Wairarapa.

While
too modest to say it himself, his daughter compared his homecoming with
the triumphant Hobbits returning to The Shire in The Lord of the Rings,
where most were oblivious to the good work of those returning.

Dransfield
and many other New Zealand soldiers serving in East Timor in the early
part of last decade and again from 2006 to 2012 all played their part in
calming down what was one of the world’s hotspots.

Dransfield
visits Palmerston North to see his daughter and son and takes time to
reflect on his latest two-year post to East Timor.

Three months earlier, the Manawatu Standard caught up with him at the UN base in Dili.

In
a small office, an air-conditioned oasis, Dransfield rattled off a slew
of statistics and canny observations about a place he immersed himself
in for two years.

In
one of the seemingly ubiquitous UN 4WDs he drove reporters 90 minutes
south of Dili to Madabeno, negotiating the rutted roads with a practised
mastery – fitting for someone who said he needed to go home before he
turned into Robinson Crusoe.

Once
at the village school he ran around in his army uniform, in the heat of
the day, for a game of football, exhibiting the energy needed in a job
that was really a seven-day-a-week affair.

He even managed to run a couple of marathons in the sapping humidity. He’s a man fit in body and mind.

Now he’s back home, Dransfield is proud of what has been achieved in East Timor.

He
has overseen the end of a process that turned a disorganised local
military into an army worthy of serving on a UN peacekeeping mission in
South Sudan.

“It’s
the transformation of a guerrilla force into a military force, into a
peacekeeping force. We’ve managed to achieve that in 11 years.”

Dransfield
has been in the army for 35 years. He joined up in Britain, serving in
Norway, Berlin and Northern Ireland, and transferred to New Zealand in
1988.

In his UN role he passed all the experience on and helped Timorese forces understand human rights and protection of citizens.

Dransfield was part of a multi-national team that included officers from Fiji, Nepal and Sierra Leone.

He
would have weekly meetings with the Timorese defence force chiefs. A
lot of the work focused on training and preparing the military for its
first overseas operation.

“We
did papers for them on things like cadet skills and their corrective
establishment. I would advise them on anything they asked about – for
example, maritime security, laws of the sea.

“Basically I acted as an adviser on things that were UN related.”

But
Dransfield wasn’t chained to his office. He travelled the length and
breadth of the country visiting military force bases every two to three
months.

His tours have convinced Dransfield East Timor is ready to look after its own security.

“It’s
very pleasing and satisfying to see that. I, for one, believe that the
timing is right to hand over and close the [UN] mission.

“But there’s still a requirement for the international community to remain engaged.”

Some 200,000 of East Timor’s inhabitants live in Dili, and life for many is still a basic subsistence living.

Dransfield doesn’t think there will be a sudden migration to the city.

“The
older generation is very much wedded to the land and subsistence
farming is very much wedded to their culture, so I don’t see the entire
population running to the city, because there’s no real need for it.”

There’s also a chance for old-world farms to turn into cash crops – coffee and rice.

What’s
needed is education and already there are links between East Timor and
universities in New Zealand, such as Massey, he says.

Timor’s economy is small, but there is talk of it joining the ASEAN group of nations.

“I
have great hope for Timor and they are sitting inside part of the world
economically that’s actually doing quite well at the moment.”

Ten
years ago the same could hardly be said and there were more problems in
2006, but Dransfield wasn’t called over to serve with Kiwi troops that
time.

“If I’d returned in 2006 that would have been very different.”

By 2011, though, there was “tangible development”. Dili had a mall and children wore school uniforms.

Even
in his two-year posting with the UN Dransfield noticed quick changes,
including the development of a slick road from the airport into town,
upgraded as part of the country’s 10th anniversary celebrations.

“By about May 2012 I suddenly realised that Dili had now become this city which people were really proud of.

“People
said, ‘This is our city. It’s no longer somebody else’s’. Bear in mind
[East Timor] hadn’t had its own independence for hundreds of years.”

That
goes back to the colonial-era Portuguese occupation of the country that
lasted until the 1970s. When they left, Indonesia violently filled the
void for the next 25 or so years until the struggle for independence was
victorious in 2002.

But there was still internal strife, and this continued for years. Hoards of displaced people camped out in Dili.

Now
Dransfield describes a city rapidly modernising and developing parks
and wi-fi areas on the waterfront. Other basic services, such as
electricity, are also expanding and a national power grid has been built
and will soon be turned on everywhere.

And
while the roads are bumpy in places, they are at least tarsealed,
different from the dusty trails in Afghanistan where Dransfield headed
the NZ Defence Force reconstruction team in 2009 and 2010.

The food’s a bit different from that at home and items such as milk and butter are considered luxuries.

There’s
cause for optimism and Dransfield says the thing he misses most about
East Timor is the positive attitude of the people. “Having said all
that, returning to New Zealand is magic.”

EAST TIMOR TIMLINE

1999: A
vote for independence triggers a violent backlash from pro-Indonesia
forces. Australia, New Zealand and then the United Nations enter the
country.

2000: Colonel
Martin Dransfield serves a six-month tour in East Timor. A young
soldier under his command, Private Leonard Manning, dies in combat.

2002: East Timor achieves independence. 2006: After a period of stability, trouble erupts again and foreign forces re-deploy.

2012: Parliamentary elections pass smoothly and the United Nations mission ends. Dransfield returns home after two years.

– © Fairfax NZ News

Posted: 31 Jan 2013 08:04 AM PST
Suara Timor Lorosae – Posting Husi: Josefa Parada

DILI
– University Darwin, iha tempu badak sei hasoru Primeiru Ministru (PM),
Kay Rala Xanana Gusmao, hodi koalia kona koperasaun akademika TL ho
Darwin iha area mina.

Ne’eduni,
PM Xanana bolu, Ministru Petroliu no Rekursu Minarai, Alfredo Pires atu
ba esplika no hare kona ba Universidade Darwin ne’ebe iha vontadi diak
atu fo bolsu estudu ba ema Timor oan sira atu ba estuda kona ba mina
ninian iha ne’eba.

“Sira
nia sentru treinu, ne’e diak nian konforme planu iha oin mai maka ita
hare, hira maka bele ba iha ne’eba,” hatete MPRM, Alfredo Pires,
bainhira hasoru malu ho PM, Xanana iha Palacio Governu, Dili, Kinta
(31/1). 
Nia
informa tan katak, kona ba relasaun ho Universidade Darwin ho akademiki
ba akademiku, tanba sira koalia kona ba mina, ne’eduni PM Xanana nia
mai atu bele esplika kona ba asuntu ida ne’e. Informasaun kompletu iha
STL Jornal no STL Web, edisaun Sesta (1/2). Oscar Salsinha


Posted: 31 Jan 2013 07:58 AM PST
…1000 Kada Tinan

Suara Timor Lorosae – Posting Husi: Josefa Parada

DILI
– Esforsu Timor Leste atu sai membru Asean kleur ona, Maibe to’o oras
ne’e Timor Leste seidauk sai Membru Asean tan hare husi parte
intelektual timor oan sira nian kompara ho membru Asean no mos rekursu
umanu iha rai laran nebe sei menus.

Tuir
Ministru Negosiu Estrajeiru (MNE) Jose Luis Guterres (Lugu) katak,
Timor Leste Komesa husi tinan 1974 nebe hahu Fundasaun movimentu
Libertasaun Indepensia  Timor leste kuandu hetan independensia hakarak
sai Membru Asean durante iha tempu funu mantein nafatin poziasaun nebe
mak iha Tiha ona.


Ita tama asean laos tama deit maibe ita tenki prepara alterasaun lei
nebe mak ita presija halo atu nune ita konforme ho lei asean ninian, ita
tama asean ita partisipa asean bele too rihun ida (1000 red) kada
tinan, “ dehan MNE Lugu ba STL Iha uma Fukun Parlamentu Nasional hafoin 
partisipa iha Seremonia Mensazen ikus deputadu sira ba Eis Prezidente
Jose Ramos Horta atu ba Iha Guine Bisau.

Nia
hatatan mos katak Kuandu Timor Leste atu sai membru Asean, tenki loke
merkadu no rai ba ema tomak nasaun Asean ninian, tan ne’e timor oan
presiza preparadu iha area seitor privadu nasional kompete ho empreza
sira seluk nebe mai ho Asean. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL
Web, edisaun Sesta (1/2). Timotio Gusmão 

Posted: 31 Jan 2013 03:59 AM PST
MSE – MLL – Lusa

Díli,
31 jan (Lusa) – O secretário-geral da Frente Revolucionária do
Timor-Leste Independente (Fretilin), Mari Alkatiri, disse hoje à agência
Lusa que vai ocupar o seu lugar no parlamento como deputado durante a
discussão do Orçamento de Estado para 2013.

“Eu
vou ocupar o meu lugar no parlamento. Vou apresentar uma perspetiva
diferente daquilo que existe na lei do orçamento”, afirmou à Lusa Mari
Alkatiri, no final de uma palestra na Universidade Nacional de
Timor-Leste.

Segundo
o antigo primeiro-ministro timorense, o objetivo da sua presença no
parlamento “não é confrontar”, mas ajudar a encontrar “soluções mais
consentâneas com a atual situação e com as políticas de combate à
pobreza”.

Das quatro formações políticas representadas no parlamento timorense, a Fretilin é o único partido na oposição.

Nas
eleições legislativas do passado 07 de julho, a Fretilin foi o segundo
partido mais votado conseguindo obter 25 lugares no parlamento
timorense.

As
legislativas foram ganhas pelo Conselho Nacional da Reconstrução de
Timor-Leste, do primeiro-ministro Xanana Gusmão, que conseguiu eleger 30
deputados e acabou por formar governo com base numa coligação com o
Partido Democrático e a Frente Mudança, com oito e dois lugares,
respetivamente.

Mari Alkatiri foi eleito como deputados nas últimas legislativas, mas pediu a substituição temporária.

O
Orçamento do Estado de Timor-Leste para 2013 está orçado em 1,794 mil
milhões de dólares (1,36 mil milhões de euros) e começa a ser discutido
na generalidade na segunda-feira.

A discussão na especialidade e votação global vão decorrer entre os dias 07 e 20 de fevereiro.

A proposta de lei do Orçamento Geral do Estado de Timor-Leste para 2013 foi aprovada em Conselho de Ministros em novembro.

O
orçamento visa “continuar os programas de sucesso já iniciados pelo
anterior Governo e está determinado em transformar Timor-Leste, até
2030, num país de rendimento médio-alto”, referiu em comunicado o
Governo.

Na proposta, a maior verba, no valor de 891,895 milhões de dólares, destina-se para Capital de Desenvolvimento.

Daquela verba, 752,877 milhões de dólares estão afetos ao Fundo das Infraestruturas.

Posted: 31 Jan 2013 03:55 AM PST
MSE-VM – VM – Lusa

Díli,
31 jan (Lusa) — O ministro da Educação de Timor-Leste, Bendito
Freitas, anunciou hoje que o Governo vai começar ainda este ano a mapear
as escolas do país e o número de alunos inscritos para iniciar ações de
renovação nos estabelecimentos de ensino.

“Queremos
fazer um levantamento de dados em todo o território para descobrir
quantas escolas, quantas salas de aulas, quantas casas de banho,
bibliotecas, professores, cadeiras e mesas são precisas para desenvolver
o sistema educativo”, disse.

Para
Bendito Freitas, só assim será possível dar uma resposta a todas as
necessidades no sistema de ensino e Timor-Leste “competir de igual para
igual a nível regional e internacional”.

O
ministro falava no primeiro diálogo “Ação Conjunta para a Educação em
Timor-Leste”, que teve como principal objetivo estabelecer compromissos
para melhorar o setor do país através do envolvimento de todos os
intervenientes.

“A
educação é um sistema complexo e agora é tempo de redefinir a nossa
aproximação às metodologias de ensino, estabelecer uma coordenação
integrada com os vários intervenientes da sociedade para consolidar esta
estrutura e haver uma atitude de maior responsabilidade”, disse.

Segundo
Bendito Freitas, nas visitas que efetuou a escolas de todo o país
registou uma “proliferação descoordenada de intervenções na educação que
não estão alinhadas com as prioridades definidas para o setor”.

Para
o ministro, a educação é “decisiva para o desenvolvimento do país” e
“um assunto de interesse nacional que ultrapassa qualquer divisão ou
barreira política, religiosa ou de qualquer outra ordem”.

Timor-Leste tem cerca de 1.300 escolas e 352 mil alunos no ensino básico, segundo números avançados pelo ministro.

Posted: 31 Jan 2013 03:45 AM PST
… Prosesu Negosiasaun

Suara Timor Lorosae– Posting Husi: Josefa Parada

DILI
– Area Fronteira entre Timor Leste ho Indoensia iha Memu Sub Distrito
Maliana Distritu Bobonaro, Governu Nasaun Rua ne’e rejolve ona hein deit
atu halo asina akordu, maibe area Fronteira iha Pasabe no Naktuka
Distritu Oe-Cusse oras ne’e sei iha prosesu negosiasaun.

Informasaun
ne’e fo sai husi Ministru Negosiu Estranjeiru Jose Luis Guteres katak,
kestaun fronteira nasaun balun hetan independensia tinan barak ona,
maibe sira nia fronteira ho nasaun vizinu seidauk konsege rejolve iha
akordu.

“Negosiasun
area fronteira ita rejolve ona hein atu halo hasina akordu no iha tempu
besik ami nian rua ministeru negosiu estrajeiru Indonesia atu asina
akordu dokumentu provijoriu lina fronteira husi batugade too iha Suai it
abele dehan akordu iha tiha ona, tamba Memo ita akordu tiha ona agora
hela deit Pasade ho naktuka,” dehan Jose Luis ba STL Kinta (31/01) iha
Parlamentu Nasional.
Nia
hatutan, iha area fronteira pasabe no Naktuka oras ne’e sei iha prosesu
negoasaun nia laran no sei diskuti nafatin no importante liu durante
iha prosesu negosiasaun ba Timor Leste mak defini interese nasional
Timor ninian. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL Web, edisaun
Sesta (1/2). Timotio Gusmão


Posted: 31 Jan 2013 03:35 AM PST
Suara Timor Lorosae – Posting Husi: Josefa Parada

DILI
– Ministeru Negosiu Estranjeiru no Koperasaun (MNEK), Jose Luis
Guterres hatete katak, Timor Leste (TL), atu tama ASEAN presiza reforsa
Seitor Privadu Nasional, no hadia Rekursu Umanu.

