timor lorosae notícias 31 março 2013

TIMOR LOROSAE NAÇÃO – diário


LABEH LOKE ESKOLA DIPLOMA MULTIMEDIA JORNALISMU

Posted: 30 Mar 2013 11:45 AM PDT

Kuarta-Feira, 27 husi Marsu 2013
Dili, Direitor Eskola Vokasional Lalenok Ba Ema Hotu (LABEH), Rui Manuel da Silva ba reporter CJITL konfirma avizu ne’ebe oras ne’e distribui iha sidade laran  katak  LABEH loke ona ba publiku Eskola Diploma Profesional ba Multimedia Journalism (TV, Radio, Printing no Online).
Iha nia servisu fatin, Kampung Baru, Rui haktuir katak Diploma Profesional ne’e kompletu ho fasilidade hanesan Internet Wireless, Libraria Jornalismu, ekipamentus Radio no TV, iha mos Studio Radio FM ne’ebe sei sai fatin pratika ba estudantes.
“Ami iha dosente ne’ebe atu hanorin mesak S2 no S1, Experencia servisu iha media tinan barak, iha nivel nasional no mos internasional, maluk dosente sira ne’e inklui Edgar Xavier ne’ebe servisu tinan tolu ho SAPO.TL no dosente seluk maka Pelagio Doutel no Antoninho Bernardinho ne’ebe hasai kursu komunikasaun social husi Estados Unidos  Amerika no Australia” Haktuir Rui.
Ba CJITL, Rui hatutan katak ba etapa ida ne’e LABEH sei simu deit estudantes na’in 50, Prosesu rejistrasaun sei to’o iha loron 12 Abril 2013. (CJITL/Ofelia)
PEDRO LAY HALO AUDIENSIA HO PR KONABA SERVISU OPERADOR INTERLIGASAUN FOUN

Posted: 30 Mar 2013 11:40 AM PDT

Kuarta-Feira, 27 husi Marsu 2013
Dili, Iha Segunda feira semana ne’e (25/3), Prezidente Repúblika (PR), Taur Matan Ruak, simu audiénsia Ministru Transporte no Komunikasaun, Pedro Lay, iha Palásiu Prezidente Nicolau Lobato hodi informa kona ba serbisu Ministeriu nian liuliu iha parte transportes aério no marítima.
Ministru Pedro Lay hafoin enkontro haktuir katak  mai esplika ba Prezidente kona ba prosesu serbisu Ministeriu nian no Prezidente fó hanoin, fó sujestaun oinsá mak bele hadi’a liu mekanismu serbisu nune’e bele atinji obejetivu.
Liu ida ne’e Minstru Pedro Lay informa mós ba Chefe Estadu kona ba serbisu operador telekomunikasoens iha Timor-Leste hanesan; Timor Telecom, Vitel no Telkomsel ne’ebé asina ona akordu interligasaun entre kompanhia tolu ne’e hodi fó espasu ba klientes sira atu bele liga ba operador sira seluk. (*/CJITL)
TELEKOMCEL – TT LOKE INTERNET GRATUITA IHA MERKADU MANLEUANA

Posted: 30 Mar 2013 06:01 AM PDT

Radio Liberdade Dili – Tuesday, 26 March 2013 – Written by sumariu jornal Independente
Radio Online Fonte Jornál Independent  – Atu atrai komunidade sira hodi sosa sasan iha merkadu Manleuana, Telecomcel ho Timor-Telecom (TT) loke internet gratuita iha merkadu ne’e.
Ministru Comersiu Industria no Ambiente (MCIA), António da Conceição informa, kompañia Telecomcel ho TT oferese internet gratuita iha merkadu ne’e hodi apoiu governu atrai ema barak ba merkadu ne’e.
Internet gratuita ne’e hahú estabelese wainhira MCIA loke feira durante loron hat (22-26 marsu) iha merkadu Manleuana hodi fan produtu.
“Governu serbisu hamutuk ho TT no Telecomcel sei fasilita ba imi internet gratuita iha fatin ida ne’e”, dehan António, (22/3) foin lalais.
Internet grtuita ne’e sei kontinua nafatin no MCIA mos sei koopera hamutuk ho Banku Nasionál Comersiu Timor-Leste (BNCTL) hodi loke nia espasu iha merkadu ne’e. atu nune’e bele iha ligasaun direita ho negosiante sira no idozu sira mos bele simu sira nia osan iha fatin ne’e.
Iha fatin hanesan, reprezentante  TT, Manuel hateten, Apoiu politika Governu hodi oferese internet gratuita ba publiku.
Manuel promote, bainhira governu loke merkadu hanesan ne’e iha distritu hotu TT pronto oferese internet gratuita. Loke internet gratuita, Manuel dehan, hodi sadik mos Timor-oan atu asesu para buka mos matenek no halo peskiza.
Manuel husu atu komunidade ne’ebé mak uza internet tenki ho didiak tanba internet bele lori ema bá matenek nomos bele lori ema ba buat a’at. “Internet mos bele estraga mentalidade no prestiju Timor-oan nian,” dehan Manuel.
Entretantu, reprezentante kompañia Telecomcel,  José Lay dehan, Telecomcel fó mós internet gratuita iha merkadu Manleuana hodi dada ema ba vizita merkadu ne’e n sosa sasan iha merkadu refere.
Aliende internet gratuita kompañia rua ne’e mos sei loke sira nia loja iha merkadu refere hodi fan sira nia produtu. ***
COREIA DO NORTE DECLARA “ESTADO DE GUERRA” COM COREIA DO SUL

