AÇORES ROMEIROS NÃO SAEM ESTE ANO

Movimento de Romeiros de São Miguel cancela Romarias Quaresmais para 2021
Na sequência do aumento do número de casos positivos de covid-19 na ilha de São Miguel, o Grupo Coordenador do Movimento de Romeiros da Ilha de São Miguel (MRSM) decidiu cancelar as Romarias Quaresmais que iriam arrancar no próximo dia 20 de Fevereiro de 2021, “bem como todas as actividades a ela conducentes, com ela relacionadas e dela resultantes, que possam decorrer em aglomerados de pessoas propícios à disseminação e transmissão do vírus covid-19 e ao risco elevado de contágio, particularmente as que potenciem e facilitem contactos físicos e de proximidade que, de outra forma, não aconteceriam”, lê-se na deliberação do Grupo Coordenador do MRSM n.º 1/2021, de 7 de Janeiro de 2021.
A mesma deliberação desaconselha “em consonância com as medidas promovidas pelo Governo Regional e pela Autoridade Regional de Saúde, a circulação na via pública, designadamente a associada à preparação e operacionalização das romarias quaresmais e, por isso, não tida como essencial ou prevista nas excepções do conhecimento de todos, particularmente enquanto vigore o recolher obrigatório e outras eventuais medidas que condicionem aquela circulação”.
Do mesmo modo, o Grupo Coordenador do Movimento de Romeiros da Ilha de São Miguel sugere ainda “a cada um dos ranchos a prática de actividades de natureza digital, usufruindo das redes sociais e demais plataformas informáticas, por exemplo, por forma a que se potencie o contacto virtual e à distância, e se vivencie, da melhor forma possível nestes tempos atípicos, a Quaresma, imbuída de um verdadeiro espírito de irmandade e de fraternidade Cristã”.
Em declarações ao Diário dos Açores, João Carlos Leite explica que se trata de uma decisão emanada do entendimento da Autoridade de Saúde Regional que emitiu, no passado dia 6 de Janeiro de 2021, um parecer no sentido de não autorizar a “realização das Romarias Quaresmais de 2021 devido à pandemia de Covid-19 que, previsivelmente, só estará mais controlada após o Verão de 2021, caso a vacinação venha a produzir os efeitos previstos”.
À semelhança do registado o ano passado, em que só saíram para a estrada 21 ranchos de romeiros, na primeira e segunda semana de Março de 2020, tendo sido canceladas as romarias dos restantes 34 ranchos, com o evoluir da pandemia nos Açores, o coordenador do MRSM deu conta que já no passado mês de Outubro o assunto tinha estado em cima da mesa numa Assembleia-Geral com os mestres dos Ranchos de Romeiros da Ilha de São Miguel. “Na altura decidimos enviar, no início do ano, uma solicitação de parecer à Direcção Regional de Saúde que desaconselhou as Romarias Quaresmais”, assevera.
Para João Carlos Leite, “na presente situação é de consenso e até uma questão de cidadania e de preservação da saúde pública não sairmos, este ano, em romaria”, frisa, lamentando a situação, mas advertindo que os romeiros “continuam as suas actividades anuais para além da preparação das romarias e da própria romaria. O Movimento continua em actividade, muitas vezes de forma online, e agora vamos ver como conseguimos também usar as plataformas existentes no Movimento para continuarmos a prosseguir a nossa caminhada espiritual, mas sem a caminhada física”.
João Carlos Leite recorda, a propósito, que o MRSM tem uma actividade ininterrupta durante o ano todo, contudo, “agora estamos exclusivamente atentos ao evoluir da pandemia. Não sabemos como vamos estar na Quaresma. O ano passado, diversos ranchos tiveram encontros online onde rezavam em conjunto e realizaram-se algumas acções de envolvência solidária. Actualmente, estamos condicionados pelo evoluir da pandemia”, refere, acrescentando que já “houve alturas em que a situação permitiu algumas actividades, mas outras foram canceladas, como é o caso, por exemplo, da próxima Assembleia-Geral que estava marcada para o próximo dia 10 de Janeiro de 2021”.
Ainda assim o que não está parado, assegura, é “o trabalho de recolha de todo o acervo dos Romeiros de São Miguel para registo no Património Cultural e Material Nacional obedecendo aos critérios que são exigíveis e quando este registo for efectuado continuar com o processo de candidatura do Romeiros de São Miguel a património cultural da Unesco”.
Do mesmo modo, este responsável dá conta ainda que já está a ser preparada a celebração dos 500 anos de Romarias que irá realizar-se a 22 de Outubro de 2022.
Por Olivéria Santos
Image may contain: 7 people, people standing and outdoor
36
4 comments
11 shares
Like

Comment
Share

Comments

View 2 more comments
  • Uma decisão que não é fácil mas muito sensata, face ao que estamos a viver. Para todos os romeiros coragem e muita força que as vossas preces sejm ouvidas e que Deus nos proteja a todos🙏

Publicado por

lusofonias.net

Chrys Chrystello jornalista, tradutor e presidente da direção e da comissão executiva da AICL