“Adeasaun
laos depende ba ita, prosesu atu tama ASEAN ne’e hahu kedas iha 1974,
plataforma relasaun internasional ne’e hatete kedas atu tama iha ASEAN,
iha tempu funu mos ita deklara bebeik, hakarak tama iha ASEAN, agora iha
ukun an mos,” hatete MNEK, Jose Luis Guterres ba Jurnalsita iha Palacio
Governu, Kinta (31/1).

Nia
informa tan katak, kona ba prosesu tama ASEAN, ida ne’e depende mos ba
iha pais ASEAN, sira nia regras, tenke prepara rekursu umanu, seitor
privadu nasional tenke forte, maibe meus ida ne’e maka TL seidauk
prense.  
Nia
konsidera katak durante Seitor Privadu sira sei hasoru defikuldade,
inklui mos atu halo obras ne’ebe dalaruma kiikoan hela. Iha balun halo
kapas ona, maibe dalaruma laiha meius, laiha kreditu banku ba sira, buat
barak maka defisil ba sira, no karun ba sira. Informasaun kompletu iha
STL Jornal no STL Web, edisaun Sesta (1/2). Oscar Salsinha


Posted: 31 Jan 2013 02:50 AM PST
Suara Timor Lorosae – Posting Husi: Josefa Parada

DILI
– Xefi estadu Maior Jeneral, F-FDTL, Maijor Jeneral, Lere Anan Timor
husu ba governu atu toma desizaun lalais ba iha membru CPD-RDTL ne’ebe
prezensa iha Fatuberliu, Same.

“Ami
nia membru oras ne’e dadauk halo Exersisiu dadauk iha ne’e, no ami
hakarak apoiu desizaun Governu, ne’eduni governu atu halo lalais medidas
ruma ba iha sira, ” hatete Maijen Lere Anan Timor ba Jurnalista, iha
Palacio Governu, bainhira informa situasaun rai laran ba iha PM Xanana,
Kinta (31/1).  
Nia
informa tan katak, membru F-FDTL prolonga tan ninia mandate exersisiu
iha Fatuberliu to 15 Febreiru bazea ba desizaun governu nian.
Estadu
ou governu ida ne’e kria kondisaun hodi nune’e membru CPD-RDTL iha
fatin ne’ebe refere atu labele lao tu’un sae, tanba sira nia natar
ne’ebe sira halo bele fo benefiu, ida ne’e maka principal.
Ho
prezensa CPD-RDTL iha Fatuberliu mos laos ema seluk, mesak timor oan
deit, ne’eduni aoinsa atu labele hal buat ruma ba sira. Informasaun
kompletu iha STL Jornal no STL Web, edisaun Sesta (1/2). Oscar Salsinha


Posted: 31 Jan 2013 02:46 AM PST
Suara Timor Lorosae – Posting Husi: Josefa Parada

DILI
– Reprezentante Povu iha uma Fukun Parlamentu Nasional (PN) tuir Planu
Sei depate Orsamentu geral Estadu 2013 Semana oin, tama Debate Orsamentu
Geral nee’e Sekrariu Zeral Partidu Fretelin Mari Alkatiri sei tama iha
PN Hanesan deputadu hodi halo diskusaun orsamentu nebe mak governu
hatama ba PN. 
     

Sekretariu
Jeral partidu Fretelin Mari Alkatiri Fo sai Informasaun ne’e hafoin
partisipa iha seminariu Universidade national Timor Lorosae (UNTL) ho
Tema o Futuro da Nacao e Construido com na Historia de em povu iha
Salaun Auditorio Liciu.
“Debate
orsamentu hein ba hau sei ba tur iha hau nia fatin, iha debate ida
nee’e (OGE Red) liu iha debate Generalidade hau sei tur iha neba, tamba
hau hanoin tempu ona ita fo kontribunasaun pojitiva,” dehan Alkatiri ba
Jornalista Kinta (31/01) iha Liceu UNTL.
Nia
hatutan katak, too ona tempu Timor oan atu fo kontribunsaun nebe
pozitiva maibe depende ba governu atu simu ou lae maibe obrigasaun no
dever hanesan timor oan sei tur iha Parlamentu hanesan deputadu hodi fo
kontribasaun. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL Web, edisaun
Sesta (1/2). Timotio Gusmão


You are subscribed to email updates from TIMOR LOROSAE NAÇÃO

To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610

LIBERDADE DE IMPRENSA NO BRASIL

Brasil perde nove posições em ranking mundial de liberdade de imprensa

Brasília – O Brasil perdeu nove posições no ranking mundial de liberdade de imprensa de 2013, publicado pela organização não governamental Repórteres sem Fronteiras. ”Fortemente dependente de autoridades políticas no nível estadual, a mídia regional está exposta a ataques, violência física contra seus profissionais e censura provocada por ordens judiciais, que também atingem a blogosfera”, diz o texto do relatório.  Leia mais

Cabo Verde é um dos países africanos melhor colocados no Índice de Liberdade de Imprensa da RSF

Praia – Cabo Verde desceu 16 posições no Índice da Liberdade de Imprensa, passando de 9.º para o 25.º lugar na lista anual divulgada esta quarta-feira pela organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF). A RSF considera, no entanto, que o arquipélago continua a ser um dos países africanos, juntamente com a Namíbia e o Gana, melhor colocados no ranking que classifica a liberdade de imprensa no mundo.  Leia mais

 

LIBERDADE DE IMPRENSA, BRASIL

Brasil perde nove posições em ranking mundial de liberdade de imprensa

Brasília – O
Brasil perdeu nove posições no ranking mundial de liberdade de imprensa
de 2013, publicado pela organização não governamental Repórteres sem
Fronteiras. ”Fortemente dependente de autoridades políticas no nível
estadual, a mídia regional está exposta a ataques, violência física
contra seus profissionais e censura provocada por ordens judiciais, que
também atingem a blogosfera”, diz o texto do relatório.
 Leia mais

Cabo Verde é um dos países africanos melhor colocados no Índice de Liberdade de Imprensa da RSF

Praia – Cabo
Verde desceu 16 posições no Índice da Liberdade de Imprensa, passando
de 9.º para o 25.º lugar na lista anual divulgada esta quarta-feira pela
organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF). A RSF considera, no
entanto, que o arquipélago continua a ser um dos países africanos,
juntamente com a Namíbia e o Gana, melhor colocados no ranking que
classifica a liberdade de imprensa no mundo.

 Leia mais

timor lorosae notícias 31 jan 2013

TIMOR LOROSAE NAÇÃO – diário


Ministro da Energia tailandês em Timor-Leste para reforçar cooperação no setor do petróleo

Posted: 31 Jan 2013 01:07 AM PST

MSE – HB – Lusa
Díli, 31 jan (Lusa) – O ministro da Energia da Tailândia, Pongsak Ruktapongpisal, iniciou hoje uma visita oficial a Timor-Leste para reforço da cooperação no setor do petróleo e assinar um memorando de entendimento com as autoridades timorenses.
Durante a sua estada em Díli, que termina sexta-feira, o ministro tailandês vai reunir-se com o primeiro-ministro de Timor-Leste, Xanana Gusmão, e assinar um memorando de entendimento com o homólogo timorense, Alfredo Pires.
O memorando de entendimento tem como principal objetivo reforçar a cooperação já existente no setor petrolíferos e indústrias relacionadas, refere em comunicado o Ministério dos Recursos Naturais timorense.
No âmbito do documento a assinar na sexta-feira os dois países vão acordar a troca de informações sobre aquele setor e realizar estudos e projetos conjuntos.
O memorando de entendimento prevê também a cooperação entre as empresas petrolíferas de ambos os países, nomeadamente na formação e oportunidades de negócios, acrescenta o comunicado.
Timor-Leste e a Tailândia iniciaram a cooperação no setor petrolífero em 2009 com a assinatura de um acordo para a criação do plano timorense para os hidrocarbonetos e estudos relacionados.
Xanana pede ao grupo de artes marciais de Taekwondo para ser auto-disciplinado

Posted: 31 Jan 2013 01:04 AM PST

Um dos grupos de artes marciais de Taekwondo apresentou-se ontem ao Primeiro Ministro Xanana Gusmão na reunião do Conselho de Ministros por obterem excelentes resultado no evento Indonésia Open, em Jakarta e na University Games, em Laos.
O primeiro ministro tinha deu as boas vindas aos atletas de Taekwondo por levarem o nome do Estado timorense na Indonésia e Laos e por terem obtido bons resultados.
“O valor obtido não vai ficar colocado nas vossas casas, mas será aplicado em disciplina e preservação do vosso comportamento quando estiverem com amigos”, disse Xanana Gusmão ao grupo de artes marciais.
Os participantes que obteram medalha de bronze no evento Indonésia Open foram Eulália da Conceição Amaral e Nilton Gilman Corte-Real de Jesus Lemos.
Em Laos foram três, os atletas, que ganharam também a medalha de bronze, José António Pires, Joanes Paulo António e Celfia M. Silva Freitas.
SAPO TL com Suara Timor Lorosa’e
CAUCUS realiza formação sobre a participação das mulheres na vida política

Posted: 31 Jan 2013 12:56 AM PST

Está a decorrer uma formação do papel da mulher na vida política organizada pela Rede Feto, através do grupo CAUCUS, que começou no dia 29 deste mês e termina hoje, apoiada pela KAS (Kontrad Adenauer Stiftung).
Durante os três dias contou com a presença de 24 mulheres do Partido do Conselho Nacional de Reconstrução Timorense (CNRT) e do Partido Democrática (PD).
A formação tem o objetivo de aumentar o conhecimento sobre o papel das mulheres nos partidos políticos e como é que feita a sua maneira de falar perante o público. Vai servir igualmente para preparar as mulheres que se queiram candidatar para os munícipios.
A cerimónia de abertura foi feita pelo Secretário General do Partido Democrático (PD), Mariano Assanami Sabino. Durante o seu discurso o secretário pediu a todos os participantes para aproveitarem e darem a sua maior atenção a esta oportunidade, porque estas são o futuro das lideranças.
Mariano relembrou a aprticipação das mulheres no tempo da resistência. Pediu para que elas utilizem essas experiências com o fim de criarem uma mudança na sua vida.
A formação conta com o apoio da CAUCUS, Mulher na Política e KAS (Kontrad Adenauer Stiftung). A KAS é uma organização internacional alemã que dá a sua maior atenção em preparar as mulheres de teêm capacidades em serem boas líderes.
Os participantes receberam material sobre Media handling (Como lidar com os Media) e Public Speaking (Falar em público).
SAPO TL com CJITL
Primeira-ministra aconselhou australianos a “relaxarem” sobre campanha eleitoral

Posted: 31 Jan 2013 12:53 AM PST

FV – FV – Lusa
Sydney, Austrália, 31 jan (Lusa) — A primeira-ministra australiana Julia Gillard aconselhou hoje os australianos a “relaxarem”, sustentando que não serão submetidos a uma “campanha amarga” para as próximas eleições marcadas para setembro.
Julia Gillard anunciou eleições nacionais para 14 de setembro, quebrando a tradição de revelar a data do escrutínio apenas com algumas semanas de avanço.
A primeira-ministra australiana disse que iria fazer com que a oposição conservadora, liderada por Tony Abbott, revele as suas políticas para que a votação seja feita com base “não numa campanha fervorosa, mas em deliberações fundamentadas”.
“Relaxem, relaxem, relaxem. Este não é o primeiro dia da campanha eleitoral”, disse hoje Julia Gillard.
“Eu fui perfeitamente clara ontem, o que eu queria era acabar com a especulação disparatada em torno da data das eleições. (…) Avisar as pessoas da data em que vão ser eleições para que possam planear o seu ano”, disse.
SISMO DE 6,2 ABALA SUDESTE DAS ILHAS SALOMÃO NO PACÍFICO

Posted: 31 Jan 2013 12:49 AM PST

FV – FV – Lusa
Sydney, Austrália, 31 jan (Lusa) — Um sismo de magnitude 6,2 na escala de Richter abalou hoje o sudeste das Ilhas Salomão, no Pacífico Sul, sem que as autoridades tenham informado sobre a existência de vítimas ou danos materiais, ou dado alerta de tsunami.
O tremor de terra foi registado às 14:33 (03:33 em Lisboa) na província de Santa Cruz, com hipocentro localizado a 55 quilómetros de profundidade no mar e a 486 quilómetros da localidade de Kira Kira, informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos, que regista a atividade sísmica a nível mundial.
As Ilhas Salomão estão localizadas no chamado “Anel de Fogo do Pacífico”, uma área de grande atividade sísmica e vulcânica sacudida por cerca de 7.000 tremores de terra por ano, a maioria de intensidade moderada.
PN ESFORSU HALO LEI HODI REDUS KORRUPSAUN IHA TL

