A OUTRA FACE PERGUNTAS AO JOVEM QUE PODE SER ACUSADO

SOLIDARIEDADE COM MIGUEL DUARTE, JÁ!

 

RTP.PT
Um português está a ser acusado pela justiça italiana por ter apoiado o resgate humanitário de migrantes. Miguel Duarte corre o risco de cumprir 20 …

Comments
  • Fernando Liz “(…) Para combater a demagogia profissional
    1- Se o Miguel ainda nem sequer foi acusado de nada por que razão está a pedir dinheiro?
    E se o caso for arquivado? Vai devolver o dinheiro que receber?
    2 – Quem tem a obrigação de o defender judicialmente é a ONG que recebeu milhões por ano de vários países e gastava milhares de euros por dia só com aquele navio.
    De repente faliu? Então porquê?

    Agora que o barco está parado, a ONG proprietária(!!!) está a poupar milhares de € por dia, não é verdade?

    Então quando gastavam milhares por dia tinham dinheiro até para manterem centenas de emigrantes a bordo.
    E agora, que poupam milhares por dia, é que o não têm?
    Como se explica isso?

    3 – O Miguel pode ter salvo algumas vidas (nunca 14 mil!) mas a sua ação continuada – bem como a dessas ONGs – contribuiu para incentivar centenas de milhares a fazerem a travessia. Que custou aos emigrantes 2000€ por cabeça, pagos aos traficantes de carne humana que os deixaram à deriva para morrer.
    Pelo que o saldo deste e doutros Migueis e desta e de outras ONGs é claramente negativo e constituiu – isso sim! – um incentivo a um Crime Contra a Humanidade.

    4 – Neste momento o Miguel e a sua ONG não têm qualquer actividade porque o navio está apresado em Itália. Curiosamente não há notícia de nsufrágios nem transportes de emigrantes ilegais.
    Milagre?

    5 – O Miguel – doutorando de matemática (nos tempos livres que o transporte de emigrantes ilegais desde as praias da Líbia até aos países de destino, lhe vai proporcionando) – contribuiu para que a sua ONG tenha arrecadado muitos milhões com esta prática criminosa de transporte de emigrantes ilegais. Portanto é cúmplice dessa actividade criminosa.

    6 – Se é verdade que esta ONG combinava com os traficantes os locais e as horas para a recolha dos seus clientes, tal como está a ser acusada pela justiça italiana (nunca pelo governo como dizem as TVs tugas!), essa ONG comportou-se como um navio similar aos navios negreiros portugueses que enxameavam as costas de África entre os sec 15 até 18. E deve pagar por isso.

    Em resumo:

    1 – A ação continuada e persistente do Miguel e da sua ONG, pese embora a componente Humanitária no seu início, acabou por incentivar centenas de milhares de pessoas que acabaram por perder as suas vidas nas águas do Mediterrâneo, iludidas justamente pela ação do Miguel e dos seus companheiros. E de outras ONGs como é óbvio. Não foi só esta…
    Na verdade, aquelas dezenas ou centenas de milhares aventuraram-se às águas na convicção de que o Miguel e os seus companheiros (da sua ONG e de outras) os resgatariam no alto mar.
    Mas não os resgataram.

    Se o Miguel, os seus colegas e estas ONGs não tivessem continuado essa actividade, dando esperança aos emigrantes que procuravam o Eldorado europeu, essas dezenas ou centenas de milhares de vidas não se teriam aventurado mar adentro e portanto não se teriam perdido.

    2 – Desde que o Miguel e essas ONGs estão inactivos não há notícias de que tenha havido um único naufrágio.

    Cada um PENSE com a sua cabeça.
    Ninguém nos paga para sermos estúpidos.
    Espírito Crítico é sempre preferível à aceitação cega de histórias da carochinha.

    Ou os meus leitores julgam que a Justiça Italiana é estupida? Não é.
    Querem é que nós o sejamos.
    Querem é ganhar dinheiro à nossa custa já que o negócio do transporte de emigrantes ilegais simplesmente terminou. E o navio está arrestado.

    Como é óbvio para quem tiver 2 dedos de testa.
    https://www.georgesoros.com/…/why-im-investing-500…/

    Why I’m Investing $500 Million in Migrants
    GEORGESOROS.COM
    Why I’m Investing $500 Million in Migrants

    Why I’m Investing $500 Million in Migrants

     

    Johnny SintraJohnny Sintra replied

    1 reply 33 mins

  • Johnny Sintra O fulaninho não conta a história toda. Ele sabia que as NOVAS leis italianas proíbem a facilitação dos fluxos migratórios. Ele não estava a ajudar refugiados para os meter na casa dele mas, sim, para serem tratados e sustentados pelos impostos dos italianos e pelos impostos e todos os países da UE. Agora aparecem estes vídeos populistas, contando apenas uma parte da questão, sobretudo quando é certo que no meio de refugiados se infiltram terroristas. E este jovenzinho vai ter azar porque, estando, além da Itália, outros países membros da UE atulhados de refugiados – casos de Malta, Grécia, Espanha, França, Alemanha, Reino Unido, Suécia, Dinamarca, etc. – qualquer apelo feito ao PE ou à CE redundará em fracasso. Ele violou as leis de um país e terá de sofrer as sanções correspondentes. A Itália é um país democrático civilizado e ocidental, não é a Arábia Saudita ou o Irão.

     

    Fernando LizFernando Liz replied

    1 reply 5 mins

  • Joaquim Santana Façam sempre o bem que Deus dá a recompensa força
  • Lurdes Fidalgo Foi para os barcos através de alguma associação ? qual? quem lhe pagou as viagens? quem o sustentava nesse trabalho “humanitario”? sim, porque não vivia do ar… ha montes de perguntas a serem respondidas. Por que nao se informou sobre aquela actividade sobre a qual já circulavam noticias tratar-se de traficância de seres humanos?
Please follow and like us:
error