LEMBREMOS O NOSSO ANDRÉ BRADFORD, POR DULCE

André Bradford was tagged.

Na impossibilidade de o fazer individualmente, quero agradecer a todos os que nos fizeram chegar palavras de conforto.

Agradecer a todos os que, de perto ou de longe, de Santa Maria ao Corvo, Madeira, continente, UE, EUA, Canadá, Venezuela,… quiseram homenagear o André.

E foram muitos. Foram tantos.

O André era o meu André. Mas era também o filho da Marta e do George, irmão da Anabela, pai do Gonçalo, do Afonso, da Amélia e do Andrézinho… Tio. Padrinho. Primo. Um amigo. Um porreiro. Um melómano.

Era um Açoriano. Um Político. Um Socialista. Um Europeísta. Um Homem de coragem e de convicções. Teimoso, tanto quanto nos fosse útil. Seria a nossa voz na Europa – e fá-lo-ia (tenho a certeza!) da melhor maneira possível, com a exigência que lhe era tão caraterística.

Agora restam-nos as memórias.

Homenagear o André, é continuar a luta. É batalhar por aquilo em que se acredita – mesmo que isso traga ao de cima um laivo de irracionalidade.

Homenagear o André é ouvir música, beber um bom vinho, rir. Rir muito!

Estou dormente. Desde há precisamente duas semanas que estou dormente.
Não quero estar lúcida. Não quero estar em mim.
Só dormente. O suficiente para levar o barco em frente. Para continuar a aninhar os nossos filhos… E dizer-lhes que vou estar aqui.

Aos meus “ajudantes de campo”, aos de sangue e aos de coração, que estiveram presentes desde a primeira hora, nunca terei palavras suficientes para agradecer…

Aos vizinhos que me socorreram e me deram colo e aos meus filhos durante aquela madrugada.

A todos os profissionais de saúde que desde o primeiro minuto deram tudo por tudo para que o André voltasse para nós.

A toda a equipa do Hospital do Divino Espírito Santo que o acompanhou, da chegada à partida, o meu profundo agradecimento!

Aos pais dos colegas da Amélia, que desde logo se prontificaram a amenizar a sua dor com todo o carinho.

Aos seus amigos e colegas de bancada e de vida política.

Obrigada a todos, sem excepção.

A mim só me apetece matar a morte que levou o meu Amor.

Image may contain: one or more people and text
Please follow and like us:
error