Posted: 31 Jan 2013 12:15 AM PST

Suara Timor Lorosae – Posting Husi: Josefa Parada
DILI – Membru Parlamentu Nasional (PN), hamutuk nain 10, ne’ebe lidera husi Prezidente Parlamentu Nasional, Vicente Guterres, partisipa iha konferensia Global Organization of parliamentarians Against Corruption (GOPAC) durante loron tolu nia laran, iha Manila (Filipina).
Tema ba konferensia GOPAC ba dala lima iha Manila, hodi kolaia kona ba lideransa diak, lei diak, no sedadaun diak. Konferensia ne’e sei konsentra liu ba knar lideransa diak hodi atinzi sosiedade ne’ebe livre husi korupsaun.
Tuir, Vise PN, Aderito Hugo liu husi konferensia imprenza iha Aero Portu Internasional, Nicolao Lobato, Dili, Tersa (29/1). Katak PN iha vontadi makaas halo lei no hari komisaun oin-oin ainsa atu bele redus korupsaun iha TL.
Iha oportunidade ida ne’e, Porta Voz ba delegasaun PN TL, Francisco Miranda Branco hatete konferensia durante loron tolu iha Manila, GOPAC husi kapitulu (nasaun) 73 sei kolaia kona ba efetivamente implementasaun ONU ninia konvensaun kona ba Anti Korupsaun. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL Web, edisaun Kuarta (30/1). Oscar Salsinha
KOMBATE DROGA RAI LARAN, KONTRIBUISAUN TIMOR OAN TOMAK

Posted: 30 Jan 2013 03:57 PM PST

Suara Timor Lorosae – Posting Husi: Josefa Parada
DILI – Tuir Konfigurasaun Nasaun Timor Leste, Droga bele tama liu husi area oin-oin, tan ne’e atu kombate droga no joventude Timor oan labele komete droga, presiza kontribusaun Timor oan tomak nebe hela iha rai laran.
Vice Prezidente Komisaun B Parlamentu Nasional (PN) Asuntu Negosiu Estrajeiru, Defeja no Seguransa Nasionais Duarte Nunes katak Timor Leste ninia konfigurasaun giografikamente droga bele tama liu husi tasi no mos rai maran.
“Ita hare ita nia kapasidade entermus policia, forsa nebe mak ita uza atu hare ba kestaun droga minimu tebes, tan nee’e atu kombate droga presiza parisipasaun ita hotu, liu-liu maluk sira nebe mak hela iha area fronteira,” dehan Duarte ba STL Kuarta (30/01) iha Parlamentu Nasional.
Nia hatutan governu presiza halo sosializasaun ba populasaun sira nebe mak hela iha area fronteira hodi esplika tipu droga nebe tama iha Timor, atu nune populasaun sira mos bele koinese no mos hatene redi drogadu sira nian. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL Web, edisaun Kinta (31/1). Timotio Gusmão
TL LAHIA PROBLEMA, FRONTEIRA BAZEIA AKORDU BELANDA-PORTUGAL

Posted: 30 Jan 2013 06:07 PM PST

Suara Timor Lorosae – Posting Husi: Josefa Parada
DILI – Asuntu Fronteira entre Timor Leste ho Indonesia, to’o oras ne’e hela deit fatin tolu mak nasaun rua ne’e seidauk rejolve, maibe Timor Leste la iha problema kuandu Nasaun rua ne’e revolve asuntu fronteria bazea ba Akordu nebe halao entre Belanda ho Portugal.
Timor Leste oras ne’e ukun aan durante tinan sanulu ona, maibe ulun boot nasaun ne’e nian seidauk konsege rejolve asuntu Fronteria entre Timor Leste ho Indoensia nebe dala barak povu Timor Leste hela iha fronteira sempre sai vitima, tan deit kestaun fronteira.

Tuir vise Prezidente komisaun B Parlamentu Nasional (PN), Asuntu Negosiu Estrajeiru, Defeja no Seguransa Nasionais Duarte Nunes Katak, Timor Leste ninia prosesu nee’e negosiasaun ba Asuntu fronteira kontinua lao nafatin.

“Asuntu fronteira laos Timor Leste ninian deit mas Indonesia hotu, parte rua neee konkorda mak foin bele asina, iha fatin tolu mak ita seidauk konsege rejolve hanesan ida iha Maliana no rua iha Oe-Cusse, ita bele dehan ita laiha problema ona bazea ba akordu belanda ho Portugal ita la iha problema ona,” dehan Deputadu Duarte ba STL Kuarta (30/01) iha Parlamentu Nasional. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL Web, edisaun Kinta (31/1). Timotio Gusmão/Tomas Sanches

KONSTRUSAUN MINISTERIU MSS LAIHIA KUALIDADE

Posted: 30 Jan 2013 03:17 PM PST

Suara Timor Lorosae – Posting Husi: Josefa Parada
DILI – Vice Primeiru Ministru (PM), ba asuntu asocial, Fernando La Sama de Arujo, husu ba iha kompaina ne’ebe kaer konstrusaun edifisiu Ministeriu Solidaredade Sosial (MSS), atu responsabiliza, tanba laiha kualidade.
La Sama dehan Konstrusaun ne’ebe kaer projetu maka Konstruksion Unipesoal no Kompanha PT Sasmito husi Indonesia atu toma responsabiliza ba edefisiu ida ne’e, tanba kualidade ladun diak. Ne’eduni to oras ne’e governu sedauk bele selu ninia orsamentu 10%.
“Hau hanoin iha osan 10% para fo garantia ba situasaun sira hanesan ne’e, ne’ebe ministru sira fo atensaun ona hare kompaina sira ne’ebe mak kaer (projetu) ne’e, tanba edifisiu ne’e foin remata, no sedauk uza, komesa at dadauk ona, ne’eduni sira tenke responsabiliza kona ba ida ne’e,” hatete La sama ba Jornalista iha Hotel Timor Dili, Kuarta (30/1).
Nia informa tan nia sente triste tebes kona ba konstrusaun ba projetu MSS ne’e, bainhira uma ne’e mak rahun duni, hanesan esprensia ida ba kompaina sira tomak. Ne’eduni nia husu ba iha kompaina sira ne’ebe kaer projetu atu halo sasan ne’e ho kualidade, bainhira laiha kualidade ne’e hatudu katak kompaina sira ne’e la serve. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL Web, edisaun Kinta (31/1). Oscar Salsinha
Tribunal de Recurso timorense recusa habeas corpus a ex-ministra da Justiça…

Posted: 30 Jan 2013 02:54 PM PST

… Defesa tem interpretação contrária
MSE – VM – Lusa
Díli, 30 jan (Lusa) – O Tribunal de Recurso de Timor-Leste recusou hoje o pedido de habeas corpus à antiga ministra da Justiça timorense Lúcia Lobato, mas a defesa mantém uma interpretação contrária do acórdão, a que a Lusa teve acesso.
O advogado de Lúcia Lobato, detida na semana passada para cumprir a pena de cinco anos de prisão a que foi condenada por participação económica em negócio, disse hoje à agência Lusa que o Tribunal de Recurso havia concedido o habeas corpus à ex-ministra.
No entanto, o acórdão do Tribunal de Recurso, a que Lusa teve acesso, refere: “Decide este coletivo indeferir o pedido de habeas corpus formulado pela requerente Lúcia Lobato”.
O documento está assinado pelo presidente do Tribunal de Recurso, Cláudio Ximenes, e pelos juízes José Luís da Goia e Maria Natércia Gusmão Pereira.
Segundo fonte judicial, houve uma interpretação incorreta do “voto vencido” do presidente do Tribunal de Recurso, que juntou ao documento uma declaração anexa a justificar a decisão.
“O pedido foi indeferido, mas o presidente do Tribunal de Recurso votou contra a decisão”, explicou a fonte.
Na declaração de voto vencido, o juiz Cláudio Ximenes escreveu que se deveria considerar ilegal a prisão de Lúcia Lobato “por ter sido baseada em decisão condenatória não transitada” e “ordenar a sua imediata libertação”.
“Eu entendo que este coletivo do tribunal de recurso deveria declarar nulo o acórdão do coletivo do tribunal de recurso, constituído pelos juízes Guilhermino da Silva, Cid Orlando Geraldo e Deolindo dos Santos, que julgou improcedente o recurso de fiscalização concreta da constitucionalidade interposto pela arguida (…) e confirmou o acórdão condenatório do tribunal distrital de Díli por esse coletivo ser incompetente”, refere o juiz na sua justificação, que não convenceu os restantes magistrados.
A Lusa contactou o advogado de defesa Sérgio Hornai, que insistiu na sua interpretação de que a decisão do Tribunal de Recurso foi conceder o habeas corpus a Lúcia Lobato, afirmando que se baseia na informação que consta na declaração de voto vencido do presidente do Tribunal de Recurso.
Segundo o advogado de Lúcia Lobato, o pedido de habeas corpus, entregue há uma semana, foi apresentado por terem sido cometidas alegadas inconstitucionalidades e erros processuais.
O acórdão do Tribunal Recurso refere que “nenhum vício se pode apontar ao acórdão deste tribunal proferido nos presentes autos, o qual transitou em julgado e tornou definitiva e exequível a decisão de condenação da requerente, pelo que não há qualquer prisão ilegal da mesma”.
A antiga ministra da Justiça timorense, do V Governo, chefiado por Xanana Gusmão, foi condenada a 08 de junho a cinco anos de prisão pelo Tribunal Distrital de Díli pela prática de um crime de participação económica em negócio.
O crime é relativo à aquisição de fardas para equipar guardas prisionais da Direção Nacional dos Serviços Prisionais e de Reinserção Social.
Relacionados
SAI MEMBRU ASEAN, FRETILIN HUSU TL PRESIZA PRIENSE KRITERIA BARAK

Posted: 30 Jan 2013 10:21 AM PST

Suara Timor Lorosae – Posting Husi: Josefa Parada
DILI – Relasiona Timor Leste (TL) atu tama iha membru ASEAN, bankada Opozisaun FRETILIN kestiona katak, TL tenki priense kritria barak tuir regras nebe’e maka establisidu ona iha ASEAN.
Kestaun ne’e hato’o husi deputada bankada Fretilin Maria Angelica katak atu sai membru ASEAN, nasaun ne’e persija priense criteria barak, tuir regras nebe estabelese ona iha organizasaun ASEAN.
“Hau senti atu tama iha Membru ASEAN ne’e mos presiza criteria barak nebe’e maka ita tenki tuir,primeiru ita ne’e hanesan Nasaun foun, tanba ne’e ita tenki tuir regras nebe’e maka establisidu ona iha ASEAN, maibe TL agora dadaun ne’e halo tentative maka’as atu nune’e bele tama iha ASEAN,” hateten Deputada Maria Angelica ba STL iha uma fukun PN Kuarta (30/01).
Deputadu husi bankada CNRT Arão Noe hateten, Prosesu negosiasaun Timor Leste (TL) atu tama ASEAN lao hela, tanba ne’e maka komesa iha V governu konstituisional, kria sekretaria estadu ida para asuntu ASEAN, atu aslera jerasaun ba iha ASEAN. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL Web, edisaun Kinta (31/1). Jasinta Sequeira
HADIA REKURSU UMANU, TL SEI TAMA MEMBRU ASEAN 2015

Posted: 30 Jan 2013 09:40 AM PST

Suara Timor Lorosae – Posting Husi: Josefa Parada
DILI – Relasiona ho Enkotru nebe halao entre Parlamentu Nasional (PN) ho Ministeriu Negosiu Estrajeiru Timor Leste, Nasaun Timor Leste kontinua Esforsu aan makas hodi hadia rekursu umanu iha rai laran, tamba tuir planu Timor Leste sei sai Membru Asean iha 2015.
Infromasaun ne’e fo sai husi Vice Prezidente Komisaun B Parlamentu Nasional Asuntu Negosiu Estrajeiru, Defeja no Seguransa Nasionais Duarte Nunes.
“Ita projeta tiha ona atu tama ba asean iha 2015, maibe ita tenki hadia buat barak hanesan rekursu umanu tamba ita tenki iha ema atu tuur iha embaixada sira no mos interministerial no buat seluk tan nebe ita presiza hadia,” dehan Duarte ba STL Kuarta (30/01) iha Parlamentu Nasional.

Importante ba Timor Leste katak Duarte, Kriteria nebe mak Asean tau ba iha Meja leten atu nune Timor Leste tenki priense, oras ne’e Timor Leste kompleta hotu ona, tan ne’e to’o iha tinan 2015 Membru asean bele simu Timor Leste sai Membru Asean. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL Web, edisaun Kinta (31/1). Timotio Gusmão/Tomas Sanches

XANANA HUSU BA ARTEMARSIAIS TAEKWONDO ATU DISIPLINA

Posted: 30 Jan 2013 09:28 AM PST

Suara Timor Lorosae– Posting Husi: Josefa Parada
DILI – Artemarsiais husi modalidade Taekwondo, Kuarta (30/1), aprezenta an ba Primeiru Ministru (PM), Kay Rala Xanana Gusmao iha Sorumutuk Konsellu Ministru (KM), tanba sira hetan valor diak iha eventu Indonesia Open iha Jakarta ho University Games iha laos.
PM, Xanana fo benvindu Atletismu Taekwondo, tanba sira bele hamorin Timor Leste nia naran iha rai liur liliu iha Indonezia ho Laos. Sira ne’ebe partisipa ne’ebe ho valor ne’ebe diak tebes.
“Valor imi hetan laos atu tau iha uma deit, maibe valor ba imi atu tau ho displina, no tau imi nia hahalok hamutuk ho kolega sira,” hatete Xanana liu iha sorumutuk Konsellu Ministru.
Ba sira ne’ebe tuir eventu Indonezia Open maka Eulalia da Conceicao Amaral, ho Nilton Gilman Corte-Real de Jesus Lemos. Sira nain rua hetan medalia perunggu. Ba nain tolu seluk ne’ebe tuir eventu iha Laos maka, Jose Antonio Pires, Joanes Paulo Atnomin, ho Celfia M. Silva Freitas, sira nain tolu ne’e mos hetan medalia perunggu. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL Web, edisaun Kinta (31/1). Oscar Salsinha
Artemarsiais Tenke Kumpri Rezulusaun
Suara Timor Lorosae – Posting Husi: Josefa Parada
DILI – Sekretariu Estadu Joventudi no Desportu (SEJD), Miguel Manetelu husu ba membru artemarsias tomak atu kumpri nafatin rezulusaun governu ninia, liliu ba artemarsiais sira ne’ebe hetan suspensaun.
Tuir, Manetelu ba Jurnalista iha Palacio Governu, Dili, katak artemarsiais ne’ebe hatudu ona exemblu diak, no lori TL nia naran ba iha rai liur maka, Taekwondo, Kempo, ho Karate. Ba Artemarsiais sira seluk sedauk bele halao sira nia aktividade tanba hetan suspensaun husi governu.
“Hau hanoin liga mos ba iha 2013, sai sedadaun foun no sai eroi foun ba rai ida ne’e. no sira mos hatudu dadauk ona, tanba ne’e maka hau husu ba modalidade seluk karik latuir rezulusaun governu nian hetan suspensaun hau husu ba lidernsa sira atu mantein tuir rezulusaun ne’e kontra lei artemarsiais to iha tempu ida mandate ne’e remata, sira mos bele banate tuir prestasaun sira ne’ebe maka husi Taekwondo, Kempo, Karate hatudu ona, hau husu para sira banate tuir ida ne’e,” hatete Manetelu.
Ba artemarsiais sira seluk ne’ebe hetan suspensaun, husu atu kumpri nafatin to mandate remata. Governu kuntinua fo apoiu nafatin ba sira bainhira iha eventu ruma. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL Web, edisaun Kinta (31/1). Oscar Salsinha
CABO VERDE SÓ FALA PORTUGUÊS NA CAN 2013

