lusa em timor

Quarta-feira, 29 de Agosto de 2012

Agência Lusa responsável pelo estudo de viabilidade de agência de notícias de Timor-Leste

JCS – Lusa, com foto
Díli, 29 ago (Lusa) – A agência Lusa vai realizar até novembro o estudo de viabilidade da criação da Agência de Notícias de Timor-Leste (ETNA), salientou hoje o ministro de Estado e da Presidência do Conselho de Ministros timorense.
Em declarações aos jornalistas após a assinatura de protocolos de cooperação com Miguel Relvas em representação do Estado português, Hermenegildo Pereira salientou a cooperação entre a Lusa e a ETNA – ainda em embrião – desde 1997, e referiu que essa parceria que agora é reforçada foi “essencial” para revelar ao mundo o que se passava em Timor-Leste.
“A cooperação não é recente já que foi acordada em 1997”, assinalou o ministro destacando também que a Lusa está permanentemente em Timor-Leste desde 1999.
Além de um protocolo genérico com o Estado Português, foram também rubricados os protocolos adicionais que envolvem a agência Lusa, a RTP, o Cenjor e a Universidade Católica, tendo cada uma das empresas ou entidade estado representada na cerimónia que decorreu no Palácio do Governo da capital timorense.
Além da Lusa, representada pelo seu presidente, Afonso Camões, o ministro Hermenegildo Pereira salientou também a cooperação do Cenjor no apoio à formação de jornalistas locais, a RTP que “tem ajudado na evolução” da televisão e rádio públicas e referiu que Timor-Leste “quer mais formação para colmatar lacunas”.
“Portugal tem, sem dúvida, uma experiência que Timor-Leste tem que saber usufruir”, acrescentou o ministro ao salientar que o país tem aproveitado essa experiência.
Por isso, disse, o que hoje foi assinado “dá continuidade e eleva o vigor e a determinação dos nossos Governos em prosseguir com o mesmo processo e de avançar com a consolidação da capacitação individual e o nível de profissionalismo dos media”.
Hermenegildo Pereira, disse ainda que o estudo de viabilidade da agência noticiosa timorense “é uma pedra crucial” para o futuro de forma a inscrever no orçamento do país para 2013 as verbas necessárias para a sua criação.
– Nota PG: Apesar desta notícia tão positiva é de lamentar o tempo que está a ser levado para concretizar o anunciado. Lamentavelmente isso não invalida que a Agência Lusa continue a assegurar o seu serviço de informação a partir de Timor-Leste, como anteriormente acontecia. A rebaldaria no trato das obrigações da Agência Lusa no que a Timor-Leste diz respeito é inadmissível. Isso mesmo temos vindo energicamente a denunciar e a repudiar. Por considerarmos pertinente mantemos as nossas observações no parágrafo que se segue e que temos vindo a fazer acompanhar algumas das notícias da Agência Lusa. Responsabilidade é aquilo que os da lusofonia exigem ao serviço que a Lusa tem por obrigação cumprir.
E a Agência Lusa perdeu a cabeça? Foi a Timor-Leste? Anda exclusivamente, atenta, veneranda e obrigada a cobrir o ministro Relvas e os seus chefes Lusa e RTP? Ou ganhou vergonha e vai cumprir o que lhe compete relativamente a um país lusófono passando a estar sempre presente em TL e fazer a cobertura diária dos principais acontecimentos daquele país? É que já lá vão cerca de dois meses que está em falta com o que deve nesse aspeto aos portugueses e a centenas de milhões do mundo da lusofonia.
*Ver foto “VAI ESTUDAR Ó RELVAS” no título PG TIMOR-LESTE TAMBÉM MANDA MIGUEL RELVAS IR ESTUDAR
Leia quase tudo sobre Timor-Leste (símbolo na barra lateral)
Please follow and like us:
error