os protetores solares que o envenenam

Depois disso, foram realizadas análises ao sangue e os investigadores descobriram que quatro ingredientes ativos- avobenzona, oxybenzone, ecamsule e octocrileno -estavam presentes em valores superiores às recomendadas pela FDA.
Ou seja, a investigação conclui que, se os protectores solares forem usados como é aconselhado, (de duas em duas horas e na quantidade de 2mg/cm2), logo após o primeiro dia de uso ocorre absorção e surgem concentrações plasmáticas superiores ao que seria de esperar. Além disso, a equipa deu conta de que a concentração sanguínea de três dos ingredientes continuava a aumentar à medida que os protetores eram aplicados ao longo do dia.
Estes resultados não significam, contudo, que as pessoas devam deixar de utilizar protetores solares, até porque, mundialmente, o melanoma está entre os 20 cancros mais comuns, tanto em homens como em mulheres, de acordo com o World Cancer Research Fund.

Please follow and like us:
error

Publicado por

chrys chrystello

Chrys Chrystello presidente da direção e da comissão executiva da AICL

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.