Posted: 30 Jan 2013 09:17 AM PST

A seleção de Cabo Verde na Taça das Nações Africanas só dá entrevistas em português, seguindo as instruções do presidente Jorge Carlos Fonseca.
O objetivo é incentivar o uso da língua portuguesa, de acordo com os responsáveis da seleção, citados hoje no jornal A Bola.
«Uma das razões que levam a que o português não seja tão conhecido internacionalmente é o facto de sermos tão educados com os estrangeiros e falarmos com eles outras línguas», disse o porta-voz Gerson de Matos ao jornal.
«Somos mais de 200 milhões de falantes de português no mundo. Se fizermos questão de falar português, talvez mais pessoas encarem a nossa língua de outra forma», acrescentou ainda Gerson de Matos.
Cabo Verde passou pela primeira vez na história aos quartos-de-final da Taça das Nações Africanas (CAN).
A decisão de Cabo Verde já motivou uma notícia da agência internacional Reuters, com o título: «Cape Verde players speak up for Portuguese language».
EX-MINISTRA LÚCIA LOBATO NÃO SERÁ LIBERTADA – TR RECUSOU RECURSO

Posted: 30 Jan 2013 05:59 AM PST

Ao contrário do que foi noticiado (ver em baixo) pela Agência Lusa em Timor-Leste o Tribunal de Recurso timorense recusou habeas corpus à ex-ministra Lúcia Lobato.
O Timor Lorosae Nação sabe de fonte segura que a notícia da sua eminente libertação por o TR ter aceite o recurso de habeas corpus e o deferir foi fruto de contra-informação provável por parte do advogado da ex-ministra, que alega neste momento que tem a interpretação da eminente libertação da sua constituinte segundo o acordão do Tribunal de Recurso.
– Atualização
Em despacho da Agência Lusa há pouco publicado o jornal Expresso faz saber que se confirma a recusa do TR relativamente ao recurso de pedido de Habeas Corpus apresentado pelo advogado de Lúcia Lobato. (Redação TLN)

Tribunal de Recurso timorense recusa habeas corpus a ex-ministra da Justiça, Defesa tem interpretação contrária
Expresso – Lusa
Díli, 30 jan (Lusa) – O Tribunal de Recurso de Timor-Leste recusou hoje o pedido de habeas corpus à antiga ministra da Justiça timorense Lúcia Lobato, mas a defesa mantém uma interpretação contrária do acórdão, a que a Lusa teve acesso.
O advogado de Lúcia Lobato, detida na semana passada para cumprir a pena de cinco anos de prisão a que foi condenada por participação económica em negócio, disse hoje à agência Lusa que o Tribunal de Recurso havia concedido o habeas corpus à ex-ministra.
No entanto, o acórdão do Tribunal de Recurso, a que Lusa teve acesso, refere: “Decide este coletivo indeferir o pedido de habeas corpus formulado pela requerente Lúcia Lobato”.
Tribunal de Recurso de Timor-Leste concede habeas corpus a ex-ministra da Justiça

Posted: 30 Jan 2013 03:13 AM PST

MSE -VM – PJA – Lusa
O Tribunal de Recurso de Timor-Leste concedeu hoje o habeas corpus à ex-ministra da Justiça Lúcia Lobato, condenada a cinco anos de prisão por participação económica em negócio, disse à Lusa o seu advogado, Sérgio Hornai.
Lúcia Lobato foi detida há uma semana para cumprir a pena e agora será libertada com esta decisão judicial.
Segundo o advogado de Lúcia Lobato, o pedido de habeas corpus, entregue há uma semana, foi apresentado por terem sido cometidas alegadas inconstitucionalidades e erros processuais.
A antiga ministra da Justiça timorense, do V Governo, chefiado por Xanana Gusmão, foi condenada a 08 de junho a cinco anos de prisão pelo Tribunal Distrital de Díli pela prática de um crime de participação económica em negócio.
O crime é relativo à aquisição de fardas para equipar guardas prisionais da Direção Nacional dos Serviços Prisionais e de Reinserção Social.
ALKATIRI: GOVERNU FAILA NEGOSIA KADORAS GS MAI TL

Posted: 30 Jan 2013 02:32 AM PST

Radio Liberdade Dili – Kuarta, 30 Janeiru 2013 – Autor sumariu jornal Independente
Radio, online – Sekertariu Jeral partido istoriku FRETILIN, Mari Alkatiri hateten, governu ne’ebe lidera husi Primeiru Ministru (PM), Kay Rala Xanana Gusmao ‘impoten’ hodi halo negosiasaun dada kadoras Greater Sunrice (GS) mai Timor-Leste.
Tuir Mari, akordu CMATS ne’ebe governu FRETILIN halo ho governu Australia iha 2006 no hetan ratifikasaun husi PN iha 2007 ho votus maioria afavor ne’e sei mate iha loron 23 fulan oin, maibe kadoras GS seidauk mai.
Akordu CMATS ne’e hodi koalia konaba esplorasaun mina no gas iha kampu mina GS no difini katak, bainhira esplora, TL ho Australia tenki fahe hanesan ho lukru porsentu 50-50.
“Akordu ne’e hau halo agora husik ba sira (governu-red), sira mak haktene, sira atu halo saida,”dehan Alkatiri iha PN horseik, (29/1).
Tuir Alkatiri, se nasaun TL ho Australia husik mate akordu CMATS ne’e, signifika katak, atu dada kadoras GS mai TL sei la hetan.
“Negosiasaun depende ba governu ne’ebe agora ukun, no tenki kaer metin mos akordu CMATS,”dehan alkatiri.
Hatan ba akordu CMATS atu mate ona ne’e, Ministru Petroliu no Minarais, Alfredo Pires dehan, TL sei deklara ninia pozisaun bainhira akordu CMATS ne’ebe mate iha tempu besik.
Alfredo kontinua, saida deit mak sei mosu, iha depois akordu ne’e mate. TL nia pozisaun mak kadoras  GS tenki mai TL.
“kualker momentu ita bele deklara, ita bele deklara GS mai TL iha dia 20 de Maiu ou 28 de Novembru konformi deit,”dehan Ministru Petroliu no Minarais ne’e.
Liu husi Alfredo katak, agora dadaun kompanha Woodside tuur hamutuk ho governu TL atu hare hela opsaun dada kadoras GS mai TL.
SOLS PRIMEIRU FO GRADUASAUN BA ESTUDANTE 52

Posted: 30 Jan 2013 02:28 AM PST

Radio Liberdade Dili– Kuarta, 30 Janeiru 2013 11:46 – Autor Santino Dare Matias
Radio, online – Science Of Life Systems (SOSL 24/7) ne’ebe hari iha Timor-Leste 2006 foin premeira vez fo graduasaun ba estudantes 52. Estudante 36 husi Timor oan no 16 husi nasaun Cambodia.
Serimonia graduasaun ne’e halao iha sede jeral SOLS iha Becora, Vertude Segunda, (28/1).
SOLS hanesan instituisaun formasaun iha area kursu Ingles, disiplina etika servisu no hanorin reza ho relijiaun oioin.
Durante prezensa SOLS iha TL Timor oan barak mak hatene lian Ingles, ne’ebe koinesidu iha mundu Internasional.
SOSL ejisti iha nasuan mak hanesan Japaun, Laos, Thailandia, Malazya. Cambodia no Timor-Leste. Iha TL SOLS mos loke ninia liras ba distritu no sub-distritu hamutuk 31 sede SOLS.
Tuir Diretor Geral SOLS, Madenjit Singh husi Malazya dehan, durante SOLS hari iha nasaun ne’e, iha programa rua.
Programa ida estudante sira hela iha sede SOLS. Total estudante mak hela iha SOLS ate agora hamutuk estudantes  10,000, no estudantes sira hela iha uma hamutuk 20,000.  Agora dadaun estudantes halao estudus iha SOLS Becora hamutuk estudantes 350.
Diretor SOSL dehan, ejistensia iha nasaun TL importante tebes, tamba nasaun ne’e foin mak ukun-an. SOLS nia prezensa mos hola parte importante hasae rekursu humanus.
“Ami kontinua nafatin lao ba oin ho programa oioin tan no ami presiza tebes estadu TL fo tulun, liu husi Ministeiru da Edukasuan atu legalija SOLS sai instituisaun formasaun legal iha nasaun ne’e,”dehan Singh iha esperansa.
Diretor Geral Ministeriu da Edukasaun, Domingos Maia  dehan, saida mak durante ne’e SOLS halao signifika tebes ba nasaun TL.  Tinan-tinan estudantes sira akaba husi Sekundaria ne’ebe inan-aman la forsa atu dudu oan sira kontinua ba estudus barak mak ba tuir kursu iha SOLS.
“Mai ita fo valoriza ba SOLS durante ne’e fo importansia ba rekursu humanus iha nasuan ne’e,’dehan Domingos.
Iha esperansa husi fundador SOLS iha TL, husi ba Ministeriu da Edukasaun atu legaliza sai instituisaun formasaun legal iha nasaun ne’e.
TRABALHOS DA PONTE AITARAK LARAN FINALIZARÃO EM ABRIL

Posted: 30 Jan 2013 02:17 AM PST

O presidente da Comissão E-PN, Pedro Martires da Costa, disse que o membro da Consersimu Nacional Timor (CNT), responsavél pela obra na ponte de Aitarak Laran, garantiu que a obra terminará em Abril.
O deputado de bancada CNRT Pedro Costa reconheceu que esta obra foi sempre questionada pela comunidade devido ao engarrafamento do trânsito. O mesmo pediu ao ministério competente responsbilidades à CNT, o qual garantiu a continuação da obra.
Inácio Moreira, deputado da Fretilin, considera a contrução da obra “atrasada e parada”. Faz 6 meses que anda em construção e que já devia ter sido terminada comparando com outras obras maior que estão adiantadas, disse Inácio.
O deputado Adriano João da bancada PD pede ao governo, neste caso ao Minitério das Obras Públicas, para colocar na “lista negra”, a companhia CNT.
SAPO TL com Suara Timor Lorosa’e – com foto
RAO KYAO EM MACAU PARA “RETRATAR MUSICALMENTE” A NOVA CIDADE

Posted: 30 Jan 2013 02:06 AM PST

JCS – HB Lusa
Macau, China, 30 jan (Lusa) – O músico português Rao Kyao está em Macau a “retratar musicalmente” a nova cidade, que está muito diferente da que colocou no projeto “Junção” com a Orquestra Chinesa local, lançado em 1999.
“Tenho uma colaboração já de há um tempo com a Orquestra Chinesa e fui convidado para escrever umas peças para essa orquestra e para estar aqui para me ambientar com o Macau de agora, que faz uma diferença gigantesca”, explicou Rao Kyao à agência Lusa depois de ter atuado na noite de terça-feira no jantar comemorativo do Ano Lunar da Serpente, organizado pela Associação dos Aposentados, Reformados e Pensionistas de Macau (APOMAC).
Rao Kyao disse que a Orquestra Chinesa pretende um retrato musical da nova cidade, que o músico vê como uma “Las Vegas chinesa”.
Mais de 13 anos depois da transferência de poderes de Portugal para a China, quando tocou num sarau cultural, Rao Kyao recorda a antiga cidade de que “gostava mais”, porque tinha “o privado e o público”.
“Tinha uma certa coisa intimista e uma reminiscência do português em Macau que nós sentíamos e que está a desaparecer completamente”, acrescentou.
Declarando-se um apaixonado por Macau, Rao Kyao tem, contudo, saudade de outros tempos, de uma “Macau que era o português com o chinês, aquela coisa, um bocado mais sossegada”.
“Quando fiz o ‘Junção’ com a Orquestra Chinesa, esse disco já era a pensar no Macau anterior, aquele que eu conheci”, disse o músico, que rejeita uma atitude ser um “saudosista daquele cerrado”.
“Mas de certa maneira acho que Macau tinha aqui uma situação única, que era aquela coisa do português no Oriente, que tem muito a ver comigo, e que, na realidade, agora é diferente”, disse.
Sobre os 500 anos da presença portuguesa em Macau, o músico realçou que desejava ver um “significado”, no sentido de se compreender que “é uma coisa que teve uma força real e única no mundo”.
“Este cantinho aqui, onde nunca houve grandes tensões, prova muito da maneira do português, da sua maneira de ser e de como ele se ligou com o chinês que não é fácil”, sustentou, acrescentando que “não convém deixar desaparecer da história esta presença”.
LUÍSA ROCHA AJUDA RESTAURANTE DE MACAU A RECRIAR CASA DE FADOS

