Presidente da Câmara da Ribeira Grande foi presente hoje ao juiz

INFORMAÇÃO

Presidente da Câmara da Ribeira Grande foi presente hoje ao juíz de Instrução Criminal.
É no âmbito da Operação Nortada, na qual é arguido por alegado crime económico.
Esta tarde deverão ser conhecidas eventuais medidas de coação.

“Acompanhado do advogado Paulo Linhares, o presidente da Cãmara da Ribeira Grande prestou declarações, durante cerca de duas horas, perante a Procuradora do Ministério Público e uma juiza do Tribunal da Ribeira Grande.
A meio da audiência, apenas o advogado de Alexandre Gaudêncio permaneceu no Tribunal. À tarde são conhecidas novas medidas de coacção a aplicar ao Presidente da Câmara da Ribeira Grande.
A supensão de mandato é para já a medida de coação que ganha maior consistência.
Uma audiência perante um juiz de Instrução Criminal acontece por três motivos: aplicação de medidas de coação, valorazão de declarações para julgamento e declarações para memória futura.
O Presidente da Câmara da Ribeira Grande é arguido na operação Nortada. Está desde o dia 2 com termo de identidade e residência. Prestou declarações na Polícia Judiciária quinta-feira passada.
É suspeito de reiterada violação de regras de contratação pública, de urbanismo e ordenamento do território, com presumíveis favorecimentos de empresários e entidades de direito privado.
À saída do Tribunal, o presidente da Câmara da Ribeira Grande e líder do PSD Açores, mostrava-se tranquilo, mas declinou prestar declarações.
São também arguidos: Nuno Costa, Paulo Silva, Jacinto Franco, Gui Martins e a empresa do continente Sounsgood.” (CV)

Image may contain: 1 person, suit
Please follow and like us:
error

Publicado por

CHRYS CHRYSTELLO

Chrys Chrystello jornalista, tradutor e presidente da direção e da comissão executiva da AICL