BRASIL TEM CANIBAL NA PRESIDÊNCIA? Bolsonaro ataca “Bruna Surfistinha”, mas usava auxílio-moradia para “comer gente”

Hipocrisia: Bolsonaro ataca “Bruna Surfistinha”, mas usava auxílio-moradia para “comer gente”

” style=”box-sizing: border-box; display: inline-block; line-height: 1; vertical-align: bottom; padding: 0px; margin: 0px; text-indent: 0px; text-align: center;”>

Publicado em 19 julho, 2019 6:48 am
Bruna Surfistinha: filme protagonizado pela atriz Deborah Secco fez sucesso no começo da década (Divulgação/Divulgação)

Da Folha:

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (18) que pretende transferir a Ancine (Agência Nacional do Cinema) do Rio de Janeiro para Brasília e criticou o patrocínio federal a produções audiovisuais que, segundo ele, fazem “ativismo”.

Em cerimônia em comemoração aos 200 dias do atual governo, ele disse que não pode admitir que dinheiro público seja destinado a filmes como o da Bruna Surfistinha, em referência à produção do diretor Marcus Baldini e que teve a atriz Deborah Secco como protagonista.

“Agora pouco, o [ministro da Cidadania] Osmar Terra e eu fomos para um canto e nos acertamos. Não posso admitir que, com dinheiro público, se façam filmes como o da Bruna Surfistinha. Não dá. Ele apresentou propostas sobre a Ancine, para trazer para Brasilia. Não somos contra essa ou aquela opção, mas o ativismo não podemos permitir em respeito às famílias. É uma coisa que mudou com a chegada do governo”, disse.

No entanto, muitos internautas estão relembrando uma fala de Bolsonaro de janeiro de 2018 à Folha, quando o jornal noticiou que ele recebia auxílio-moradia da Câmara, mesmo tendo imóvel próprio em Brasília.

(…)

Please follow and like us:
error

Publicado por

CHRYS CHRYSTELLO

Chrys Chrystello jornalista, tradutor e presidente da direção e da comissão executiva da AICL