o burnout dos professores pode ser letal

  • Isabel Pereira shared a post.
    2 hrs

    Não será coincidência, é fruto de um trabalho letivo e não letivo, excessivamente burocratizado. Trabalho que se traz e prepara em casa, sem horas definidas par

    See more

    Comments
    Write a comment…
  • Em Portugal, mas poderia ser perfeitamente no Estado espanhol.

    Do mural da Isabela Figueiredo:

    Não trabalham, fazem greve, os preguiçosos

    “(…) uma professora, de Manteigas, em plena sala de aula, fulminantemente, caiu para o lado. Pode ser coincidência ou não, mas essa professora era titular de todas as turmas do 7.º ao 12.º anos de Inglês, seis níveis diferentes de preparação de aulas diariamente. (…) o caso de uma outra colega no Fundão. Esta “estava a corrigir 60 provas aferidas, a lançar as notas dos seus alunos e a fazer vigilâncias de exames. Aparece morta em cima do teclado do computador, em pleno lançamento das notas.
    Um terceiro caso apresentado pela Fenprof ocorreu num agrupamento de Odivelas. “O professor enviou por e-mail, cerca da 1h00, os dados pedidos pela escola. No outro dia não apareceu. A medicina legal concluiu que teria morrido por essa hora.”

Please follow and like us:
error

Publicado por

CHRYS CHRYSTELLO

Chrys Chrystello jornalista, tradutor e presidente da direção e da comissão executiva da AICL