25.4.19 timor agora

TIMOR AGORA

Governu Kontinua Simu Pedidu Indultu ba Dadur

Posted: 24 Apr 2019 12:28 AM PDT

DILI, (TATOLI) – Diretór Nasional Servisu Prizaun no Re-insersaun Sosiál, Ministériu Justisa, Helder Cosme Marcal Belo, informa katak, Ministériu Justisa kontinua simu pedidu hosi proponente ne’ebé husu atu fó indultu ba dadur sira iha komarka Bekora, Gleno ho Suai.

Tuir Lei ne’ebé mak vigora iha país ida ne’e katak, Prezidente Repúblika iha kompeténsia atu fó indultu ba dadur sira iha loron boot nasionál. Tuir dekretu Prezidénsia Repúblika númeru 11/2018 determina ona loron indultu ba dadur ne’ebé sei akontese iha loron proklamasaun independénsia, 28 Novembru, tinan-tinan, ho loron restaurasaun independénsia, 20 Maiu, tinan-tinan.

“Horiseik ita simu tan proponente hosi advogadu sira hamutuk rua depois kanaliza tuir prosesu ne’ebé maka iha”, informa Helder Cosme Marcal Belo, ba Ajénsia TATOLI iha ninia kna’ar fatin, Ministériu Justisa, Caicoli, Dili, Tersa (23/4/2019).

Ministériu Justisa simu ona lista proponente atu hetan indultu no komutasaun pena ba dadur to’o ohin loron hamutuk na’in 60-resin.

Lei númeru 5/2016 kona-ba prosedimentu legal ba indultu no komutasaun pena ne’ebé define proponente sira mai hosi dadur, família dadur, advogadu, defensór públiku no mós diretór estabelesimentu prijionál sira.

Hafoin simu pedidu hirak ne’e, Herlder Cosme Marcal Belo, hateten, diresaun halo kedas avaliasaun ba komportamentu dadur, elaborasaun relatóriu sosiál, deklarasaun ho sentimentu hosi dadur rasik depois relata ba Ministériu Justisa no ministru kontinua haruka ba tribunal hodi hetan paresér jurídiku depois maka lori ba Prezidente Repúblika hodi foti desizaun.

Jornalista: Agapito dos Santos | Editór: Francisco Simões

Imajen: Diretór Nasional Servisu Prijaun no Re-insersaun Sosial,Ministeriu Justisa Helder Cosme Marcal Belo. Imajen/Egas Cristovão

PDHJ Sai Uma Na’in Ba Enkontru Sub-Rejionál Sudeste Aziátiku Direitus Umanus

Posted: 24 Apr 2019 12:21 AM PDT

DILI,(TATOLI) – Provedoria Direitus Umanus no Justisa (PDHJ-sigla Portugés) sai uma na’in ba enkontru sub-rejionál Sudeste Aziátiku direitus umanus nian.

Forum ne’ebé sei hala’o durante loron rua iha Dili, hahú hosi loron 24 to’o loron 25 Abril, tinan ne’e, iha Ótel JL. Vila, Fatuhada, ho objetivu atu hametin liután ekipa servisu tékniku Sudeste Aziátiku hanesan órgaun independente no organizasaun profisionál hodi promove estabilidade no hametin NHRIS iha rejiaun Aziátiku tuir akordu prinsípiu Paris nian, mobiliza rede servisu ho instituisaun akadémiku, instituisaun non-governamentál no organizasaun sosiedade sivíl, governante aziátiku no organizasaun direitus umanus internasionál. Nune’e maka iha 2019, TL sai hanesan uma na’in ba forum rede sub-rejionál direitus umanus hodi organiza enkontru ne’e iha Abril no sei akontese tan iha Jullu, enkuantu enkontru anuál sei akontese iha Outubru.

Provedora Direitus Umanus no Justisa, Jesuinha Maria Ferreira Gomes iha nia entrevista, hateten, PDHJ realiza ba dahuluk ekipa servisu tékniku iha Timor-Leste sub-rejionál Sudeste Aziátiku ne’ebé mai hosi instituisaun direitus umanus nian.

