ortografia na Academia das Ciências de Lisboa ROLF KEMMLER

Rolf Kemmler

Rolf Kemmler
35 mins ·
JN

Como Sócio Correspondente Estrangeiro da Academia das Ciências de Lisboa não posso deixar de manifestar a minha mais profunda consternação pelo ocorrido e sinto pessoalmente que devo pedir desculpas à Nação Portuguesa pelo comportamento de duas pessoas que dizem representar a nossa Academia, mas que na verdade estão ativamente empenhadas em desprestigiá-la para ganharem protagonismo pessoal.
Deve-se notar que foi com a cumplicidade do Presidente Prof. Artur Anselmo, que a académica correspondente Ana Salgado se achou no direito de elaborar e submeter para votação o documento pessoal ora publicado em nome da Academia, que nunca chegou a ser objeto de discussão séria e científica na Classe de Letras da mesma.
Houve, sim, uma apresentação malfadada em que Ana Salgado apresentou o seu projeto pessoal no âmbito da reunião pública de 12 de janeiro de 2017 do Instituto de Lexicologia e Lexicografia da Língua Portuguesa (que, aliás, nunca constituiria uma comissão constituída por uma só pessoa, ainda que fosse «Licenciada (Ramo Científico) em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses (2001), pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP)», cf. https://anasalgadosite.wordpress.com/…/03/23/nota-biografica, quando o ILLLP também conta com três linguistas doutorados com currículo científico específico na área em questão).
Apresentada pela primeira vez aos Sócios Efetivos por e-mail de 19 de janeiro de 2017, consta que a versão primitiva das «Sugestões para o Aperfeiçoamento do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa», destinada «Para uma fixação da nomenclatura do Vocabulário e do Dicionário da Academia» (página 7 / 9) se socorreu de plágio nas páginas originais 6 (texto cortado na nova versão) e 14 (a referência à “generalizada supressão das consoantes não articuladas das sequências internas”, que se assemelha bastante a um trecho publicado por D´Silvas Filho aos 11 de janeiro de 2017, passou para a página 7).
Para não falar na falta de competência com que o documento foi elaborado, é escandalosa a forma como o assunto foi submetido à votação pelos académicos desprevenidos (e diga-se de passagem que a proposta recebeu voto contrário da parte dos especialistas que apresentaram justificação do voto) na sessão dos Sócios Efetivos no dia 26 de janeiro, ainda mais porque o assunto deveria ter sido submetido ao plenário da Academia, conforme estipula Art.º 48.º, alínea d) dos Estatutos da ACL.
É ainda mais escandaloso o facto de o documento assim aprovado ser OUTRO do que agora veio a ser publicado pela Academia. Para não entrar demasiadamente em detalhes, uma simples comparação estrutural torna evidente que não se trata de simples retoques. Assim, as «Considerações finais» (págs. 14-15) do texto original passaram a ser as «Anotações preliminares» (págs. 6-7) da versão publicada. Qual foi, então, o documento submetido à ata da sessão, a versão original tal como foi apresentada aos sócios efetivos, ou a versão retocada que agora se encontra publicada em rede?
Que o Presidente da Academia e a sua funcionária Ana Salgado não queiram ouvir, nem discutir, nem muito menos prestar atenção à opinião dos especialistas que pertencem à ACL não deixa de ser uma questão interna da Academia. O atentado intencional contra os Estatutos (Decreto-Lei n.º 157/2015, de 10 de agosto), o plágio descarado e a possível falsificação da ata académica através da submissão de um texto alterado, porém, são assuntos muito mais graves! A ciência não se faz assim. Seriedade é outra coisa!
Não é, enfim, a Academia das Ciências de Lisboa que anda a brincar com a ortografia: são o Professor Artur Anselmo, como o seu Presidente, e a académica Ana Salgado como funcionária do ILLLP da ACL, que ambos perseguem uma agenda própria, claramente em detrimento da memória de uma Academia das Ciências de Lisboa séria e digna de todo o respeito que teve um papel crucial na elaboração das bases do Acordo de 1990.

Academia de Ciências de Lisboa brinca com o acordo ortográfico
A propósito das «Sugestões para o aperfeiçoamento do acordo ortográfico da…
JN.PT|BY JORNAL DE NOTÍCIAS

Just now ·
· Report story as fake
Para mais informações sobre a ortografia na Academia das Ciências de Lisboa, vejam a minha palestra
«O papel da Academia das Ciências de Lisboa no estabelecimento de uma ortografia simplificada e unificada para a lusofonia»
que podem encontrar em:
https://www.researchgate.net/…/312320818_Rolf_Kemmler_Vila_…
e a minha comunicação
«A utopia de um aperfeiçoamento do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (1990)»
que podem encontrar em:
https://www.researchgate.net/…/312588026_A_utopia_de_um_ape…

https://www.researchgate.net/publication/312320818_Rolf_Kemmler_Vila_Real_O_papel_da_Academia_das_Ciencias_de_Lisboa_no_estabelecimento_de_uma_ortografia_simplificada_e_unificada_para_a_lusofonia_perspetiva_historica_e_responsabilidade_atual?ev=prf_pub

Rolf Kemmler (Vila Real) O papel da Academia das Ciências de Lisboa no estabelecimento de uma ortografia simplificada e unificada para a lusofonia: perspetiva histórica e responsabilidade atual
RESEARCHGATE.NET

Sobre AICL lusofonias.net

Chrys Chrystello presidente da direção e da comissão executiva da AICL
Esta entrada foi publicada em AICL no tag com as tags , , . ligação permanente.

Deixe um comentário