BERARDO, A FRAUDE BCP E OUTRAS

António Hespanha shared a post.
1 hr

Image may contain: 4 people, suit
Rodrigo Sousa CastroFollow

O GRANDE EMBUSTE
A novela BdP-CGD-Berardo, constituie quanto a mim um dos maiores embustes vividos na Democracia portuguesa.
Senão vejamos:
– Berardo, um self made man que enriqueceu sabe Deus como, obtém, com favores ou não, um crédito avultado para comprar acções e decide apostar no banco privado BCP.
Nessa altura o BCP tinha lançado uma agressiva campanha, tendente a cativar investidores institucionais, grandes empresários e simples cidadãos.
O leit motiv, apregoado à exaustão pelos dirigentes do banco e pelos gestores de conta era , além de fazer crescer a instituição, dinamizar a economia portuguesa através do apoio em investimento financeiro, decorrente do aumento de capital.
Instado pelo meu gestor de conta, com capital meu, decidi comprar 1 000 acções a 5 euros. Passados cerca de 6 meses as acções tinham desvalorizado 10% e passado cerca de um ano 40%. Sem esperar mais decidi vender conseguindo fazê-lo perdendo apenas dois terços do capital.
Milhares de cidadãos como eu, pequenos empresários, simples chefes de família , pequenos aforradores, foram incentivados a comprar as acções, mediante uma ardilosa campanha e mentiras miseráveis dos gestores de conta. Quantas famílias desgraçadas, quantos cidadãos desesperados, indo alguns até ao suicídio ?
Ninguém sabe, mas foi um autêntico drama.
Passado pouco tempo as acções valiam poucos cêntimos, tinham perdido qualquer valor e entrado num buraco sem fundo.
Como foi então possível, que as centenas de milhões de Joe Berardo, se bem que obtidas a crédito, e as outras centenas de milhões de milhares de cidadãos comuns como eu, tivessem desaparecido sem rasto ?
O que fez a CMVM face a esta escandalosa burla ?
O dinheiro desapareceu em off shores de quem ninguém sabe a propriedade e assim não deixou rasto.
E o que fez a Justiça portuguesa perante semelhante crime ?
O habitual, deixou andar.
E que faz o poder politico ?
Um desvio oportunista do cerne da questão, lançando audições sobre as condições do crédito CGD/Berardo e suspeições sobre o BdP.
Quanto ao dinheiro, aos criminosos do BCP que desgraçaram vidas, nada.
Os capitalistas liberais de vários matizes batem palmas, os gestores privados dos bancos são uns santinhos e a classe politica entretem-se na farsa das audições parlamentares.
Se isto tivesse acontecido na pátria do capitalismo liberal, os administradores do BCP, e já agora do BES e BPN, estariam a ver o sol aos quadradinhos e apodreceriam, como era de justiça na prisão.
Basta ver o exemplo Madoff.
Assim estão repimpados nas suas lautas reformas e com o dinheiro que desviaram a bom recato.
Infelizmente a nossa Democracia parece estar cada vez mais infantilizada não tendo meios nem vontade de responsabilizar criminosos de colarinho branco, e a Justiça parece apenas interessada em cumprir agenda politicas.

Please follow and like us:
error