Ekipa servisu tékniku South East Asia NHRIS (Human Rights Institution) hanesan sub-rejionál iha Sudeste Aziátiku nu’udar mekanizmu forum no rede ida ne’ebé kompostu hosi instituisaun nasionál direitus umanus nian hosi nasaun neen maka hanesan Indonézia, Malaysia, Filipina, Myanmar, Tailándia inklui Timor-Leste.

Provedora Jesuinha Maria Ferreira Gomes reforsa katak, enkontru ne’e importante atu servisu hamutuk hodi halo promosaun no protesaun ba direitus umanus, identifika issue jerál iha nasaun hotu hanesan tráfiku umanu, korrupsaun, direitu ekonomia sosiál no kultura, promove feto, ema ho defisiénsia no LGBT.

TL aprezenta iha forum ne’e maka ema ho defisiénsia, tanba tuir Jesuinha katak daudaun ne’e PDHJ halo hela advokasia ba asuntu ne’e, atu oinsá governu ho parlamentu bele ratifika konvensaun internasionál ba ema ho defisiénsia. Nune’e hosi nasaun balun iha sub-rejiaun ne’e sei aprezenta mós kona-ba objetivu dezenvolvimentu sustentável, ko’alia kona-ba imigrasaun no oinsá dezenvolve ekonomia iha Azean.

Jornalista: Zezito Silva | Editór: Francisco Simões

Imajen: PDHJ sai uma na’in ba enkontru forum sub-rejionál Sudeste Aziátiku direitus umanus nian.

Komandu PNTL Liquica Prende Minarai Toneladas 2

Posted: 24 Apr 2019 12:02 AM PDT

DILI – Timor Leste lei la permite atu hatama minarai mai iha rai laran maibe oras nee mina rai ilegal sirkula makaas iha rai laran no iha semana kotu komandu PNTL municipio Liquica prende minarai toneladas 2.

Informa husi Komandu Geral Faustinho Da Costa ba jornalista sira Tersa Feira 23/04 iha Palacio Prezidente Nicolau Lobatu Bairo Pite Dili wainhira remata relata imformasaun situasaun Pascua nia ba iha Prezidente Republika Francisco Guterres Lu Olo.

Komisario hateten iha Timor Leste lei la permite atu importa mina rai mai iha Timor Leste lei so permite gazoel no gazolina maibe sirkulasaun mina rai iha rai laran boot tebes.

“ lei la permite atu ema hatama minarai mai iha rai laran maibe iha iha semana ida liu ba antes Pascua Komandu PNTL Municipio Liquica halo mos prende mais Dois Toneladas Minarai” katak Faustino.

Iha biban nee mos informa ba prezidente republika konaba preparasaun 20 de Maiu no 30 de Agosto. Atu oinsa komando PNTL halo kordenasaun ho forsa armada iha parte siguransa ba komemorasaun loron boot rua nee.

Nunee mos Komandante Polisia Municipio Bobonaro Superintendente Xefi Armando Monteiro informa durante tempu Paskua halo mos operasaun check point no konsege prende motorizada barak maka laiha dokumentus. Agora dadaun iha hela prosesu komandu PNTL iha seksaun tranzitu hodi implementa lei kodigo Estrada.

Emerenciana Pinto | Suara Timor Lorosae

Organizasaun Feto Kontinua Luta Ba Direitu Feto

Posted: 23 Apr 2019 11:57 PM PDT

DILI – Organizasaun feto, oras nee luta makaas ba direitu feto oinsa maka feto sira bele uja sira nian direitu ho lolos no lahalo diskriminasaun.

Tuir Maria De Carvalho Soares husi Afedil hateten sira nian organizasaun neebe maka hamrik atu hatutan governu nian servisu tanba nee maka oras nee sira mos luta makaas oinsa maka kapasita feto atu partisipa iha publiku inklui mos oinsa maka promove feto sira nian abilidade iha domestika ou vida ekonomia.