Posted: 30 Jan 2013 01:59 AM PST

PNE – JMR – Lusa
Macau, China, 29 jan (Lusa) – A fadista Luísa Rocha está na Ásia pela primeira vez, em resposta a um desafio do restaurante “Porto de Macau”, para uma iniciativa inédita na sua carreira: recriar o ambiente de uma casa de fados portuguesa em território chinês.
“Esta é a minha primeira vez em Macau, e na Ásia, e é a primeira vez que durante uma temporada faço exatamente o mesmo que em Portugal, que é estar em casas de fado”, contou, em entrevista à agência Lusa, a fadista que trocou, por um mês, a “Casa de Linhares”, em Lisboa, pelo “Porto de Macau”.
Luísa Rocha sente-se “perfeitamente em casa” no restaurante português da Região Administrativa Especial chinesa, onde atua todas noites, à exceção de quarta-feira, desde 15 de janeiro e até 14 de fevereiro.
“A única diferença é que quando saio à rua estou em Macau, mas cá dentro estou em Lisboa”, constatou, salientando que o “ambiente [de uma casa de fados tradicional] tem sido muito bem recriado pela gerência e que os muitos clientes portugueses do restaurante fazem-na sentir como “se estivesse em Portugal”.
As noites de fado têm tido “casa cheia”, segundo a gerência, não só com os clientes da saudade, mas também com chineses, japoneses e turistas de outras origens, cuja presença não surpreende Luísa Rocha por serem ‘habitués’ das casas onde atua em terras lusas, mas que tem tornado a experiência da fadista em Macau “muito gratificante”.
A partir das 19:00 (11:00 em Lisboa), os clientes começam a chegar ao “Porto de Macau”, escolhem os seus pratos favoritos de um menu especial e, entre um copo de bom vinho português e uma garfada nas especialidades gastronómicas, os acordes da guitarra portuguesa de Guilherme Banza e da viola de Nelson Aleixo trazem o silêncio para Luísa Rocha cantar o fado.
“O meu disco [“Uma noite de amor”] está sempre presente e depois vou variando o reportório consoante o meu estado de espírito, pois nas casas de fado temos a oportunidade de dar ao público o que sentimos no momento”, explicou a fadista.
Mas há fados que estão quase sempre presentes, é o caso dos tradicionais “Mocita dos Caracóis”, “Fado Alfacinha” e “As Meninas dos Meus Olhos”, bem como “Se o Meu Amor Fosse um Fado”, do primeiro álbum da fadista.
Gil Raposo, um lisboeta de 35 anos, e Mariana Fernandes, uma portuense de 29 anos, proprietários do “Porto de Macau”, de portas abertas há dois anos, decidiram trazer o fado a Macau depois de este estilo musical ter sido classificado como Património Mundial, para promover “um pouco mais” da cultura portuguesa.
Guilherme Banza, amigo de infância de Gil, “tratou de tudo” e hoje o casal admite pretender “dar continuidade a esta experiência”, confessando o sonho de vir a ter no restaurante um “elenco de fadistas diariamente durante um ano ou sempre”.
Macau é o porto de abrigo de Gil e Mariana há cerca de cinco anos onde chegaram com o sonho, que não conseguiram realizar em Portugal, de abrir um restaurante com os sabores da sua infância.
O mesmo porto está a servir de inspiração a Luísa Rocha, que aproveita a estada no território para preparar o novo álbum.
“Aproveitei esta minha vinda a Macau para escolher os temas que vou gravar em março entre muitos poemas e músicas que já me ofereceram”, disse, ao indicar que o novo disco sairá em outubro ou novembro com “algumas surpresas e convidados”, podendo marcar a sua estreia como compositora.
Regressar à Ásia “não está fora de questão”, mas, além dos concertos, Luísa Rocha gostaria de voltar a fazer “umas noites de fado” em outras cidades asiáticas.
Tailândia impede entrada de mais 200 refugiados da minoria Rohingya no país

Posted: 30 Jan 2013 01:55 AM PST

DM – FV – Lusa
Banguecoque, 30 jan (Lusa) – A marinha da Tailândia impediu a entrada de mais de 200 refugiados da minoria Rohingya no país, informaram hoje fontes oficiais citadas pela agência AFP.
Milhares de muçulmanos Rohingya – uma minoria étnica apátrida considerada pela ONU como uma das mais perseguidas do mundo – têm fugido da Birmânia ao longo dos últimos meses devido aos confrontos no estado de Rakhine, no oeste do país.
Fonte oficial da marinha em Banguecoque indicou que foram encontrados mais de 200 Rohingya na terça-feira, a cerca de 40 quilómetros da costa da Tailândia.
“Nós demos-lhes comida e água antes de os encaminhar para um terceiro país”, indicou a mesma fonte sob a condição de anonimato.
A imprensa local noticiou que os refugiados foram avistados perto da ilha de Raja Noi, ao largo de Phuket.
O secretário-geral do Conselho de Segurança Nacional, Paradorn Pattanathabutr, disse à agência AFP na segunda-feira que a Tailândia iria afastar os Rohingya que tentassem alcançar a sua costa.
As duras medidas surgiram depois de as autoridades tailandesas estarem a investigar as suspeitas de que elementos das suas forças de segurança estariam envolvidos no tráfico de Rohingya.
Confrontos entre budistas e muçulmanos causaram já centenas de mortos naquele estado da Birmânia desde junho, e milhares de deslocados, a maioria dos quais da etnia Rohingya.
Mais de 1.300 membros daquele grupo étnico foram detidos na Tailândia depois de terem chegado às suas costas nos últimos meses.
Cerca de 800 mil muçulmanos Rohingya vivem na Birmânia, a maioria dos quais no Estado de Rakhine, ainda que as autoridades do país, predominantemente budista, não os reconheçam como sendo cidadãos birmaneses, mantendo a sua posição de que procedem do vizinho Bangladesh.
Esta comunidade também não é reconhecida no Bangladesh, onde cerca de 300 mil rohingyas se encontram em campos de refugiados.
As Nações Unidas estimam que cerca de 13.000 refugiados tenham fugido da Birmânia e do Bangladesh em 2012, dos quais parte terá morrido durante a viagem.
A Tailândia tem sido alvo de críticas por parte de organizações de defesa dos direitos humanos, por afastar, deportar ou recambiar refugiados Rohingya, não lhes oferecendo proteção.
Primeira-ministra australiana convocou eleições gerais para 14 de setembro

Posted: 30 Jan 2013 01:45 AM PST

FV – FV – Lusa
Sydney, Austrália, 30 jan (Lusa) — A primeira-ministra australiana, Julia Gillard, convocou hoje eleições gerais para 14 de setembro, com o parlamento a ser dissolvido a 12 de agosto.
Julia Gillard fez o anúncio durante um discurso no Clube de Imprensa em Camberra, definindo as prioridades para este ano para o Partido Trabalhista atualmente no poder.
Exército junta-se às operações de limpeza das inundações no nordeste da Austrália

Posted: 30 Jan 2013 01:41 AM PST

FV – FV – Lusa
Sydney, Austrália, 30 jan (Lusa) — Os soldados australianos juntaram-se às operações de limpeza na cidade de Bundaberg, a mais afetadas pelas recentes inundações no nordeste do país, enquanto prossegue a busca de duas pessoas desaparecidas.
Até à data foi reportado um total de quatro mortos provocados pela passagem da tempestade tropical Oswald, no nordeste do país oceânico, indicou a agência de notícias espanhola Efe.
O nível das águas já começou a baixar no estado de Queensland, mas milhares de residentes continuam a aguardar para poderem regressar aos seus lares, de acordo com a cadeia australiana ABC.
Outras informações dão conta que Brisbane, a capital de Queensland, está a ponto de começar a ter falta de água potável e que outras localidades isoladas pelas inundações começam ser afetadas pela escassez de bens essenciais.
Embora não tenha sido divulgado o montante dos prejuízos causados pelas inundações, Judy Shepherd, representante da Associação de Produtores de Fruta, considera que estas são “milionárias” e “catastróficas” no setor dos citrinos em Queensland.
Segundo o conselho de seguradoras da Austrália, as reclamações apresentadas até à data pelos danos causados pelas inundações em Queensland ascendem a 75 milhões de dólares (55,8 milhões de euros).
Ainda que se preveja um aumento deste montante, de acordo com a Efe, os prejuízos não deverão superar os 2.504 milhões de dólares (1.862 milhões de euros) provocados pelas iunundações que afetaram Queensland em 2011, as mais graves que assolaram o país, provocando 35 mortos.
You are subscribed to email updates from TIMOR LOROSAE NAÇÃO
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610

conferência

Newsletter do Observatório da Língua Portuguesa

Se não visualizar correctamente este e-mail, clique aqui.
CONVITE

O Observatório da Língua Portuguesa convida-a(o) a participar na Conferência

A Academia das Ciências de Lisboa, a APEDI – Associação de Professores para a Educação Intercultural, o Ciberdúvidas da Língua Portuguesa, o OLP – Observatório da Língua Portuguesa e a Priberam convidam-na(o) a participar na Conferência “A Sociedade Civil no Plano de Ação de Brasília”. CONSULTE AQUI O PROGRAMA.

Localização: Academia das Ciências de Lisboa

CASO NÃO POSSA ESTAR PRESENTE

Poderá assistir à transmissão em direto desta Conferência na

PÁGINA DO OBSERVATÓRIO DA LÍNGUA PORTUGUESA no SAPO Vídeos

ou, ainda, no MEO Kanal, criado para este efeito.

Para aceder, basta carregar no botão verde do seu comando e inserir o número:

Produzido por PTC © 2011 Todos os direitos reservados
O SAPO é uma marca e um motor de busca criado na Universidade de Aveiro
Se não pretender continuar a receber estas informações, clique aqui.

timor lorosae notícias 31 jan 2013

TIMOR LOROSAE NAÇÃO – diário





Posted: 31 Jan 2013 01:07 AM PST
MSE – HB – Lusa

Díli,
31 jan (Lusa) – O ministro da Energia da Tailândia, Pongsak
Ruktapongpisal, iniciou hoje uma visita oficial a Timor-Leste para
reforço da cooperação no setor do petróleo e assinar um memorando de
entendimento com as autoridades timorenses.

Durante
a sua estada em Díli, que termina sexta-feira, o ministro tailandês vai
reunir-se com o primeiro-ministro de Timor-Leste, Xanana Gusmão, e
assinar um memorando de entendimento com o homólogo timorense, Alfredo
Pires.

O
memorando de entendimento tem como principal objetivo reforçar a
cooperação já existente no setor petrolíferos e indústrias relacionadas,
refere em comunicado o Ministério dos Recursos Naturais timorense.

No
âmbito do documento a assinar na sexta-feira os dois países vão acordar
a troca de informações sobre aquele setor e realizar estudos e projetos
conjuntos.

O
memorando de entendimento prevê também a cooperação entre as empresas
petrolíferas de ambos os países, nomeadamente na formação e
oportunidades de negócios, acrescenta o comunicado.

Timor-Leste
e a Tailândia iniciaram a cooperação no setor petrolífero em 2009 com a
assinatura de um acordo para a criação do plano timorense para os
hidrocarbonetos e estudos relacionados.

Posted: 31 Jan 2013 01:04 AM PST
Um
dos grupos de artes marciais de Taekwondo apresentou-se ontem ao
Primeiro Ministro Xanana Gusmão na reunião do Conselho de Ministros por
obterem excelentes resultado no evento Indonésia Open, em Jakarta e na
University Games, em Laos.
 
O
primeiro ministro tinha deu as boas vindas aos atletas de Taekwondo por
levarem o nome do Estado timorense na Indonésia e Laos e por terem
obtido bons resultados.

“O
valor obtido não vai ficar colocado nas vossas casas, mas será aplicado
em disciplina e preservação do vosso comportamento quando estiverem com
amigos”, disse Xanana Gusmão ao grupo de artes marciais.

Os
participantes que obteram medalha de bronze no evento Indonésia Open
foram Eulália da Conceição Amaral e Nilton Gilman Corte-Real de Jesus
Lemos. 

Em
Laos foram três, os atletas, que ganharam também a medalha de bronze,
José António Pires, Joanes Paulo António e Celfia M. Silva Freitas.

 

SAPO TL com Suara Timor Lorosa’e 


Posted: 31 Jan 2013 12:56 AM PST
Está
a decorrer uma formação do papel da mulher na vida política organizada
pela Rede Feto, através do grupo CAUCUS, que começou no dia 29 deste mês
e termina hoje, apoiada pela KAS (Kontrad Adenauer Stiftung).

Durante
os três dias contou com a presença de 24 mulheres do Partido do
Conselho Nacional de Reconstrução Timorense (CNRT) e do Partido
Democrática (PD).

A
formação tem o objetivo de aumentar o conhecimento sobre o papel das
mulheres nos partidos políticos e como é que feita a sua maneira de
falar perante o público. Vai servir igualmente para preparar as mulheres
que se queiram candidatar para os munícipios.

A
cerimónia de abertura foi feita pelo Secretário General do Partido
Democrático (PD), Mariano Assanami Sabino. Durante o seu discurso o
secretário pediu a todos os participantes para aproveitarem e darem a
sua maior atenção a esta oportunidade, porque estas são o futuro das
lideranças.

Mariano
relembrou a aprticipação das mulheres no tempo da resistência. Pediu
para que elas utilizem essas experiências com o fim de criarem uma
mudança na sua vida.  

A
formação conta com o apoio da CAUCUS, Mulher na Política e KAS (Kontrad
Adenauer Stiftung). A KAS é uma organização internacional alemã que dá a
sua maior atenção em preparar as mulheres de teêm capacidades em serem
boas líderes.

Os participantes receberam material sobre Media handling (Como lidar com os Media) e Public Speaking (Falar em público).

SAPO TL com CJITL 


Posted: 31 Jan 2013 12:53 AM PST
FV – FV – Lusa

Sydney,
Austrália, 31 jan (Lusa) — A primeira-ministra australiana Julia
Gillard aconselhou hoje os australianos a “relaxarem”, sustentando que
não serão submetidos a uma “campanha amarga” para as próximas eleições
marcadas para setembro.

