crimes islâmicos inadmissíveis perante o silêncio mundial

O mundo continua indiferente.
QUE VERGONHA!

Faz esta terça-feira nove anos que a paquistanesa Asia Bibi foi detida, por um caso de contornos bizarros, acusada de ter violado a lei da blasfémia, insultando Maomé, o que no Paquistão pode conduzir a pena de morte.
Em 2009, Asia Bibi estava integrada num grupo de mulheres que trabalhavam no campo. Bebeu água de um poço e, sendo a única cristã do grupo, foi acusada por algumas das muçulmanas de ter contaminado o poço por ter bebido dele. Acabou por ser presa por, alegadamente, ter insultado Maomé e hoje continua atrás das grades, separada do marido e dos cinco filhos.

RR.SAPO.PT
Nos nove anos em que esteve presa, Asia Bibi tornou-se o rosto das vítimas da lei da blasfémia no Paquistão. Será que a atenção mediática que o seu caso recebeu tem dificultado a sua libertação?
Please follow and like us:
error