“Afedil halao servisu oinsa kapasita feto iha vida ekonomia, nunee mos tuir prozetu neebe maka iha maka atu promove feto sira nian abilidade no nian skiil laos atu ba iha servisu publiku deit maibe ba iha servisu domestika mos” katak Maria De Carvalho Soares husi Afedil ba STL tersa feira 23/04 iha nian knaar fatin.

Maria dehan feto iha direitu oin-oin neebe maka mundu rekoinese nunee mos laos halao servisu iha publiku deit maibe mos iha balansu oinsa maka hakbiit mos ekonomia hanesan prozetu ida husi Afedil hakbiit ekonomia feto oinsa maka halo hahan local ba iha hahan modernu ida nee afedil halo ona.

Nian mos motiva nafatin ba feto sira hotu hetan ona fiar ruma labele husik liu deit maibe koko aprezende buat oin-oin neebe maka oras nee iha tanba timor leste agora nasaun neebe maka demokratiko no siblizadu no modernu tanba nee maka koko aprende nafatin foun foun oin-oin neebe maka iha atu promove ita nian abilidade, buka servisu voluntario oinsa maka atu bele kapasita aan aproveita masimua atu nunee tinan tuir mai ita mos iha ona kapasidade atu bele promove ita nian aan iha dezenvolvimentu nasional.

Nunee mos Elisabeth Da Costa Koordenadora UFD Unidade Feto Dezenvolvimentu hatutan feto paz no seguransa hamutuk UFD kontinua fo kapasitasaun ba feto no juventude feto sira atu bele hasae sira nian koinesementu neebe maka diak atu bele kompete ba iha prosesu dezenvolvimentu nasional.

“Feto paz no seguransa oras ee esforsu makaas hodi fahe imformasaun ba feto no juventude feto iha municipio baucau liu-liu feto neebe maka uja oportunidade livre atu kapasita aan iha formasaun ou kursu ruma oin-oin neebe maka oferese husi NGO UFD baucau no iha biban ida nee formasaun refere grupo feto paz no seguransa fahe mos ba existensia FPS katak nakloke ba ema hotu, atu sai membru ba grupo FPS hodi aprende konaba lalaok advokasia hodi defende direitu feto no labarik iha municipio baucau” katak nian

Emerenciana Pinto | Suara Timor Lorosae

Regras Tenke Forte Kontrola Estudantes

Posted: 23 Apr 2019 11:52 PM PDT

DILI – Regras eskola tenke forte, atu bele kontrola estudante sira neebe uza farda lao tun sae iha dalan publiku.

Preokupasaun nee hatoo husi Direitor Edukasaun Munisipiu Dili, Duarte Braganca, katak, mensajen ba estudante sira, sempre hatoo bebeik, konaba oras neebe prosesu aprendizajen lao hela, maibe estudante sira uza fali farda eskola ninia, lao ba mai iha fatin-fatin.

“Dala ruma estudante sira sai husi uma oetu oras, maibe la hatene inan aman sira la fo atensaun ba asuntu hirak nee, tanba oras eskola nee tama iha tuku ualu, maibe labarik sira sai husi uma nee tuku ualu, too iha eskola oinsa, tanba nee, hau hanoin katak, karik haree ho farda nee lao iha dalan sira neebe la divia, hau hanoin polisia bele haree ona sira, tanba nee oras eskola hela, neebe dala ruma ita sei koalia nafatin ba asuntu hirak nee nafatin, internalmente ami tenke fo mensajen ba direitor eskola sira, tenke halo regras neebe makaas, maibe regras eskola, iha hotu ona, maibe ladun implementa maximu, iha eskola ida-idak nian,”dehan Duarte ba STL hafoin partisipa seminariu iha salaun INFORDEPE Balide Dili Segunda (22/04/2019).

Nia hatete, regras eskola ninia, liga ho estudante sira, tama eskola atrazu nee oinsa, tanba eskola hotu-hotu iha ninia regras, bainhira estudante sira tama tarde eskola, sansaun tenke aplika halo didiak, ida nee mak halo servisu hamutuk entre direitor eskola ho professor hotu.

