AMARANTE ATRAI ESCRITORES

Escritores internacionais convidados para trabalharem em Amarante

 | Norte
Fonte: Agência Lusa

Amarante, 28 mar (Lusa) – A Câmara de Amarante quer atrair escritores nacionais e internacionais para trabalharem e editarem os seus livros a partir daquela cidade, avançou hoje à Lusa o presidente da autarquia.

Segundo José Luís Gaspar, o projeto vai designar-se “Casa do Escritor” e terá como objetivo alojar figuras ligadas às letras, convidadas a permanecerem na cidade por “um período longo”, escrevendo os seus livros.

O edil acredita que este projeto será importante para “afirmar a imagem de Amarante”, enquanto terra de cultura, nos planos nacional e internacional.

“Vai ajudar uma lógica da internacionalização. Vamos dar a Amarante outra roupagem na área da escrita”, afirmou, enquanto sublinhava a importância que aquela dinâmica poderá ter para a atividade turística no concelho.

O presidente da autarquia falava hoje à Lusa a propósito do Grande Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes, que a Associação Portuguesa de Escritores vai assumir, a partir deste ano, em colaboração com a Câmara de Amarante.

“A cultura é um bom veículo para dar maior expressão à nossa cidade, que poderá, através deste prémio, dar-se a conhecer ao mundo”, considerou.

José Luís Gaspar disse esperar que aquele concurso literário, pelo prestígio que tem, “vai permitir que grandes expositores concorram”.

Para o autarca, “com a conjuntura atual e o fluxo de turismo esperado, Amarante poderá posicionar-se noutro patamar”.

A estratégia da cidade passará por promover ainda mais a figura do poeta Teixeira de Pascoaes, que residiu naquele concelho.

“Teixeira de Pascoaes vai-se abrir-se ao mundo, porque a sua imagem nunca foi trabalhada desta forma e é um pecado capital não o fazer”, considerou.

Nesta fase, acrescentou, há contactos com universidades para tentar encontrar um modelo para trabalhar o que representa a vida e a obra do poeta, cujo espólio foi adquirido pela autarquia.

“Estamos a tentar encontrar soluções. Estamos a avaliar com muito rigor. Não precisamos de nos precipitar”, observou.

Sobre o grande prémio de poesia, Gaspar prometeu que, por altura da sua atribuição, haverá um programa de animação e promoção da cidade, criando-se “um cenário” à volta daquele evento, com a presença de grandes figuras da cultura portuguesa.

APM // JGJ

Lusa/fim

Please follow and like us:
error

Publicado por

chrys chrystello

Chrys Chrystello presidente da direção e da comissão executiva da AICL