>ortugal Monumentos megalíticos da freguesia de Belas estão abandonados e a ser destruídos

>in diálogos lusófonos
Patrimônio

Portugal Monumentos megalíticos da freguesia de Belas estão abandonados e a ser destruídos

As águas da CREL caem por cima de um obelisco porque os técnicos da obra, ao vê-lo assinalado no mapa, pensaram tratar-se de um poço

Por José Bento Amaro

Os exemplos de abandono do patrimônio, na freguesia de Belas, são vários. Junto a alguns monumentos da freguesia se acumula lixo e até peças de automóveis.



Um trabalhador da autarquia destruiu uma galeria funerária e nas obras da AE 16 as explosões deitaram abaixo uma anta.


Um cenário que se repete por cima do túnel de Carenque, da CREL. Também as pegadas dos dinossauros de Pego Longo foram cobertas de modo a poderem ficar preservadas, mas à superfície só existe lixo.


Mas não só os monumentos do período megalítico estão ameaçados!  Temos um exemplo até caricato e que se arrasta há vários anos. Diz respeito ao obelisco erguido no século XIX, em homenagem a D. João VI, na Quinta do Marquês, e classificado  como imóvel de interesse público.
A água que se acumula na CREL(estrada) desagua em cima do obelisco. O viaduto da CREL, situado à entrada de Belas, foi construído por cima do monumento e no projeto havia, no lugar da edificação, um pequeno círculo que pretendia assinalar um vestígio.
Os técnicos responsáveis pela obra entenderam, no entanto, que esse círculo simbolizava o local onde deveriam cair as águas pluviais que tinham de escorrer do viaduto. E daí o obelisco tem vindo a levar com descargas diretas de águas sempre que chove, acentuando-se a sua degradação.


Texto adaptado  http://jornal.publico.pt/noticia/26-05-2012/monumentos-megaliticos-de-belas-estao-abandonados-e-a-ser-destruidos-24608066.htm

Please follow and like us:
error

Publicado por

chrys chrystello

Chrys Chrystello presidente da direção e da comissão executiva da AICL