“Dala ruma ita ladun preokupa ho ida nee, maibe presiza mos servisu hamutuk inan aman ho eskola, liu-liu direitor eskola no professor sira, tenke iha liafuan ida deit, selae regras sira nee, ninia rezultadu implementasaun nee laiha, ida nee mak importante, lider eskola mak tenke akomula ideas hotu, neebe mak iha,”katak nia.

Jacinta Sequeira | Suara Timor Lorosae

Problema Boot Halo Diskriminasaun Ba Defisientes

Posted: 23 Apr 2019 11:26 PM PDT

DILI – Too agora komunidade seidauk iha konsiensia ida, hodi kontinua halo diskriminasaun ba ema ho kondisaun defisientes, ida nee sai hanesan problema boot ida.

Lamentasaun nee hatoo husi Direitor Ahisaun, Domingos Talo Mau dos Santos, hatete, buat ida diskriminasaun ba ema difisientes, nee hanesan problema boot ida, tanba ida nee fila-fali ba konsiensia ida-idak ninia inan aman.

“Hau hanoin, fundasaun ahisaun hamutuk ho parseiru sira, hanesan ADTL sumrinha ba organizasaun ema ho difisientes, kontinua luta nafatin, oinsa atu bele hamenus diskriminasaun, liu-liu familia neebe mak halo diskriminasaun ba oan sira neebe moris ho kondisaun difisientes,”dehan Domingos ba STL iha nia knar fatin Fatuhada Dili Kuarta foin lalais nee.

Nia hatete, ahisaun sei nafatin iha ninia komitmentu hamutuk ho nian parseiru sira, oinsa luta nafatin atu bele hamenus diskriminasaun neebe mak iha, dala ruma komunidade no familia sira seidauk kompriende lolos, saida make ma difisientes hakarak.

“Sidadaun hotu-hotu iha direitu hanesan, laiha ema ida mak hela iha kotuk, entaun ema hotu iha direitu hanesan, edukasaun saude, ida make ma difisientes direitu, oinsa atu asesu ba,”dehan nia.

Iha fatin hanesan, Antoninho da Silva Soares, hanesan defisiente, hatete, apela ba inan aman sira neebe oan difisientes katak, oinsa atu bele respeita ema difisiente sira neebe iha komunidade, liu-liu sira iha area remotas, neebe nunka asesu ba informasaun, oinsa buka dalan atu bele koopera ho autoridade lokal sira.

*Jacinta Sequeira/Sonia Ferreira | Suara Timor Lorosae

Sri Lanka: Número de mortos sobe para 359, mais suspeitos detidos

Posted: 23 Apr 2019 10:54 PM PDT

O número de mortos nos atentados suicidas no domingo de Páscoa no Sri Lanka subiu para 359 e mais suspeitos foram detidos nas últimas horas, informou hoje a polícia.

O porta-voz da polícia, Ruwan Gunasekara, disse que foram detidos mais 18 suspeitos de ligação aos atentados, elevando o total para 58. O anterior balanço apontava para 320 mortos.

O primeiro-ministro do Sri Lanka, Ranil Wickremesinghe, alertou na terça-feira que vários suspeitos armados com explosivos ainda se encontravam em fuga.

O Governo sustentou que os ataques foram realizados por fundamentalistas islâmicos em aparente retaliação ao massacre na mesquita da Nova Zelândia em março, mas disse que os sete bombistas suicidas eram todos do Sri Lanka.

O grupo extremista Estado Islâmico reivindicou também na terça-feira a autoria dos atentados contra igrejas e hotéis de luxo.

Um português residente em Viseu está entre as vítimas mortais das oito explosões de domingo que causaram mais de 500 feridos.

A capital do país, Colombo, foi alvo de pelo menos cinco explosões: em quatro hotéis de luxo e uma igreja.

Duas outras igrejas foram também alvo de explosões, uma em Negombo, a norte da capital e onde há uma forte presença católica, e outra no leste do país.

A oitava e última explosão teve lugar num complexo de vivendas na zona de Dermatagoda.

