CONTO DE PEDRO PAULO CÂMARA