A HISTÓRIA DA OCUPAÇÃO DA ARMÉNIA PELA TURQUIA. O GENOCÍDIO DO POVO ARMÉNIO.

A HISTÓRIA DA OCUPAÇÃO DA ARMÉNIA PELA TURQUIA.

O GENOCÍDIO DO POVO ARMÉNIO.

Cerca de 1,5 milhão de pessoas morreram e outras milhares foram obrigadas a deixar sua terra natal.
Entre 1915 e 1918, o governo da Turquia foi responsável por um dos maiores massacres do século 20: o genocídio armênio. Cerca de 1,5 milhão de pessoas morreram e outras milhares foram obrigadas a deixar sua terra natal. A ocupação turca dominou a parte ocidental da Armênia, dizimando também relíquias culturais de mais de três mil anos de história.

As consequências da ocupação da Armênia pela Turquia não são reconhecidas por todos os países como um genocídio. O Brasil, por exemplo, ainda não o fez. Por outro lado, a ONU (Organização das Nações Unidas) e o Parlamento Europeu já o fizeram. Vamos entender melhor esses três anos de história?

BREVE HISTÓRIA DA ARMÊNIA

Durante três mil anos, uma próspera comunidade armênia existiu dentro da vasta região do Oriente Médio, cercada pelos mares Negro, Mediterrâneo e Mar Cáspio. A área, conhecida como Ásia Menor, está na encruzilhada de três continentes: Europa, Ásia e África. Ao longo dos séculos, a região foi governada por diferentes povos, como persas, gregos, romanos, bizantinos, árabes e mongóis.

Apesar das repetidas ocupações, a Armênia conservou sua identidade cultural e seu patriotismo. A nação surgiu em 600 a.C., dando início a uma era de paz e prosperidade, marcada pelo invenção de um alfabeto e florescimento da literatura, arte, comércio e arquitetura. Em 301 d.C., foi o primeiro país no mundo a adotar o cristianismo como religião oficial – antes mesmo de Roma.

Image may contain: sky, stripes, cloud and outdoor
No photo description available.

Please follow and like us:
error

Publicado por

lusofonias.net

Chrys Chrystello jornalista, tradutor e presidente da direção e da comissão executiva da AICL