Julia
Gillard anunciou eleições nacionais para 14 de setembro, quebrando a
tradição de revelar a data do escrutínio apenas com algumas semanas de
avanço.

A
primeira-ministra australiana disse que iria fazer com que a oposição
conservadora, liderada por Tony Abbott, revele as suas políticas para
que a votação seja feita com base “não numa campanha fervorosa, mas em
deliberações fundamentadas”.

“Relaxem, relaxem, relaxem. Este não é o primeiro dia da campanha eleitoral”, disse hoje Julia Gillard.

“Eu
fui perfeitamente clara ontem, o que eu queria era acabar com a
especulação disparatada em torno da data das eleições. (…) Avisar as
pessoas da data em que vão ser eleições para que possam planear o seu
ano”, disse.

Posted: 31 Jan 2013 12:49 AM PST
FV – FV – Lusa

Sydney,
Austrália, 31 jan (Lusa) — Um sismo de magnitude 6,2 na escala de
Richter abalou hoje o sudeste das Ilhas Salomão, no Pacífico Sul, sem
que as autoridades tenham informado sobre a existência de vítimas ou
danos materiais, ou dado alerta de tsunami.

O
tremor de terra foi registado às 14:33 (03:33 em Lisboa) na província
de Santa Cruz, com hipocentro localizado a 55 quilómetros de
profundidade no mar e a 486 quilómetros da localidade de Kira Kira,
informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos, que regista a atividade
sísmica a nível mundial.

As
Ilhas Salomão estão localizadas no chamado “Anel de Fogo do Pacífico”,
uma área de grande atividade sísmica e vulcânica sacudida por cerca de
7.000 tremores de terra por ano, a maioria de intensidade moderada.

Posted: 31 Jan 2013 12:15 AM PST
Suara Timor Lorosae – Posting Husi: Josefa Parada

DILI
– Membru Parlamentu Nasional (PN), hamutuk nain 10, ne’ebe lidera husi
Prezidente Parlamentu Nasional, Vicente Guterres, partisipa iha
konferensia Global Organization of parliamentarians Against Corruption
(GOPAC) durante loron tolu nia laran, iha Manila (Filipina).

Tema
ba konferensia GOPAC ba dala lima iha Manila, hodi kolaia kona ba
lideransa diak, lei diak, no sedadaun diak. Konferensia ne’e sei
konsentra liu ba knar lideransa diak hodi atinzi sosiedade ne’ebe livre
husi korupsaun.

Tuir,
Vise PN, Aderito Hugo liu husi konferensia imprenza iha Aero Portu
Internasional, Nicolao Lobato, Dili, Tersa (29/1). Katak PN iha vontadi
makaas halo lei no hari komisaun oin-oin ainsa atu bele redus korupsaun
iha TL.
Iha
oportunidade ida ne’e, Porta Voz ba delegasaun PN TL, Francisco Miranda
Branco hatete konferensia durante loron tolu iha Manila, GOPAC husi
kapitulu (nasaun) 73 sei kolaia kona ba efetivamente implementasaun ONU
ninia konvensaun kona ba Anti Korupsaun. Informasaun kompletu iha STL
Jornal no STL Web, edisaun Kuarta (30/1). Oscar Salsinha


Posted: 30 Jan 2013 03:57 PM PST
Suara Timor Lorosae – Posting Husi: Josefa Parada

DILI
– Tuir Konfigurasaun Nasaun Timor Leste, Droga bele tama liu husi area
oin-oin, tan ne’e atu kombate droga no joventude Timor oan labele komete
droga, presiza kontribusaun Timor oan tomak nebe hela iha rai laran.

Vice
Prezidente Komisaun B Parlamentu Nasional (PN) Asuntu Negosiu
Estrajeiru, Defeja no Seguransa Nasionais Duarte Nunes katak Timor Leste
ninia konfigurasaun giografikamente droga bele tama liu husi tasi no
mos rai maran.

“Ita
hare ita nia kapasidade entermus policia, forsa nebe mak ita uza atu
hare ba kestaun droga minimu tebes, tan nee’e atu kombate droga presiza
parisipasaun ita hotu, liu-liu maluk sira nebe mak hela iha area
fronteira,” dehan Duarte ba STL Kuarta (30/01) iha Parlamentu Nasional.
Nia
hatutan governu presiza halo sosializasaun ba populasaun sira nebe mak
hela iha area fronteira hodi esplika tipu droga nebe tama iha Timor, atu
nune populasaun sira mos bele koinese no mos hatene redi drogadu sira
nian. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL Web, edisaun Kinta
(31/1). Timotio Gusmão 


Posted: 30 Jan 2013 06:07 PM PST
Suara Timor Lorosae – Posting Husi: Josefa Parada

DILI
– Asuntu Fronteira entre Timor Leste ho Indonesia, to’o oras ne’e hela
deit fatin tolu mak nasaun rua ne’e seidauk rejolve, maibe Timor Leste
la iha problema kuandu Nasaun rua ne’e revolve asuntu fronteria bazea ba
Akordu nebe halao entre Belanda ho Portugal.

Timor
Leste oras ne’e ukun aan durante tinan sanulu ona, maibe ulun boot
nasaun ne’e nian seidauk konsege rejolve asuntu Fronteria entre Timor
Leste ho Indoensia nebe dala barak povu Timor Leste hela iha fronteira
sempre sai vitima, tan deit kestaun fronteira.

Tuir
vise Prezidente komisaun B Parlamentu Nasional (PN), Asuntu Negosiu
Estrajeiru, Defeja no Seguransa Nasionais Duarte Nunes Katak, Timor
Leste ninia prosesu nee’e negosiasaun ba Asuntu fronteira kontinua lao
nafatin. 


“Asuntu
fronteira laos Timor Leste ninian deit mas Indonesia hotu, parte rua
neee konkorda mak foin bele asina, iha fatin tolu mak ita seidauk
konsege rejolve hanesan ida iha Maliana no rua iha Oe-Cusse, ita bele
dehan ita laiha problema ona bazea ba akordu belanda ho Portugal ita la
iha problema ona,” dehan Deputadu Duarte ba STL Kuarta (30/01) iha
Parlamentu Nasional. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL Web,
edisaun Kinta (31/1). Timotio Gusmão/Tomas Sanches

Posted: 30 Jan 2013 03:17 PM PST
Suara Timor Lorosae – Posting Husi: Josefa Parada

DILI
– Vice Primeiru Ministru (PM), ba asuntu asocial, Fernando La Sama de
Arujo, husu ba iha kompaina ne’ebe kaer konstrusaun edifisiu Ministeriu
Solidaredade Sosial (MSS), atu responsabiliza, tanba laiha kualidade. 

La
Sama dehan Konstrusaun ne’ebe kaer projetu maka Konstruksion Unipesoal
no Kompanha PT Sasmito husi Indonesia atu toma responsabiliza ba
edefisiu ida ne’e, tanba kualidade ladun diak. Ne’eduni to oras ne’e
governu sedauk bele selu ninia orsamentu 10%. 

“Hau
hanoin iha osan 10% para fo garantia ba situasaun sira hanesan ne’e,
ne’ebe ministru sira fo atensaun ona hare kompaina sira ne’ebe mak kaer
(projetu) ne’e, tanba edifisiu ne’e foin remata, no sedauk uza, komesa
at dadauk ona, ne’eduni sira tenke responsabiliza kona ba ida ne’e,”
hatete La sama ba Jornalista iha Hotel Timor Dili, Kuarta (30/1). 
Nia
informa tan nia sente triste tebes kona ba konstrusaun ba projetu MSS
ne’e, bainhira uma ne’e mak rahun duni, hanesan esprensia ida ba
kompaina sira tomak. Ne’eduni nia husu ba iha kompaina sira ne’ebe kaer
projetu atu halo sasan ne’e ho kualidade, bainhira laiha kualidade ne’e
hatudu katak kompaina sira ne’e la serve. Informasaun kompletu iha STL
Jornal no STL Web, edisaun Kinta (31/1). Oscar Salsinha 


Posted: 30 Jan 2013 02:54 PM PST
… Defesa tem interpretação contrária
MSE – VM – Lusa
Díli,
30 jan (Lusa) – O Tribunal de Recurso de Timor-Leste recusou hoje o
pedido de habeas corpus à antiga ministra da Justiça timorense Lúcia
Lobato, mas a defesa mantém uma interpretação contrária do acórdão, a
que a Lusa teve acesso.
O
advogado de Lúcia Lobato, detida na semana passada para cumprir a pena
de cinco anos de prisão a que foi condenada por participação económica
em negócio, disse hoje à agência Lusa que o Tribunal de Recurso havia
concedido o habeas corpus à ex-ministra.
No
entanto, o acórdão do Tribunal de Recurso, a que Lusa teve acesso,
refere: “Decide este coletivo indeferir o pedido de habeas corpus
formulado pela requerente Lúcia Lobato”.
O
documento está assinado pelo presidente do Tribunal de Recurso, Cláudio
Ximenes, e pelos juízes José Luís da Goia e Maria Natércia Gusmão
Pereira.
Segundo
fonte judicial, houve uma interpretação incorreta do “voto vencido” do
presidente do Tribunal de Recurso, que juntou ao documento uma
declaração anexa a justificar a decisão.
“O pedido foi indeferido, mas o presidente do Tribunal de Recurso votou contra a decisão”, explicou a fonte.
Na
declaração de voto vencido, o juiz Cláudio Ximenes escreveu que se
deveria considerar ilegal a prisão de Lúcia Lobato “por ter sido baseada
em decisão condenatória não transitada” e “ordenar a sua imediata
libertação”.
“Eu
entendo que este coletivo do tribunal de recurso deveria declarar nulo o
acórdão do coletivo do tribunal de recurso, constituído pelos juízes
Guilhermino da Silva, Cid Orlando Geraldo e Deolindo dos Santos, que
julgou improcedente o recurso de fiscalização concreta da
constitucionalidade interposto pela arguida (…) e confirmou o acórdão
condenatório do tribunal distrital de Díli por esse coletivo ser
incompetente”, refere o juiz na sua justificação, que não convenceu os
restantes magistrados.
A
Lusa contactou o advogado de defesa Sérgio Hornai, que insistiu na sua
interpretação de que a decisão do Tribunal de Recurso foi conceder o
habeas corpus a Lúcia Lobato, afirmando que se baseia na informação que
consta na declaração de voto vencido do presidente do Tribunal de
Recurso.
Segundo
o advogado de Lúcia Lobato, o pedido de habeas corpus, entregue há uma
semana, foi apresentado por terem sido cometidas alegadas
inconstitucionalidades e erros processuais.
O
acórdão do Tribunal Recurso refere que “nenhum vício se pode apontar ao
acórdão deste tribunal proferido nos presentes autos, o qual transitou
em julgado e tornou definitiva e exequível a decisão de condenação da
requerente, pelo que não há qualquer prisão ilegal da mesma”.
A
antiga ministra da Justiça timorense, do V Governo, chefiado por Xanana
Gusmão, foi condenada a 08 de junho a cinco anos de prisão pelo
Tribunal Distrital de Díli pela prática de um crime de participação
económica em negócio.
O
crime é relativo à aquisição de fardas para equipar guardas prisionais
da Direção Nacional dos Serviços Prisionais e de Reinserção Social.
Relacionados

Posted: 30 Jan 2013 10:21 AM PST
Suara Timor Lorosae – Posting Husi: Josefa Parada

DILI
– Relasiona Timor Leste (TL) atu tama iha membru ASEAN, bankada
Opozisaun FRETILIN kestiona katak, TL tenki priense kritria barak tuir
regras nebe’e maka establisidu ona iha ASEAN.

Kestaun
ne’e hato’o husi deputada bankada Fretilin Maria Angelica katak atu sai
membru ASEAN, nasaun ne’e persija priense criteria barak, tuir regras
nebe estabelese ona iha organizasaun ASEAN.
  

“Hau
senti atu tama iha Membru ASEAN ne’e mos presiza criteria barak nebe’e
maka ita tenki tuir,primeiru ita ne’e hanesan Nasaun foun, tanba ne’e
ita tenki tuir regras nebe’e maka establisidu ona iha ASEAN, maibe TL
agora dadaun ne’e halo tentative maka’as atu nune’e bele tama iha
ASEAN,” hateten Deputada Maria Angelica ba STL iha uma fukun PN Kuarta
(30/01). 
Deputadu
husi bankada CNRT Arão Noe hateten, Prosesu negosiasaun Timor Leste
(TL) atu tama ASEAN lao hela, tanba ne’e maka komesa iha V governu
konstituisional, kria sekretaria estadu ida para asuntu ASEAN, atu
aslera jerasaun ba iha ASEAN. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL
Web, edisaun Kinta (31/1). Jasinta Sequeira 


Posted: 30 Jan 2013 09:40 AM PST
Suara Timor Lorosae – Posting Husi: Josefa Parada

DILI
– Relasiona ho Enkotru nebe halao entre Parlamentu Nasional (PN) ho
Ministeriu Negosiu Estrajeiru Timor Leste, Nasaun Timor Leste kontinua
Esforsu aan makas hodi hadia rekursu umanu iha rai laran, tamba tuir
planu Timor Leste sei sai Membru Asean iha 2015.

Infromasaun
ne’e fo sai husi Vice Prezidente Komisaun B Parlamentu Nasional Asuntu
Negosiu Estrajeiru, Defeja no Seguransa Nasionais Duarte Nunes.
“Ita
projeta tiha ona atu tama ba asean iha 2015, maibe ita tenki hadia buat
barak hanesan rekursu umanu tamba ita tenki iha ema atu tuur iha
embaixada sira no mos interministerial no buat seluk tan nebe ita
presiza hadia,” dehan Duarte ba STL Kuarta (30/01) iha Parlamentu
Nasional.