As primeiras seis explosões ocorreram “quase em simultâneo”, pelas 08:45 de domingo (04:15 em Portugal).

Lusa | Notícias ao Minuto | Imagem: Reuters

Pequim “profundamente” agradecida a Portugal por aderir ao seu projeto internacional

Posted: 23 Apr 2019 10:42 PM PDT

Pequim, 23 abr 2019 (Lusa) – A China afirmou hoje “apreciar profundamente” a participação de Portugal na iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”, apontando a localização estratégica do país, um dos primeiros da Europa ocidental a aderirem à visão internacional de Pequim.

Num comunicado enviado à agência Lusa, nas vésperas de o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa iniciar uma visita de Estado ao país, o Governo chinês enaltece a adesão “ativa” e a “atenção” de Lisboa ao seu plano.

Descrito pelo Presidente chinês, Xi Jinping, como o “projeto do século”, aquele gigantesco plano de infraestruturas foi já incluído na Constituição chinesa, materializando a nova vocação internacionalista de Pequim.

Uma malha ferroviária e autoestradas ligarão a região oeste da China à Europa e Oceano Índico, cruzando Rússia e Ásia Central, enquanto uma rede de portos em África e no Mediterrâneo reforçarão as ligações marítimas das prósperas cidades do litoral chinês.

Pelo caminho, serão erguidos aeroportos, centrais elétricas e zonas de comércio livre, redesenhando o mapa da economia mundial e anunciando uma “nova era”, na qual a China ocupará o centro da ordem mundial.

No comunicado, Pequim realça a posição “muito relevante” de Portugal no extremo oeste da Eurásia, insinuando uma coordenação com Lisboa, que quer a inclusão de uma rota atlântica no projeto chinês, permitindo ao porto de Sines conectar as rotas do Extremo Oriente ao oceano Atlântico e beneficiar assim do alargamento do canal do Panamá.

“A assinatura de um memorando de entendimento com Portugal no âmbito da ‘Uma Faixa, Uma Rota’ estabeleceu uma fundação sólida para o desenvolvimento da iniciativa”, nota.

Lembrando que a visita do Presidente da China, Xi Jinping, a Lisboa, em dezembro passado, “elevou as relações para um novo patamar”, as autoridades chinesas consideram que Portugal “constitui um exemplo positivo” para a cooperação entre a China e a Europa.

“Portugal é dos primeiros países da Europa ocidental a assinar um documento de cooperação no quadro da iniciativa ‘Uma Faixa, Uma Rota'”, realça.

Contudo, os planos chineses têm suscitado também divergências com as potências ocidentais, que veem uma nova ordem mundial ser moldada por um rival estratégico, com um sistema político e de valores profundamente diferente.

Na Europa Ocidental, para além de Portugal, apenas a Itália apoia formalmente a iniciativa chinesa. Alemanha e França têm pressionado por critérios de seleção mais rigorosos para os investimentos chineses no continente.

No mês passado, Bruxelas produziu um documento que classifica Pequim como um “adversário sistémico”, que “promove modelos alternativos de governação”, e apelou a ações conjuntas para lidar com os desafios tecnológicos e económicos colocados pela China.

O Governo chinês lembra, no entanto, que “está disposto a trabalhar em conjunto com Portugal” para coordenar a sua visão com os planos da União Europeia de conectividade à Ásia e com a estratégia portuguesa de desenvolvimento nacional.

E reafirma a sua vontade em continuar a “expandir a cooperação” com Lisboa nos setores “energia, transportes, infraestrutura portuária e logística”, para “beneficio de ambos os países e povos”.

JPI // EL

Diplomatas reunidos em Díli defendem papel crucial da diplomacia preventiva

Posted: 23 Apr 2019 10:30 PM PDT

Díli, 24 abr 2019 (Lusa) — Diplomatas de vários países, incluindo Timor-Leste, defenderam hoje a importância de reforçar mecanismos de diplomacia preventiva e de sistemas de aviso precoce como instrumento para prevenir ou evitar conflitos.

