corrupção AZORES PARK

Antena 1 Açores – Carlos Silveira, antigo gestor da Azores Park, foi esta manhã dizer ao Tribunal de Ponta Delgada que tudo o que fez na empresa foi a mando de Rui Cordeiro.
O julgamento do caso Azores Park começou esta manhâ no Tribunal de Ponta Delgada.
“Um rol de testemunhas para ouvir, mas toda a manhã apenas Carlos Silveira prestou declarações.
Carlos Silveira foi para gestor da Azores Park em Março de 2019… negou por três vezes o convite de Rui Cordeiro, mas à quarta e porque precisava de dinheiro, aceitou .
Ao Tribunal disse e reafirmou por várias vezes que não sabia das contas da Azores Park. Foi gerir a ex-empresa municipal, mas para fazer apenas o que Rui Cordeiro mandava.
E é por isso que levantamentos de dinheiro e transferências bancárias, num valor próximo de um milhão de euros, tem a sua assinatura, mas a ordem foi sempre de Rui Cordeiro, disse e repetiu nesta primeira sessão de julgamento que vai decidir se houve insolvência culposa ou não da Azores Park.
Em Tribunal, o Santander quer ver provado que a administração da Azores Park esvaziou a sua conta bancária em véspera de declarar a insolvência.
Tal como a Antena 1 Açores noticiou em primeira mão, extratos bancários da Azores Park, junto da Caixa Económica da Misericórdia de Angra, demonstram que o produto da venda de vários imóveis e o saldo bancário foram dissipados pela administraçao da Empresa nos meses que antecederam a declaração de insolvência.
O Banco Santander diz que só entre Abril e Maio de 2019, a Azores Park vendeu mais de 30 imóveis por 705 mil euros.
Houve dinheiro que entrou e saiu logo de seguida, diz o banco, para acrescentar que quase sempre no mesmo dia e a favor da conta da empresa Melo e Cordeiro, uma sociedade por quotas detida em partes iguais pelo mandatário da Azores Park Rui Cordeiro, que assumia também as funções de gerente da empresa Port Admiral, a sociedade que é mãe da Alixir Capital, que acabou por comprar por 500 euros a Azores Park.
Para serem ouvidos estão os ex gestores e autarcas da Azores Park e Câmara de Ponta Delgada, bem como um rol de testemunhas socialistas com assento quer na autarquia quer na assembleia municipais.” (CV)
(Antena 1 Açores, jornal ads 13h. dia 5 de Jan.)
Chrys Chrystello
1 comment
Haha
Comment
Share
Comments
  • Brigam as comadres,descobrem-se as verdades.
    • Like
    • Reply
    • Share
    • 6 m