um recenseamento com medo de saber quem vai ser recenseado

José Milhazes shared a post.
32 mins

Um exemplo de censos anti-científicos e, diria mesmo, idiotas. Como será possível conhecer a sociedade em que vivemos se não a queremos conhecer? E como resolver os problemas sociais? Isto não é um erro, é algo muito pior.

Um erro alarmante: o INE optou por não querer saber a origem étnica e, como tal, impediu que essa informação fosse devidamente utilizada na definição de políticas públicas. Sem perceber os problemas e sem ferramentas de diagnóstico, não dá para ajudar as minorias a apanhar o elevador social.

Comments
View 1 more comment
  • Luís Saraiva Por esse andar os portugueses ainda vão ficar em minoria em Portugal.
    • José Milhazes Luis Luís Saraiva, os fenómenos estudam-se e depois tiram-se conclusões. Quem não quer estudá-los, não quer tirar conclusões certas. Vamos primeiro estudar.
    View 1 more reply
  • Eduardo Parreira Um exemplo do status quo irracional reinante. Há de facto temas taboo. E enquanto são taboo são propriedade da margem, dos extremismos. Depois admiram-se com a escalada dos saudosistas totalitários.
  • Cristina Mestre As pessoas de outras etnias continuarão a ser invisíveis, isso convém, para não se fazer nada.
Please follow and like us:
error