“Diplomacia preventiva e alerta prévios são importantes instrumentos nos esforços de reduzir conflito”, disse num seminário em Díli, o ministro dos Negócios Estrangeiros timorense, Dionísio Babo.

“Numa região estratégica e tão diversa como a nossa temos que desenvolver um adequado sistema de aviso prévio. Para nós, trata-se de um instrumento de reforço de capacidades tanto para a comunidade como para o Governo, ajudando a identificar os principais agentes de conflito”, destacou.

Dionísio Babo falava em Díli na abertura de um encontro do Fórum Regional da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN)sobre o papel da diplomacia preventiva e de alertas prévios na resolução de conflitos, copresidido por Timor-Leste, Indonésia, Estados Unidos e Nova Zelândia.

Timor-Leste, sustentou o ministro timorense, “simboliza os esforços de promover paz depois de uma longa história de conflito” em que a luta pela independência “foi caracterizada por muita violência e a perda de muitas vidas”.

Considerando essencial trabalhar para “promover a paz, a reconciliação e o diálogo”, Babo disse que o o Fórum Regional da ASEAN é um espaço crucial para responder aos desafios neste campo na região, considerando essencial trabalhar em parcerias entre Estados para responder a conflitos que, por vezes, começam com uma dimensão nacional, mas que depois alastram para outros Estados.

Babo considerou primordial o envolvimento da sociedade civil, destacando o “alto nível de inclusividade e participação de todos os setores da sociedade no diálogo e nos esforços de construção da paz”.

O embaixador indonésio em Díli, Sahat Sitorus, sublinhou o papel da ASEAN como “ponte para reunir todos na mesa de negociação”, com registos positivos na “manutenção de paz e segurança na região” e intervenção, para reduzir tensões, em conflitos.

O diplomata declarou que construir um sistema de democracia preventiva e aviso prévio, são necessárias “ações sistemáticas”, com o fortalecimento da “confiança entre os países, o diálogo continuo e o reforço das capacidades em responder rapidamente para evitar a escalada de conflitos”.

“O poder destes mecanismos depende também da cooperação e diálogo entre a sociedade civil e estruturas oficiais”, disse.

já a embaixadora dos Estados Unidos em Díli, Kathleen Fitzpatrick, saudou o “valioso contributo” que Timor-Leste tem tido no fórum, mais uma prova do “porquê dos Estados Unidos apoiarem os esforços de Timor-Leste se tornar membro da ASEAN”.

Por sua vez, a embaixadora da Nova Zelândia em Díli, Vicki Poole, insistiu que na prevenção do conflito há muito que os países não podem fazer sozinhos e “a que só podem responder efetivamente de forma coletiva”.

“Este é o modelo essencial da diplomacia preventiva. Este é o valor de trabalhar em conjunto para alcançar paz e estabilidade”, frisou.

O encontro de três dias tem como objetivo “aprofundar e melhorar a compreensão dos princípios da diplomacia preventiva” e “explorar formas sobre como a ASEAN pode reforçar a capacidade de impedir a escalada dos conflitos regionais através da implantação de mecanismos de alerta precoce e de resposta antecipada”.

Na reunião participam representantes dos membros do Fórum Regional da ASEAN, nomeadamente a Austrália, Bangladesh, Brunei, Camboja, Canadá, China, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Estados Unidos, Índia, Indonésia, Japão, Laos, Malásia, Mongólia, Myanmar, Nova Zelândia, Paquistão, Papua Nova Guiné, Filipinas, Rússia, Singapura, Sri Lanka, Tailândia, Timor-Leste, União Europeia e Vietname.

O encontro conta ainda com representantes do Instituto da ASEAN para a Paz e Reconciliação e do Grupo de Pessoas Eminentes, instituições e organizações nacionais e regionais envolvidas no alerta precoce e na paz e segurança, bem como aquelas que trabalham com mulheres, jovens e populações minoritárias.

ASP // JMC

You are subscribed to email updates from TIMOR AGORA.
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google, 1600 Amphitheatre Parkway, Mountain View, CA 94043, United States
Please follow and like us:
error