Importante
ba Timor Leste katak Duarte, Kriteria nebe mak Asean tau ba iha Meja
leten atu nune Timor Leste tenki priense, oras ne’e Timor Leste kompleta
hotu ona, tan ne’e to’o iha tinan 2015 Membru asean bele simu Timor
Leste sai Membru Asean. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL Web,
edisaun Kinta (31/1). Timotio Gusmão/Tomas Sanches 


Posted: 30 Jan 2013 09:28 AM PST
Suara Timor Lorosae– Posting Husi: Josefa Parada

DILI
– Artemarsiais husi modalidade Taekwondo, Kuarta (30/1), aprezenta an
ba Primeiru Ministru (PM), Kay Rala Xanana Gusmao iha Sorumutuk Konsellu
Ministru (KM), tanba sira hetan valor diak iha eventu Indonesia Open
iha Jakarta ho University Games iha laos.

PM,
Xanana fo benvindu Atletismu Taekwondo, tanba sira bele hamorin Timor
Leste nia naran iha rai liur liliu iha Indonezia ho Laos. Sira ne’ebe
partisipa ne’ebe ho valor ne’ebe diak tebes.

“Valor
imi hetan laos atu tau iha uma deit, maibe valor ba imi atu tau ho
displina, no tau imi nia hahalok hamutuk ho kolega sira,” hatete Xanana
liu iha sorumutuk Konsellu Ministru.
Ba
sira ne’ebe tuir eventu Indonezia Open maka Eulalia da Conceicao
Amaral, ho Nilton Gilman Corte-Real de Jesus Lemos. Sira nain rua hetan
medalia perunggu. Ba nain tolu seluk ne’ebe tuir eventu iha Laos maka,
Jose Antonio Pires, Joanes Paulo Atnomin, ho Celfia M. Silva Freitas,
sira nain tolu ne’e mos hetan medalia perunggu. Informasaun kompletu iha
STL Jornal no STL Web, edisaun Kinta (31/1). Oscar Salsinha 

Artemarsiais Tenke Kumpri Rezulusaun 

Suara Timor Lorosae – Posting Husi: Josefa Parada

DILI
– Sekretariu Estadu Joventudi no Desportu (SEJD), Miguel Manetelu husu
ba membru artemarsias tomak atu kumpri nafatin rezulusaun governu ninia,
liliu ba artemarsiais sira ne’ebe hetan suspensaun.

Tuir,
Manetelu ba Jurnalista iha Palacio Governu, Dili, katak artemarsiais
ne’ebe hatudu ona exemblu diak, no lori TL nia naran ba iha rai liur
maka, Taekwondo, Kempo, ho Karate. Ba Artemarsiais sira seluk sedauk
bele halao sira nia aktividade tanba hetan suspensaun husi governu.

“Hau
hanoin liga mos ba iha 2013, sai sedadaun foun no sai eroi foun ba rai
ida ne’e. no sira mos hatudu dadauk ona, tanba ne’e maka hau husu ba
modalidade seluk karik latuir rezulusaun governu nian hetan suspensaun
hau husu ba lidernsa sira atu mantein tuir rezulusaun ne’e kontra lei
artemarsiais to iha tempu ida mandate ne’e remata, sira mos bele banate
tuir prestasaun sira ne’ebe maka husi Taekwondo, Kempo, Karate hatudu
ona, hau husu para sira banate tuir ida ne’e,” hatete Manetelu.
Ba
artemarsiais sira seluk ne’ebe hetan suspensaun, husu atu kumpri
nafatin to mandate remata. Governu kuntinua fo apoiu nafatin ba sira
bainhira iha eventu ruma. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL
Web, edisaun Kinta (31/1). Oscar Salsinha 


Posted: 30 Jan 2013 09:17 AM PST

A
seleção de Cabo Verde na Taça das Nações Africanas só dá entrevistas em
português, seguindo as instruções do presidente Jorge Carlos Fonseca.

O objetivo é incentivar o uso da língua portuguesa, de acordo com os responsáveis da seleção, citados hoje no jornal A Bola.

«Uma
das razões que levam a que o português não seja tão conhecido
internacionalmente é o facto de sermos tão educados com os estrangeiros e
falarmos com eles outras línguas», disse o porta-voz Gerson de Matos ao
jornal.

«Somos
mais de 200 milhões de falantes de português no mundo. Se fizermos
questão de falar português, talvez mais pessoas encarem a nossa língua
de outra forma», acrescentou ainda Gerson de Matos.

Cabo Verde passou pela primeira vez na história aos quartos-de-final da Taça das Nações Africanas (CAN).

A decisão de Cabo Verde já motivou uma notícia da agência internacional Reuters, com o título: «Cape Verde players speak up for Portuguese language».

Posted: 30 Jan 2013 05:59 AM PST
Ao contrário do que foi noticiado (ver em baixo) pela Agência Lusa em Timor-Leste o Tribunal de Recurso timorense recusou habeas corpus à ex-ministra Lúcia Lobato. 

O
Timor Lorosae Nação sabe de fonte segura que a notícia da sua eminente
libertação por o TR ter aceite o recurso de habeas corpus e o deferir
foi fruto de contra-informação provável por parte do advogado da
ex-ministra, que alega neste momento que tem a interpretação da eminente
libertação da sua constituinte segundo o acordão do Tribunal de
Recurso. 

– Atualização

Em
despacho da Agência Lusa há pouco publicado o jornal Expresso faz saber
que se confirma a recusa do TR relativamente ao recurso de pedido de
Habeas Corpus apresentado pelo advogado de Lúcia Lobato. (Redação TLN)

Tribunal de Recurso timorense recusa habeas corpus a ex-ministra da Justiça, Defesa tem interpretação contrária

Expresso – Lusa

Díli,
30 jan (Lusa) – O Tribunal de Recurso de Timor-Leste recusou hoje o
pedido de habeas corpus à antiga ministra da Justiça timorense Lúcia
Lobato, mas a defesa mantém uma interpretação contrária do acórdão, a
que a Lusa teve acesso.

O
advogado de Lúcia Lobato, detida na semana passada para cumprir a pena
de cinco anos de prisão a que foi condenada por participação económica
em negócio, disse hoje à agência Lusa que o Tribunal de Recurso havia
concedido o habeas corpus à ex-ministra.

No
entanto, o acórdão do Tribunal de Recurso, a que Lusa teve acesso,
refere: “Decide este coletivo indeferir o pedido de habeas corpus
formulado pela requerente Lúcia Lobato”.

Posted: 30 Jan 2013 03:13 AM PST
MSE -VM – PJA – Lusa

O
Tribunal de Recurso de Timor-Leste concedeu hoje o habeas corpus à
ex-ministra da Justiça Lúcia Lobato, condenada a cinco anos de prisão
por participação económica em negócio, disse à Lusa o seu advogado,
Sérgio Hornai.

Lúcia Lobato foi detida há uma semana para cumprir a pena e agora será libertada com esta decisão judicial.

Segundo
o advogado de Lúcia Lobato, o pedido de habeas corpus, entregue há uma
semana, foi apresentado por terem sido cometidas alegadas
inconstitucionalidades e erros processuais.

A
antiga ministra da Justiça timorense, do V Governo, chefiado por Xanana
Gusmão, foi condenada a 08 de junho a cinco anos de prisão pelo
Tribunal Distrital de Díli pela prática de um crime de participação
económica em negócio.

O
crime é relativo à aquisição de fardas para equipar guardas prisionais
da Direção Nacional dos Serviços Prisionais e de Reinserção Social.

Posted: 30 Jan 2013 02:32 AM PST
Radio Liberdade Dili – Kuarta, 30 Janeiru 2013 – Autor sumariu jornal Independente

Radio,
online – Sekertariu Jeral partido istoriku FRETILIN, Mari Alkatiri
hateten, governu ne’ebe lidera husi Primeiru Ministru (PM), Kay Rala
Xanana Gusmao ‘impoten’ hodi halo negosiasaun dada kadoras Greater
Sunrice (GS) mai Timor-Leste.

Tuir
Mari, akordu CMATS ne’ebe governu FRETILIN halo ho governu Australia
iha 2006 no hetan ratifikasaun husi PN iha 2007 ho votus maioria afavor
ne’e sei mate iha loron 23 fulan oin, maibe kadoras GS seidauk mai.

Akordu
CMATS ne’e hodi koalia konaba esplorasaun mina no gas iha kampu mina GS
no difini katak, bainhira esplora, TL ho Australia tenki fahe hanesan
ho lukru porsentu 50-50.

“Akordu
ne’e hau halo agora husik ba sira (governu-red), sira mak haktene, sira
atu halo saida,”dehan Alkatiri iha PN horseik, (29/1).

Tuir Alkatiri, se nasaun TL ho Australia husik mate akordu CMATS ne’e, signifika katak, atu dada kadoras GS mai TL sei la hetan.

“Negosiasaun depende ba governu ne’ebe agora ukun, no tenki kaer metin mos akordu CMATS,”dehan alkatiri.

Hatan
ba akordu CMATS atu mate ona ne’e, Ministru Petroliu no Minarais,
Alfredo Pires dehan, TL sei deklara ninia pozisaun bainhira akordu CMATS
ne’ebe mate iha tempu besik.

Alfredo kontinua, saida deit mak sei mosu, iha depois akordu ne’e mate. TL nia pozisaun mak kadoras  GS tenki mai TL.

“kualker
momentu ita bele deklara, ita bele deklara GS mai TL iha dia 20 de Maiu
ou 28 de Novembru konformi deit,”dehan Ministru Petroliu no Minarais
ne’e.

Liu husi Alfredo katak, agora dadaun kompanha Woodside tuur hamutuk ho governu TL atu hare hela opsaun dada kadoras GS mai TL.

Posted: 30 Jan 2013 02:28 AM PST
Radio Liberdade Dili– Kuarta, 30 Janeiru 2013 11:46 – Autor Santino Dare Matias

Radio,
online – Science Of Life Systems (SOSL 24/7) ne’ebe hari iha
Timor-Leste 2006 foin premeira vez fo graduasaun ba estudantes 52.
Estudante 36 husi Timor oan no 16 husi nasaun Cambodia.

Serimonia graduasaun ne’e halao iha sede jeral SOLS iha Becora, Vertude Segunda, (28/1).
SOLS hanesan instituisaun formasaun iha area kursu Ingles, disiplina etika servisu no hanorin reza ho relijiaun oioin.

Durante prezensa SOLS iha TL Timor oan barak mak hatene lian Ingles, ne’ebe koinesidu iha mundu Internasional.

SOSL
ejisti iha nasuan mak hanesan Japaun, Laos, Thailandia, Malazya.
Cambodia no Timor-Leste. Iha TL SOLS mos loke ninia liras ba distritu no
sub-distritu hamutuk 31 sede SOLS.

Tuir Diretor Geral SOLS, Madenjit Singh husi Malazya dehan, durante SOLS hari iha nasaun ne’e, iha programa rua.

Programa
ida estudante sira hela iha sede SOLS. Total estudante mak hela iha
SOLS ate agora hamutuk estudantes  10,000, no estudantes sira hela iha
uma hamutuk 20,000.  Agora dadaun estudantes halao estudus iha SOLS
Becora hamutuk estudantes 350.

Diretor
SOSL dehan, ejistensia iha nasaun TL importante tebes, tamba nasaun
ne’e foin mak ukun-an. SOLS nia prezensa mos hola parte importante hasae
rekursu humanus.

“Ami
kontinua nafatin lao ba oin ho programa oioin tan no ami presiza tebes
estadu TL fo tulun, liu husi Ministeiru da Edukasuan atu legalija SOLS
sai instituisaun formasaun legal iha nasaun ne’e,”dehan Singh iha
esperansa.

Diretor
Geral Ministeriu da Edukasaun, Domingos Maia  dehan, saida mak durante
ne’e SOLS halao signifika tebes ba nasaun TL.  Tinan-tinan estudantes
sira akaba husi Sekundaria ne’ebe inan-aman la forsa atu dudu oan sira
kontinua ba estudus barak mak ba tuir kursu iha SOLS.

“Mai ita fo valoriza ba SOLS durante ne’e fo importansia ba rekursu humanus iha nasuan ne’e,’dehan Domingos.

Iha
esperansa husi fundador SOLS iha TL, husi ba Ministeriu da Edukasaun
atu legaliza sai instituisaun formasaun legal iha nasaun ne’e.

Posted: 30 Jan 2013 02:17 AM PST
O
presidente da Comissão E-PN, Pedro Martires da Costa, disse que o
membro da Consersimu Nacional Timor (CNT), responsavél pela obra na
ponte de Aitarak Laran, garantiu que a obra terminará em Abril.

O
deputado de bancada CNRT Pedro Costa reconheceu que esta obra foi
sempre questionada pela comunidade devido ao engarrafamento do trânsito.
O mesmo pediu ao ministério competente responsbilidades à CNT, o qual
garantiu a continuação da obra.
Inácio
Moreira, deputado da Fretilin, considera a contrução da obra “atrasada e
parada”. Faz 6 meses que anda em construção e que já devia ter sido
terminada comparando com outras obras maior que estão adiantadas, disse
Inácio.
O
deputado Adriano João da bancada PD pede ao governo, neste caso ao
Minitério das Obras Públicas, para colocar na “lista negra”, a companhia
CNT.
SAPO TL com Suara Timor Lorosa’e – com foto


Posted: 30 Jan 2013 02:06 AM PST
JCS – HB Lusa

Macau,
China, 30 jan (Lusa) – O músico português Rao Kyao está em Macau a
“retratar musicalmente” a nova cidade, que está muito diferente da que
colocou no projeto “Junção” com a Orquestra Chinesa local, lançado em
1999.

“Tenho
uma colaboração já de há um tempo com a Orquestra Chinesa e fui
convidado para escrever umas peças para essa orquestra e para estar aqui
para me ambientar com o Macau de agora, que faz uma diferença
gigantesca”, explicou Rao Kyao à agência Lusa depois de ter atuado na
noite de terça-feira no jantar comemorativo do Ano Lunar da Serpente,
organizado pela Associação dos Aposentados, Reformados e Pensionistas de
Macau (APOMAC).