Posted: 30 Mar 2013 03:14 AM PDT

Jornal i – Lusa – foto Reuters
A Coreia do Norte anunciou hoje que entrou em estado de guerra com a Coreia do Sul, informou a agência de notícias sul-coreana, Yonhap.
“A partir de agora, as relações inter-coreanas entraram num estado de guerra e todos os assuntos entre as duas Coreias serão tratados de acordo com o protocolo de guerra”, anunciou a Coreia do Norte numa declaração que vincula todo o governo e instituições do país.
Ameaças. Exercícios militares levam Coreia do Norte a apontar mísseis aos EUA
Joana Azevedo Viana – Jornal i
Rússia veio pedir calma às partes envolvidas para evitar que “espiral fique fora de controlo”
É um exercício da musculatura militar que começou na madrugada de ontem e que está a preocupar a comunidade internacional: perante exercícios militares conjuntos dos Estados Unidos e da Coreia do Sul, a Coreia do Norte pôs as suas bases de mísseis em estado de prontidão para um ataque a alvos em solo norte-americano e a bases militares que o país tem no Pacífico.
A notícia foi avançada em primeiro lugar pelos media estatais norte-coreanos, dizendo que o líder do país, Kim Jong-un, aprovou um plano de preparação para ataque imediato a alvos americanos. Horas depois, no rescaldo de um encontro com líderes militares, o jovem líder do regime terá dito “que chegou a hora de acertar contas com os imperialistas dos Estados Unidos perante a situação prevalecente”, citado pela agência estatal KCNA. “Qualquer provocação imprudente da parte das suas forças estratégicas gigantes e nós atacaremos sem misericórdia o território dos EUA, as suas bases militares em teatros operacionais no Pacífico, incluindo [as ilhas do] Havai e Guam, e as suas bases na Coreia do Sul”, acrescentou.
As acções estão a ser vistas pelos analistas como retaliação pelo uso de dois bombardeiros B-2 pelos EUA, que sobrevoaram a Coreia do Sul na quinta, em mais uma fase da série de exercícios militares que os países têm levado a cabo.
Os media em Pyongyang avançaram depois, ao início da tarde em Lisboa, fotografias e pormenores da “reunião de emergência” de Jong-un com líderes militares, na qual definiram a estratégia de possíveis ataques com mísseis aos alvos americanos citados. A capital tornou-se, a essa hora, palco de uma manifestação de apoio à decisão do líder por milhares de cidadãos e soldados.
Ao mesmo tempo, a agência estatal sul–coreana Yonhap citou fontes militares norte-coreanas a informarem de movimentações de tropas e veículos nas instalações de mísseis de médio e longo alcance do regime liderado por Jong-un, confirmando o estado de alerta para atacar os EUA “a qualquer momento”.
Perante a escalada de tensões, a comunidade internacional e os analistas desdobraram-se em avisos e análises da situação. A Rússia veio de imediato pedir calma a Washington, Seul e Pyongyang, sublinhando o actual “ciclo vicioso” que se vive e lembrando que as sanções aprovadas no início do mês pelo Conselho de Segurança da ONU à Coreia do Norte são “adequadas” e “consensuais”.
“A situação pode ficar fora do controlo e está a caminhar para uma espiral de um ciclo vicioso”, disse o ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergei Lavrov, pedindo “a todas as partes que não exercitem o seu músculo militar”. “Estamos preocupados com o facto de estarem a ser tomadas acções unilaterais nas proximidades da Coreia do Norte, com aumento da actividade militar, depois da reacção adequada e colectiva do Conselho de Segurança”, acrescentou em conferência de imprensa.
Por sua vez, os EUA criticaram a ameaça. “Os Estados Unidos são perfeitamente capazes de se defenderem e aos seus aliados”, disse a porta-voz do Pentágono, a tenente-coronel Catherine Wilkinson. “A retórica belicosa da Coreia do Norte e estas ameaças segue um padrão projectado para aumentar as tensões e intimidar os outros.” A Casa Branca veio acrescentar que esta acção só “isola ainda mais o país”.
Quase todos os analistas excluem a hipótese de uma guerra, admitindo porém a hipótese de bombardeamentos semelhantes aos que em 2010 mataram quatro cidadãos de uma pequena ilha sul- -coreana e 46 tripulantes num navio de guerra de Seul. Kim Yong-Hyun, especialista em assuntos da Coreia do Norte da Universidade sul-coreana de Dongguk, disse à AFP que as declarações do regime de Pyongyang “não devem ser interpretadas como sinal de guerra iminente”, sendo “uma reacção esperada ao voo dos B-2”.
You are subscribed to email updates from TIMOR LOROSAE NAÇÃO
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610
Please follow and like us:
error

Publicado por

chrys chrystello

Chrys Chrystello presidente da direção e da comissão executiva da AICL