tempero brasileiro

Penso que vou entrar nesse negócio. Na compra de um avião…..
May be an image of outdoors and text that says ".. ........ Chegou do Brasil novo carregamento de Folhas de Loureiro, muito usado em alguns temperos."
A cada pormenor que se conhece, são cada vez maiores as semelhanças entre a empresa que fretou o avião onde viajavam os 500 kilos de cocaína e a “Alexir” que comprou a Azores Park por 500€.
Nº 500, à parte, há ainda a “humildade” das suas instalações apresentadas como sede, a localização das mesmas nas periferias, o baixo capital social de ambas – sobretudo em relação ao nível dos seus investimentos…
… para não falar na propensão para para os intermediários, na aproximação aos “futebóis”, nas avultadas dívidas das empresas “vendidas” à banca ou a empresas que gerem passivos bancários tóxicos, nas compras de empresas para facilitar “as carambolas” das negociatas, nos negócios em cash… e por aí adiante.
interessante, nê?

2

  • Like

  • Reply
  • 50 m
  • Edited
  • João Pacheco de Melo

    subscrevo cada palavra…inacreditável semelhanças…o N- 500 é tramado e a inocência assustadora🤣🤣🤣

Publicado por

lusofonias.net

Chrys Chrystello jornalista, tradutor e presidente da direção e da comissão executiva da AICL