Rao Kyao disse que a Orquestra Chinesa pretende um retrato musical da nova cidade, que o músico vê como uma “Las Vegas chinesa”.

Mais
de 13 anos depois da transferência de poderes de Portugal para a China,
quando tocou num sarau cultural, Rao Kyao recorda a antiga cidade de
que “gostava mais”, porque tinha “o privado e o público”.

“Tinha
uma certa coisa intimista e uma reminiscência do português em Macau que
nós sentíamos e que está a desaparecer completamente”, acrescentou.

Declarando-se
um apaixonado por Macau, Rao Kyao tem, contudo, saudade de outros
tempos, de uma “Macau que era o português com o chinês, aquela coisa, um
bocado mais sossegada”.

“Quando
fiz o ‘Junção’ com a Orquestra Chinesa, esse disco já era a pensar no
Macau anterior, aquele que eu conheci”, disse o músico, que rejeita uma
atitude ser um “saudosista daquele cerrado”.

“Mas
de certa maneira acho que Macau tinha aqui uma situação única, que era
aquela coisa do português no Oriente, que tem muito a ver comigo, e que,
na realidade, agora é diferente”, disse.

Sobre
os 500 anos da presença portuguesa em Macau, o músico realçou que
desejava ver um “significado”, no sentido de se compreender que “é uma
coisa que teve uma força real e única no mundo”.

“Este
cantinho aqui, onde nunca houve grandes tensões, prova muito da maneira
do português, da sua maneira de ser e de como ele se ligou com o chinês
que não é fácil”, sustentou, acrescentando que “não convém deixar
desaparecer da história esta presença”.

Posted: 30 Jan 2013 01:59 AM PST
PNE – JMR – Lusa

Macau,
China, 29 jan (Lusa) – A fadista Luísa Rocha está na Ásia pela primeira
vez, em resposta a um desafio do restaurante “Porto de Macau”, para uma
iniciativa inédita na sua carreira: recriar o ambiente de uma casa de
fados portuguesa em território chinês.

“Esta
é a minha primeira vez em Macau, e na Ásia, e é a primeira vez que
durante uma temporada faço exatamente o mesmo que em Portugal, que é
estar em casas de fado”, contou, em entrevista à agência Lusa, a fadista
que trocou, por um mês, a “Casa de Linhares”, em Lisboa, pelo “Porto de
Macau”.

Luísa
Rocha sente-se “perfeitamente em casa” no restaurante português da
Região Administrativa Especial chinesa, onde atua todas noites, à
exceção de quarta-feira, desde 15 de janeiro e até 14 de fevereiro.

“A
única diferença é que quando saio à rua estou em Macau, mas cá dentro
estou em Lisboa”, constatou, salientando que o “ambiente [de uma casa de
fados tradicional] tem sido muito bem recriado pela gerência e que os
muitos clientes portugueses do restaurante fazem-na sentir como “se
estivesse em Portugal”.

As
noites de fado têm tido “casa cheia”, segundo a gerência, não só com os
clientes da saudade, mas também com chineses, japoneses e turistas de
outras origens, cuja presença não surpreende Luísa Rocha por serem
‘habitués’ das casas onde atua em terras lusas, mas que tem tornado a
experiência da fadista em Macau “muito gratificante”.

A
partir das 19:00 (11:00 em Lisboa), os clientes começam a chegar ao
“Porto de Macau”, escolhem os seus pratos favoritos de um menu especial
e, entre um copo de bom vinho português e uma garfada nas especialidades
gastronómicas, os acordes da guitarra portuguesa de Guilherme Banza e
da viola de Nelson Aleixo trazem o silêncio para Luísa Rocha cantar o
fado.

“O
meu disco [“Uma noite de amor”] está sempre presente e depois vou
variando o reportório consoante o meu estado de espírito, pois nas casas
de fado temos a oportunidade de dar ao público o que sentimos no
momento”, explicou a fadista.

Mas
há fados que estão quase sempre presentes, é o caso dos tradicionais
“Mocita dos Caracóis”, “Fado Alfacinha” e “As Meninas dos Meus Olhos”,
bem como “Se o Meu Amor Fosse um Fado”, do primeiro álbum da fadista.

Gil
Raposo, um lisboeta de 35 anos, e Mariana Fernandes, uma portuense de
29 anos, proprietários do “Porto de Macau”, de portas abertas há dois
anos, decidiram trazer o fado a Macau depois de este estilo musical ter
sido classificado como Património Mundial, para promover “um pouco mais”
da cultura portuguesa.

Guilherme
Banza, amigo de infância de Gil, “tratou de tudo” e hoje o casal admite
pretender “dar continuidade a esta experiência”, confessando o sonho de
vir a ter no restaurante um “elenco de fadistas diariamente durante um
ano ou sempre”.

Macau
é o porto de abrigo de Gil e Mariana há cerca de cinco anos onde
chegaram com o sonho, que não conseguiram realizar em Portugal, de abrir
um restaurante com os sabores da sua infância.

O mesmo porto está a servir de inspiração a Luísa Rocha, que aproveita a estada no território para preparar o novo álbum.

“Aproveitei
esta minha vinda a Macau para escolher os temas que vou gravar em março
entre muitos poemas e músicas que já me ofereceram”, disse, ao indicar
que o novo disco sairá em outubro ou novembro com “algumas surpresas e
convidados”, podendo marcar a sua estreia como compositora.

Regressar
à Ásia “não está fora de questão”, mas, além dos concertos, Luísa Rocha
gostaria de voltar a fazer “umas noites de fado” em outras cidades
asiáticas.

Posted: 30 Jan 2013 01:55 AM PST
DM – FV – Lusa

Banguecoque,
30 jan (Lusa) – A marinha da Tailândia impediu a entrada de mais de 200
refugiados da minoria Rohingya no país, informaram hoje fontes oficiais
citadas pela agência AFP.

Milhares
de muçulmanos Rohingya – uma minoria étnica apátrida considerada pela
ONU como uma das mais perseguidas do mundo – têm fugido da Birmânia ao
longo dos últimos meses devido aos confrontos no estado de Rakhine, no
oeste do país.

Fonte
oficial da marinha em Banguecoque indicou que foram encontrados mais de
200 Rohingya na terça-feira, a cerca de 40 quilómetros da costa da
Tailândia.
“Nós demos-lhes comida e água antes de os encaminhar para um terceiro país”, indicou a mesma fonte sob a condição de anonimato.

A imprensa local noticiou que os refugiados foram avistados perto da ilha de Raja Noi, ao largo de Phuket.

O
secretário-geral do Conselho de Segurança Nacional, Paradorn
Pattanathabutr, disse à agência AFP na segunda-feira que a Tailândia
iria afastar os Rohingya que tentassem alcançar a sua costa.

As
duras medidas surgiram depois de as autoridades tailandesas estarem a
investigar as suspeitas de que elementos das suas forças de segurança
estariam envolvidos no tráfico de Rohingya.

Confrontos
entre budistas e muçulmanos causaram já centenas de mortos naquele
estado da Birmânia desde junho, e milhares de deslocados, a maioria dos
quais da etnia Rohingya.

Mais de 1.300 membros daquele grupo étnico foram detidos na Tailândia depois de terem chegado às suas costas nos últimos meses.

Cerca
de 800 mil muçulmanos Rohingya vivem na Birmânia, a maioria dos quais
no Estado de Rakhine, ainda que as autoridades do país,
predominantemente budista, não os reconheçam como sendo cidadãos
birmaneses, mantendo a sua posição de que procedem do vizinho
Bangladesh.

Esta comunidade também não é reconhecida no Bangladesh, onde cerca de 300 mil rohingyas se encontram em campos de refugiados.

As
Nações Unidas estimam que cerca de 13.000 refugiados tenham fugido da
Birmânia e do Bangladesh em 2012, dos quais parte terá morrido durante a
viagem.

A
Tailândia tem sido alvo de críticas por parte de organizações de defesa
dos direitos humanos, por afastar, deportar ou recambiar refugiados
Rohingya, não lhes oferecendo proteção.

Posted: 30 Jan 2013 01:45 AM PST
FV – FV – Lusa

Sydney,
Austrália, 30 jan (Lusa) — A primeira-ministra australiana, Julia
Gillard, convocou hoje eleições gerais para 14 de setembro, com o
parlamento a ser dissolvido a 12 de agosto.

Julia
Gillard fez o anúncio durante um discurso no Clube de Imprensa em
Camberra, definindo as prioridades para este ano para o Partido
Trabalhista atualmente no poder.

Posted: 30 Jan 2013 01:41 AM PST
FV – FV – Lusa

Sydney,
Austrália, 30 jan (Lusa) — Os soldados australianos juntaram-se às
operações de limpeza na cidade de Bundaberg, a mais afetadas pelas
recentes inundações no nordeste do país, enquanto prossegue a busca de
duas pessoas desaparecidas.

Até
à data foi reportado um total de quatro mortos provocados pela passagem
da tempestade tropical Oswald, no nordeste do país oceânico, indicou a
agência de notícias espanhola Efe.

O
nível das águas já começou a baixar no estado de Queensland, mas
milhares de residentes continuam a aguardar para poderem regressar aos
seus lares, de acordo com a cadeia australiana ABC.

Outras
informações dão conta que Brisbane, a capital de Queensland, está a
ponto de começar a ter falta de água potável e que outras localidades
isoladas pelas inundações começam ser afetadas pela escassez de bens
essenciais.

Embora
não tenha sido divulgado o montante dos prejuízos causados pelas
inundações, Judy Shepherd, representante da Associação de Produtores de
Fruta, considera que estas são “milionárias” e “catastróficas” no setor
dos citrinos em Queensland.

Segundo
o conselho de seguradoras da Austrália, as reclamações apresentadas até
à data pelos danos causados pelas inundações em Queensland ascendem a
75 milhões de dólares (55,8 milhões de euros).

Ainda
que se preveja um aumento deste montante, de acordo com a Efe, os
prejuízos não deverão superar os 2.504 milhões de dólares (1.862 milhões
de euros) provocados pelas iunundações que afetaram Queensland em 2011,
as mais graves que assolaram o país, provocando 35 mortos.

You are subscribed to email updates from TIMOR LOROSAE NAÇÃO

To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610

conferência

Newsletter do Observatório da Língua Portuguesa

Se não visualizar correctamente este e-mail, clique aqui.
CONVITE

O Observatório da Língua Portuguesa convida-a(o) a participar na Conferência

A
Academia das Ciências de Lisboa, a APEDI – Associação de Professores
para a Educação Intercultural, o Ciberdúvidas da Língua Portuguesa, o
OLP – Observatório da Língua Portuguesa e a Priberam convidam-na(o) a
participar na Conferência “A Sociedade Civil no Plano de Ação de
Brasília”. CONSULTE AQUI O PROGRAMA.

CASO NÃO POSSA ESTAR PRESENTE
Poderá assistir à transmissão em direto desta Conferência na
ou, ainda, no MEO Kanal, criado para este efeito.
Para aceder, basta carregar no botão verde do seu comando e inserir o número:
Produzido por PTC © 2011 Todos os direitos reservados
O SAPO é uma marca e um motor de busca criado na Universidade de Aveiro
Se não pretender continuar a receber estas informações, clique aqui.

O EXEMPLO DE CABO VERDE

Cabo Verde só fala português na CAN

A seleção de Cabo Verde na Taça das Nações Africanas só dá entrevistas
em português, seguindo as instruções do presidente Jorge Carlos Fonseca.
O objetivo é incentivar o uso da língua portuguesa, de acordo com os responsáveis da seleção, citados hoje no jornal A Bola.
«Uma das razões que levam a que o
português não seja tão conhecido internacionalmente é o facto de sermos
tão educados com os estrangeiros e falarmos com eles outras línguas»,
disse o porta-voz Gerson de Matos ao jornal.
«Somos
mais de 200 milhões de falantes de português no mundo. Se fizermos
questão de falar português, talvez mais pessoas encarem a nossa língua
de outra forma», acrescentou ainda Gerson de Matos.

Cabo Verde só fala português na CAN
Cabo Verde passou pela primeira vez na história aos quartos-de-final da Taça das Nações Africanas (CAN).
A decisão de Cabo Verde já motivou uma notícia da agência internacional Reuters, com o título: «Cape Verde players speak up for Portuguese language».
[Fonte: www.tsf.pt]

CONF EM GOA

 

——– Original Message ——–

Subject: Comunicação sobre “Tagore, Goa e o Mundo Lusófono” em Panjim, Goa 4. Fevereiro 2013
Date: Wed, 30 Jan 2013 19:42:27 +0530
From: Lusophone Goa India <[email protected]>
To: [email protected]

Comunicação sobre o tema:  Tagore, Goa e o Mundo Lusófono

 

4 de Fevereiro (segunda-feira) 2013 às  16:00 H – Na Goa State Central Library – Conference Hall, Patto, Near Kadamba Bus Station, Panjim

 

“Percepção e influência de Tagore em Goa e no Mundo Lusófono”

Prof. José Paz Rodrigues, Academia Galega de Língua Portuguesa, Galiza – Espanha.

A comunicação sera em Português com um sumário em Inglês.

Organizada pela  LSG – Lusophone Society of Goa em colaboração com a AGLP – Academia Galega de Língua Portuguesa.

T. 9763365050

 

Professor Doutor José Paz Rodrigues, é considerado um dos maiores especialistas mundiais em Tagore. O Prof. Rodrigues tem uma das maiores bibliotecas de mundo sobre Tagore, com mais de 30.000 volumes em diversas linguas, e é um estudioso de Tagore desde 1966. A tese de doutoramento do Prof. Rodrigues em 1966 na Universidade Aberta de Madrid teve como título “Tagore, Pioneiro da Nova Educação”.

 

LSG – Lusophone Society of Goa

[email protected]

www.lusophonegoa.org

 

Publicado em Sem categoria