O SUICIDIO da SATA

 

Sempre fui um defensor da transportadora aérea açoriana, aguardando por redefinições estratégicas e dando tempo para implementar medidas.
Este fim de semana a Azores Airlines cancelou os voos Lisboa-Pico-Lisboa e Lisboa-Horta-Lisboa. São cancelamentos recorrentes para as duas “gateways” do “triângulo”.
É momento para dizer que a situação bateu no fundo, tão grande é já o prejuízo para operadores turísticos e para residentes naquela zona do arquipélago.
Espanta-me o silêncio do Presidente da SATA, refugiado em gabinetes a ver a companhia afundar. E o silêncio “ruidoso” da tutela: a Secretária Regional da área, Ana Cunha, e o Presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro, têm de se pronunciar e, por uma vez, agir. Não para remendar, mas para reestruturar e preparar a companhia para os fortíssimos desafios do futuro imediato, com alguém que, efetivamente, perceba de aviação comercial e das suas particularidades.
Ruinoso não é apenas o “modus operandi” da companhia; é também o modo como a tutela açoriana se está a comportar numa situação inacreditável, inaceitável e pela qual, naturalmente, se não inverter caminho, corre sérios riscos de ser penalizada.

Image may contain: text

  • Fernando Maciel Meu amigo Rui Almeida , parece-me que o problema reside mesmo aí ,… ” quando dizes : -(a Sata) corre sérios riscos de ser penalizada ” . Não será essa a intenção dos senhores poderosos e bem pensantes ? Não haverá ninguém à espera dessa decisão , privatização ? Penso que tudo isto é acção concertada e esperada . Não confundir a ” Sata Azores airlines ” com o serviço da Sata Regional que sempre serviu e continua a servir os Açorianos e os Açores , mesmo com algumas críticas à mistura , mesmo com algum descontentamento por parte dos Açorianos . Como diz uma amiga : – Uma coisa ´uma coisa , outra coisa é outra coisa . Abraço Rui .
    • Rui Almeida Querido amigo Fernando, quando me refiro à “penalização”, falo daquela que pode ser imputada à própria tutela, em sede eleitoral, pela inércia tevelada num setor tão estruturante para a economia açoriana. A SATA, essa, está já incontornavelmente penalizada pela própria indústria e pelos seus passageiros (frequentes ou episódicos). Creio até ser muito difícil a sua recuperação (na estrutura e na imagem). Forte abraço!
    Write a reply…
  • Noélia Bettencourt Tenho de concordar consigo pois assistimos a um “suicídio colectivo ” duma região que nos últimos anos investiu no turismo para dar a conhecer ao mundo tanto as nossas belezas como as nossas vivências!
    O investimento dos açorianos que acreditam na divulgação e promoção destas ilhas está em causa assim como a sustentabilidade da região que viu no turismo uma forma de vida!
    A SATA e os seus administradores estão a afundar literalmente a oportunidade de uma região e se o governo não encontrar solução vamos “morrer” antes de nascer!
    • Fernando Maciel Caríssimos Rui Almeida e Noélia Bettencourt , quando referem SATA , querem dizer SATA AZORES AIRLINES ? Julgo que o mal da companhia é exactamente a Internacional . Concordam ? Apesar de ter gostado do termo utilizado pela Noélia ” suicídio colectivo ” , pessoalmente chamaria / apelava de “suicídio parcial” . Abraços .
      1

      Chrys Chrystello HÁ MUITO QUE A TAP desenhou planos para complementar as suas operações com a Sata Int’l (usando o velho nome), os sindicatos nas suas greves aceleraram o processo, que patrece irreversível…resta saber quando vai explodir e os pedaços que sobram para nós pagarmos mais, claro…parece incompetência a mais para não ser orquestrado…mas nunca se sabe
Please follow and like us:
error